GGN

Partidos aumentam volume de recursos enviados a fundações

Jornal GGN – Os partidos políticos brasileiros não só começaram a receber mais recursos públicos para manter campanhas e operações, como enviaram cada vez mais recursos do Fundo Partidário para as fundações mantidas pelas próprias legendas, reduzindo a transparência.

Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo indica que, desde 2019, cerca de R$ 414 milhões foram enviados às fundações. Esse dinheiro é suficiente para manter a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, que abriga o Departamento de Ciências Políticas da universidade, em funcionamento por dois anos.

Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que, em 2019, 22% das despesas dos partidos foram para as fundações, percentual que subiu para 28% em 2020 e que deve chegar a 39% em 2021. Existem partidos que chegam a manter mais da metade das suas despesas para as fundações – dentre eles, o PP e o PSL.

Por lei, todos os partidos precisam ter uma função e direcionar pelo menos 20% dos recursos do Fundo Partidário. A ideia da fundação é ser um órgão que possa capacitar seus integrantes a apresentar políticas públicas consistentes, mas tais instituições têm sido cercadas por suspeitas, já que gastos sem relação com a educação foram investigados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile