Políticos e autoridades lamentam morte de Bruno Covas

Lula, Dilma Rousseff, Ciro Gomes, deputados, governadores e senadores lamentam falecimento do prefeito de São Paulo neste domingo (16/05)

Jornal GGN – Tão logo a notícia da morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi anunciada, políticos e autoridades usaram as redes sociais para enviar mensagens de condolências.

Neto do ex-governador Mário Covas, Bruno Covas faleceu na manhã deste domingo (16/05) vítima de um câncer no sistema digestivo, com metástase para os ossos.

Autoridades como os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, o ex-ministro Ciro Gomes e os ex-candidatos à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL) e Jilmar Tatto (PT), enviaram mensagens de condolências à família do político tucano.

Confira algumas das postagens a seguir:

Luiz Inácio Lula da Silva – ex-presidente/PT

Dilma Rousseff – ex-presidenta/PT

Ciro Gomes – ex-ministro/PDT

Bancada do PSOL na cidade de São Paulo

Camilo Santana – governador do Ceará

Cláudio Castro – governador do Rio de Janeiro

Eduardo Bismark – deputado federal/PDT-CE

Eduardo Braga – senador/MDB-AM

Eduardo Suplicy – vereador/PT-SP

Guilherme Boulos – ex-candidato à Prefeitura de São Paulo – PSOL/SP

Jaques Wagner – senador/PT-BA

Jilmar Tatto – ex-candidato à Prefeitura de São Paulo/PT

João Campos – prefeito de Recife/PSB-PE

Maria do Rosário – deputada federal/PT-RS

Omar Aziz – senador/PSD-AM, presidente da CPI da Covid-19

Paulo Eduardo Martins – deputado federal/PSC-PR

Tarso Genro – ex-ministro, ex-governador/PT-RS

Waldenor Pereira – deputado federal/PT-BA

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Nós da “Comunidade dos Nazarenos-Brasil” externamos nossas condolências a todos familiares, secretários e vereadores da base do Prefeito Bruno Covas. Ressaltando a nobreza de pai de mesmo no momento da sua “passagem” exprimir a grandeza do escudeiro: Tomás Covas Lopes. Cientes que a “morte” é a última fase da existência, nós nos resignarmos de que quando um ser “passa” antes da sua data natural ser a constatação de que sua existência não fazia-se mais necessário por já ter cumprido sua missão. E o jovem Tomás foi o testemunho e a prova disto. Amém, Bruno e Tomás!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome