MPF ainda não tem provas contra Cerveró, lembra Petrobras

Atualizado às 14h15

Jornal GGN – Ontem (15), a Petrobras compartilhou uma nota com a imprensa esclarecendo alguns pontos sobre a prisão preventiva do ex-diretor da área Internacional, Nestor Cerveró.

De acordo com a estatal, ao contrário do que está sendo divulgado, o Ministério Público Federal (MPF) não afirmou, em momento algum, que os atuais diretores da companhia receberam propina.

A Petrobras justifica que quaisquer irregularidades cometidas por Cerveró ainda estão sendo investigadas e ressalta: “Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró são ex-diretores da companhia e não diretores”.

Fica claro, na manifestação do MPF de 31 de dezembro, que tudo que eles têm contra o ex-diretor é uma suspeita: “Se Paulo Roberto continuou recebendo propina – e muita – até 2014, mesmo tendo deixado a diretoria em 2012, é razoável inferir, num juízo de probabilidade, que Cerveró esteja em posição semelhante, o que está sob investigação”.

A Petrobras enviou uma nova nota, afirmando que só publicou esse posicionamento depois de obter a concordância formal do MPF/PR

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

11 comentários

  1. Mas o MPF do Paraná não

    Mas o MPF do Paraná não precisa de provas, eles “acham” que o indiciado vai fugir porque voltou de Londres, o unico fugitivo que para fugir vem do exterior para a cidade onde mora, sacou 200 mil reais de um dinheiro que em momento algum foi lhe dito que não poderia sacar, mas se ele sacou é porque iria usar esse dinheiro para fugir, a Lava jato veio para ficar, mais 5 anos e 500 prisões é a gloria. O Brasil, sua economia? Mas quem está interessado nisso?

  2. essea resposta da petrobrás

    essea resposta da petrobrás pega num lance decisivo dessa operação.

    o mpf não decidiu, mas alguns agentes em colusão com

    a grande mídia já decidiram e condenaram alguns.

    e o mpf não age, não responde, não fecha o esgoto putrefato

    dos vazamentos ilegais e criminosos.

    não pune ninguém.

    parece um regime de exceção.

    num regime que se diz democrático.

    em que supostamente vivemos sob o império da lei.

    lei que muda conforme a versão.

    aversão….

     

  3. Posso estar enganado mas essa

    Posso estar enganado mas essa prisão do Cerveró me parece que foi usada simplesmente para tirar o foco de figuras do tucanato flagradas na Lava-jato.

    Não faz o menor sentido um brasileiro ser preso vindo do exterior para o Brasil. Qual o risco que se corre?

    O sujeito ganhava mais de 100 mil de salário. Nada mais normal que o cara pudesse investir em vários imóveis (No nome dele ou de filhos. Qual a diferença?).

    E tudo o que a Policia dise que ele iria fazer ele não fez.

    Mas rendeu manchetes e longas reportagens no jornal do Kamel.

     

    • Exatamente isso Marco, na

      Exatamente isso Marco, na reportagem fala que ele perdeu 100 mil reais com a operação da previdência privada, que, acreditem, o mesmo não concretizou justamente por causa disso. Estou até com medo de fazer alguma consulta ao gerente do meu banco, corro um sério risco de ser acusado de não pagar um empréstimo que não recebi, nem pedi, apenas consultei.
      Depois, a transferência dos imóveis para os filhos e netos, o cara já é um idoso, pressão arretada em cima dele, vai que acontece alguma coisa, nada mais natural, e se for ilegal, essa transferência seria anulada, não teria valor legal nenhum.

      Resta a “suspeita” de ter recebido propina de 40 milhões de reais, o que não resta comprovado. Ou seja, chegamos num ponto que você pode ser preso por qualquer motivo, e o pior, uma parcela da população esclarecida aplaude isso.

  4. Ele presta depoimento ou dá entrevista coletiva?

    A míRdia diariamente noticia tudo (que interessa a ela) que o depoente fala.

    Para nossa Justiça (?) é impressionante!

    Se não fosse trágico…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome