Sindicato dos Motoboys de São Paulo se manifestou contra ‘Motociata’ de Bolsonaro

Segundo a categoria não há nada para “comemorar”, com um “um governo que não pensa no trabalhador“

Foto: Reprodução/Facebook/SindimotoSP

Jornal GGN – O Sindicato dos Motoboys de São Paulo (SindimotoSP) publicou nota contra a manifestação de motociclistas, conhecida como “motociata”, em apoio a Jair Bolsonaro (sem partido), que acontece hoje, 12, na capital paulista. Segundo a categoria não há nada para “comemorar”, com um “um governo que não pensa no trabalhador“.

“O SindimotoSP (Sindicato dos Motoboys de São Paulo) comunica que não participará do ato “Acelera para Cristo com Bolsonaro”, programado para 12 de junho. Isso porque os Motoboys não têm nada a comemorar. A categoria sofre constantemente com diversos problemas causados por um Governo que não pensa no trabalhador”, diz a nota, assinada pelo presidente da entidade, Gilberto Almeida dos Santos.

Esta é a terceira vez que o mandatário promove o evento, que já ocorreu em Brasília e no Rio de Janeiro, com a aglomeração de pessoas, em meio à pandemia que contabiliza mais 485 mil vidas perdidas para Covid-19.

Ao contrário do governo federal, o SindimotoSP se solidarizou com as vítimas da doença. “Somos solidários ao momento crítico de contaminação e as mais de 440 mil mortes de brasileiros. Nossa categoria está na linha de frente desde o início dessa pandemia, sendo infectada e sem direito aos seus benefícios. Mas continuamos na luta, mesmo com essa doença invisível, cruel e que não escolhe classe social, cor, raça ou gênero”, concluiu o texto.

Com informações do Poder 360.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Enquanto o negacionista irresponsável gasta dinheiro público (como sempre fez em sua vida adulta) para suas sandices, fábricas param por falta de chip.

    Volkswagen paralisa fábrica em São Carlos por dez dias
    Quebra na cadeia global de fornecimento de chips causou o fechamento da unidade produtiva, empresa cita “risco de agravamento” de crise produtiva

    https://www.acidadeon.com/saocarlos/economia/NOT,0,0,1622088,Volkswagen-paralisa-fabrica-em-Sao-Carlos-por-dez-dias.aspx

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome