Procuradoria acusa líder do governo de destinar emendas para benefício próprio

Segundo Ministério Público, deputado federal Ricardo Barros (PP) coagiu e obteve vantagens em órgãos paranaenses

Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Bolsonaro na Câmara e ex-ministro no governo Temer, Foto: Reprodução

Jornal GGN – O deputado federal Ricardo Barros (PP), líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, é alvo de ação de improbidade movida pelo Ministério Público Federal no Paraná por tráfico de influência em órgãos municipais e estaduais, além de ter enviado recursos públicos de emendas parlamentares para favorecer empreendimento em que teria comissão.

A esposa de Barros, a ex-governadora Cida Borghetti (PP), também é acusada de usar cargo público e influência política para obter benefício pessoal e patrimonial.

Clique aqui e ajude o jornalismo independente do Jornal GGN

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o caso está relacionado à compra de metade de um terreno no valor de R$ 56 milhões no ano de 2014, embora o deputado tenha declarado um patrimônio de R$ 1,8 milhão para a Justiça Eleitoral na época.

Na ocasião, Ricardo Barros era secretário de Indústria e Comércio do Paraná e foi candidato a deputado federal. Após sua eleição, apoiou via requerimento a liberação de R$ 450 milhões em emenda federal para a construção de uma obra rodoviária localizada a 3 km do imóvel em questão.

No escopo estadual, Barros e a esposa teriam atuado para viabilizar o licenciamento ambiental junto ao Instituto Ambiental do Paraná e ao Instituto das Águas do Paraná. A Procuradoria também aponta irregularidades em vistorias e outorgas, e a alteração de documentos relacionados aos processos ambientais.

Leia Também

CPI da Pandemia quebra sigilos do líder do governo Ricardo Barros

Receita Federal acusa Ricardo Barros de ocultar R$ 2,2 milhões

Miranda detona governo Bolsonaro a conta-gotas ao revelar propina no esquema Covaxin

Bolsonaro nomeou esposa de Ricardo Barros para o conselho de Itaipu, mesmo após confirmar esquemas suspeitos

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador