Responsável por campanha sobre prostituição é demitido

Do Estadão

Ministro da Saúde demite responsável por campanha favorável à prostituição

Decisão foi tomada após veiculação de peça publicitária que combatia preconceito contra profissionais do sexo

Lígia Formenti

BRASÍLIA – O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, exonerou nesta terça-feira, dia 4, o diretor do departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, Dirceu Greco. A decisão foi tomada três dias depois da divulgação de uma campanha para combater o preconceito contra profissionais do sexo, que incluía uma peça com os dizeres: “Eu sou feliz sendo prostituta”.

O Estado publicou na edição desta terça reportagem sobre a campanha, veiculada nas redes sociais. Elogiado por médicos e especialistas na prevenção de DST-Aids, o material provocou protestos entre a bancada evangélica. No Congresso, parlamentares pediram explicação sobre o material.

À noite, Padilha mandou retirar todo material do site do DST-Aids, abrigado no portal do Ministério da Saúde. Pela manhã, o ministro havia determinado a retirada apenas da peça “Eu sou feliz sendo prostituta”. De acordo com ele, o material havia sido veiculado sem passar pelo crivo da Assessoria de Comunicação Social. Em nota, o ministério afirmou que as peças serão analisadas e que elas não trouxeram custos de impressão, distribuição ou veiculação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome