Saboia, da crise com Bolívia, chefiará gabinete de Aloysio

Jornal GGN – Eduardo Saboia, o diplomata que foi encarregado de negócios na Embaixada do Brasil em La Paz e pivô da fuga do ex-senador Roger Pinto Molina para o Brasil, e suspenso por isso, chefiará o gabinete do agora ministro Aloysio Nunes, no Itamaraty. A notícia foi apurada pela Folha.

À época do incidente, Saboia foi suspenso por 20 dias, em 2013, por ter ajudado o ex-senador boliviano, Roger Pinto Molina, a fugir da embaixada brasileira em La Paz. A situação criou um incidente diplomático, irritou a presidente Dilma Rousseff e ocasionou a demissão do chanceler Antonio Patriota. Saboia, em sua defesa, alegou razão humanitária para tirar Molina do país, declarado opositor do presidente Evo Morales.

O diplomata já foi assessor de Aloysio Nunes quando o senador presidiu a Comissão de Relações Exteriores do Senado.

Escolhido para o Itamaraty por Temer, Aloysio Nunes assume no lugar de José Serra, que deixou o governo alegando problemas de saúde. Nunes avisou que vai dar “nova vida” ao Mercosul e que vai aproximar o bloco dos países da Aliança para o Pacífico.

Com informações da Folha

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora