Sobre as evidências da tese do ressentimento da classe média, por Luís Felipe Miguel

por Luís Felipe Miguel, via facebook

Na Folha de hoje, Celso Rocha de Barros critica a ideia de que um dos combustíveis para a mobilização contra Dilma foi o ressentimento da classe média – ressentimento ao ver os pobres chegando aos lugares que eram exclusividade sua, como os aeroportos ou o ensino superior. Ele ilustra com o livro de Jessé Souza sobre o golpe do ano passado, embora assinalando que a “tese do ressentimento da classe média” frequenta várias análises de intelectuais e ativistas progressistas. Mas, na “falta de evidência empírica sistemática”, a tese seria apenas “autocondescendência da parte da esquerda”.

Parece que, para Barros, a única evidência empírica sistemática aceitável seria algum tipo de survey. Sem repisar aqui os limites dessa metodologia, cabe indicar que há, sim, evidência empírica suficiente para afirmar que aquilo que ele rotula como “ressentimento” – e eu prefiro chamar de inconformidade da classe média com a redução da distância que a separava dos mais pobres – teve papel relevante na mobilização a favor do golpe. Como ocorreu, aliás, em momentos anteriores de nossa história.

As grandes manifestações pela destituição da presidente tiveram, como um de seus eixos discursivos principais, a repulsa aos programas de inclusão social, na forma da defesa da “meritocracia”, da denúncia dos “vagabundos” e do saudosismo manifestado em frases como “eu quero meu país de volta”. Desde o início, foi algo central no discurso das lideranças das mobilizações, tanto entre os movimentos de proveta (MBL, Vem Pra Rua etc.) quanto entre os jornalistas da televisão – e também em alguns parlamentares, como Ronaldo Caiado. Quem foi às ruas se sentiu sensibilizado por esse discurso ou, no mínimo, não ficou incomodado com ele. Isso indica, com clareza, o desconforto com a possibilidade de maior igualdade social. Bem melhor, aliás, do que um survey que perguntasse aos manifestantes a favor do golpe se “você está ressentido/a com o progresso material dos pobres”…

A redução da distância social implica prejuízos simbólicos e materiais. Significa que começa a escassear a mão de obra que estava disponível a preço vil, beneficiando esta classe média nos serviços domésticos e pessoais (cabeleireira, jardineiro etc.). Significa que as vantagens comparativas que ela imaginava legar para seus filhos, em particular com o ensino superior, deixam de ser tão marcantes. Há mais, portanto, do que o mero aborrecimento com filas e aglomerações, à la Ortega y Gasset.

Não por acaso, a possibilidade de mobilização política deste desconforto ou ressentimento dependeu de um trabalho prévio de demolição da noção de solidariedade social que fundamentava o consenso – ao menos da boca pra fora – sobre a necessidade de construir um Brasil mais justo. Este foi o grande trabalho ideológico da direita nos últimos tempos.

Uma das apostas do PT foi que, se o preço a pagar fosse bem baixinho, as elites gostariam de ter um país um pouco mais civilizado. Mesmo que fosse só para não passar vergonha no exterior. Mas não é nada disso. A “modernidade” da elite brasileira deu um balão no iluminismo e se afirma como um híbrido de senhor de escravos e nouveau riche. Está à vontade em meio às chacinas, à fome, ao desespero. Seu sonho é ter um Romero Britto na parede e uma senzala no quintal. E a classe média olha para ela como se fosse seu farol.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

37 comentários

  1. O Brasileiro é um povo podre

    O Brasileiro é um povo podre !!! CAratér Beirando a 0.

    Agora, pagaremos pela falta de caráter e solidariedade da imensa maioria do povo Brasileiro.

    Deus, se existe e for justo, vai nos punir de todas as formas possíveis !!! Não terá misericórdia do Brasil !!!

  2. Acho que é por aí, mesmo. Li

    Acho que é por aí, mesmo. Li o artigo de Barros e, na minha opinião, é justamente um tipo de condescendência que ele oferece aos leitores (?), fregueses (?), consumidores (?) da firma “Folha”. Algo para ajudar a esses “compradores” a tentarem aplcar o que lhes resta de consciência, algo que lhes ajude a alienarem-se de si mesmo e de suas próprias nacionalidades.

  3. A esquerda até hoje não

    A esquerda até hoje não entendeu direito o que aconteceu.

    Normal, esse é o modo operante da Cia. Eles criaram tanta confusão com tantos fatos desconexos que ninguém consegue explicar convincentemente o que ocorreu. Cada pessoa tem, no máximo, sua própria teoria.  Durante os protestos, o governo e a esquerda entendia muito menos ainda e ajudou a criar a divisão da população que foi fundamental para consolidar o golpe. Até o governo no início da lavajato acreditava que a oposição seria a parte mais prejudicada pelas investigações.

    Depois que o país ficou dividido entre coxinhas amarelinhas e mortadelas vermelhas ficou fácil. Os amarelinhos seriam a favor de qualquer coisa que os vermelhinhos fossem contra e vice-versa. 

    O fato é que o pessimismo foi cevado durante anos pela TV, jornais e revistas. A imagem do PT foi sendo dilacerada dia após dia, relacionando imagens negativas com a repetição exaustiva do mantra “PÊ TÊ.. PÊ TÊ…PÊ TÊ…”,  até que chegou ao ponto de qualquer cidadão “revoltado” com os problemas do país não tivesse a menor sombra de dúvidas de sobre quem  atribuir a culpa de todas mazelas sociais: culpa do “PÊ TÊ”.  

    Antes do golpe a esquerda enxergava a culpa e a ação do PIG, agora enxergam o inimigo no Michel Temer e no PMDB, como se os ratos tivessem tido escolha.

    Essa atribuição de culpa á classe média só ajudou a consolidar a divisão existente.

    Fato é que a esquerda até hoje não conseguiu criar uma narrativa consistente dos fatos ocorridos.

     

     

     

    • a….

      Os fundamentalistas esquerdopatas continuarão com esta balela? Olhem pela janela e vejam onde está a segurança, o transporte público, o nível escolar e educacional, as redes de saneamento e abastecimentro de água, a urbanizalção das cidades, a regularização fundiária nas cidades, a arborização urbana, a diminuição da poluição visual, do ar, do espaço público, sonoro, o trafico de drogas, a oiferta de espaçõs de lazer e esportivos, etc, etc, etc…..O Brasil mudou alguma coisa. Governos anteriores disseram a mesma coisa. Tudo mudou para continuar tudo igual. Qualquer pequeno municipio é um festiival de sub-moradias e favelas. E o controle social inexistente sobre o poder politico e público? E lunáticos querendo defender este ou aquele lado? Acordem, o lixo continua exatamente igual. A única coisa realmente extremamente bem eficaz foi a ampliação da nossa elite. Agora abraçou também todos os tons de vermelho., 

      • Não foi uma maravilha mas deu

        Não foi uma maravilha mas deu uma melhoradinha sim para os pobres. Só o desemprego baixo, quase pleno emprego, já era algo a se comemorar. Mas o psolento companheiro de mbls, revoltadas e mpls nas manifestações piguentas contratudoqueestai de 2013 quer mais é que tudo se exploda, então pra ele é tudo a mesma merda, Dilma é só mais um Dom Pedro I de saias. O problema é esse psolento e seus companheiros fazerem algo melhor. Até hoje eu nunca vi e tenho certeza que vou morrer sem ver. Por que psolento é como um cão raivoso que só late, late mas não morde ninguém.

        • não….

          Eu, garoto na periferia de São Paulo, famílias com 3, 4 ou 5 filhos. A taxa dos anos 70 era mais ou menos 3,5. Hoje é zero virgula alguma coisa. O pai sustentando 6 pessoas.  Hoje são estes mesmos meninos que cresceram e tem no máximo 1 filho. Esta família se transformou em 7, 8 pessoas sustentando 12.  Que salto de produtividade no envelhecimento da população? Isto modificou muito mais a qualidade de vida, melhoria e obtenção de bens que qualquer politica de algum governo. Não desprezo as politicas da esquerda. Algumas que nem era de sua bandeira foram excelentes. Mas foi muito pouco. Muito, muito pouco. 

  4. Concordo plenamente.
    Foi por

    Concordo plenamente.

    Foi por puro ressentimento, medo e insegurança. Não querem disputar vagas e oportunidades. Querem o deles garantido.

    Por que a classe média aceita pagar escola a preços absurdos para seus filhos? Oras diminui a competição por um emprego e um cargo no futuro. Não querem uma educação publica melhor de forma alguma. Pois uma escola de qualidade para todos, tira a vantagem “meritocracia” dos filhos da classe média em ocupar posições melhores.

    E assim por diante.

    Agora estão tendo que engolir todos os dejetos evacuado pelo o monstro que criaram. 

    Seus filhos também serão marcados com o simbolo de “condenados” pela reedição da lei da escravidão.

    Seus filhos também não terão universidade pública de qualidade.

    Seus filhos também não terão direito a férias, décimo terceiro, participação nos lucros.

    E assim por diante.

     

     

  5. Os ressentidos precisam ler esta matéria

    Perplexo

    16/01/2017 – 16p8

     

    Na Folha, mas só para assinantes. Por isso eu digitei os trechos mais importantes da matéria

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/01/1850083-oito-mais-ricos-tem-patrimonio-igual-ao-de-36-bilhoes-de-pessoas.shtml

    Assunto: Sonegação no Brasil e concentração de renda no mundo

    SONEGAÇÃO NO BRASIL

    Estudo do Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos) estimou a evasão fiscal anual do Brasil em R$ 240 BILHÕES.

    A isenção fiscal de lucros e dividendos seria outro fator concentrador de renda porque reverteria a lógica de que quem tem mais paga mais imposto.

    Levantamento baseado em dados do imposto de renda de 2013 apontou que a isenção de dividendos de acionistas poderia gerar uma receita de R$ 79 BILHÕES.

    “Esses números mostram que temos caminhos para buscar mais recursos que permitam ao Brasil ter gastos com saúde e educação, dois fatores importantes na redução da desigualdade, condizentes com a necessidade do país”.

    O documento da entidade também identifica como causa da desigualdade o foco das empresas de em remunerar desproporcionalmente sua alta cúpula, em vez de de investir nos trabalhadores como um todo e na própria produção.

    OS NÚMEROS DA CONCENTRAÇÃO DE RENDA NO MUNDO

    1% dos mais ricos do mundo detém a mesma riqueza que TODO RESTO DO PLANETA

    1810 bilionários existem no mundo; 89% deles são homens

    8 homens possuem a mesma riqueza de 3,6 BILHÕES de pessoas

    182 maior foi o aumento na renda do 1% mais rico em relação aos 10% mais pobres entre 1988 e 2011

    US$ 100 BILHÕES é a perda anual que países desenvolvidos têm por sonegação fiscal.

    EU, PERPLEXO, PERGUNTO: TEM SAÍDA PARA A HUMANIDADE?

  6. Como eu já comentei várias

    Como eu já comentei várias vezes anteriormente, vocês ainda são uma sociedade escravocrata. E vocês não precisam contar apenas com a minha palavra, está espalhado ao redor de vocês para quem quiser ver.

    P.S: Para quem tenha se ofendido com a minha declaração dura, lembrem-se que o primeiro passo para se corrigir um problema é admitir que o problema existe.

  7. Percebeu que era nada

    A classe média brasileira vivia o sonho de ser rica, achando que era alguma coisa. Ela percebeu que era nada. Daí ficou com raivinha e quebrou o espelho.

  8. Perfeito!Concordo
    Perfeito!Concordo inteiramente.
    A classe merdia brasileira é escravocrata e adora um nouveau riche bem ignorante.Como o Beluzzo falou:não há elite no Brasil,sÓ rico que explora e vai gastar em miami.

  9. Sim, o preconceito estúpido

    Sim, o preconceito estúpido da classe média inculta, imitadora e invejosa é característica conhecida.

    Mas não é só isso.

    Além da pregação golpista – afinal ninguém deve fingjir que não sabe que desde 2012 o Sr FHC percorria todos os salões pregando o “todos contra o PT, PT, PT” e propagava aos quatro ventos a necessidade de “bater bumbo pra classe média – dois dados objetivos entornaram o caldo de vez: 1) o financiamento de imóveis usados que inflalcionou os bairros de classe média ao provocar uma enorme especulação que afetou os aluguéis e serviços; 2) a tabela de imposto de renda.

  10. O colunista considera outra coisa como autocondescendência
    O colunista realmente afirma “a falta de evidência empírica sistemática” de que o ressentimento tenha “escala relevante”. No entanto, ele considera autocondescendência da esquerda a suposição de “que os manifestantes da Paulista foram enganados”. Isso pode significar não a negação do ressentimento, mas a afirmação de que estariam ali buscando realmente frear a (pequena) inclusão social, sabendo perfeitamente o que viria em substituição ao PT.

  11. Não querem perder seus pequenos privilégios

    Em todo caso na rede esta cheia, pulula, manifestações de preconceito da classe média em relação à nova classe média, as classes C e D. Uma boa uma analise de muitas dessas manifestações, muitas com assinaturas, que se tem um quadro bem interessante, ainda que sem patamar de renda exato dessas pessoas.

  12. Farol do naufrágio

    “A “modernidade” da elite brasileira deu um balão no iluminismo e se afirma como um híbrido de senhor de escravos e nouveau riche. Está à vontade em meio às chacinas, à fome, ao desespero. Seu sonho é ter um Romero Britto na parede e uma senzala no quintal. “

    “E a classe média olha para ela como se fosse seu farol.”

    ———–

    A classe média coxinha não percebe que está em extinção, e a tendencia doravante será, cada vez mais, dividir a sociedade entre pobres e ricos, com a classe intermediaria (média) encolhendo progressivamente.

    E esta é uma tendencia global no ocidente:

     “…as oito pessoas mais ricas do mundo possuem o mesmo que nada menos que 3,6 bilhões de seres humanos.”  (…)                                                                                                                     “…o “…aumento na renda do 1% mais rico foi 182 vezes maior em relação ao crescimento dos ganhos dos 10% mais pobres entre 1988 e 2011.

    Nem nos dias que antecederam a Revolução Francesa houve tamanha desigualdade.” (Tijolaço)

    —–

    O golpe apoiado pelos coxinhas saudosistas do seu status quo antigo, ao colocar no poder representantes do grande capital transnacional, só fez acelerar seu processo de empobrecimento. Este é o resultado do emburrecimento provocado pela sua fé cega em mídias manipuladoras e inimigas do povo brasileiro, do qual querendo ou não, são parte…

    A elite super rica, que o autor diz que a classe média brasileira toma como farol, na verdade à conduz direto para os rochedos do naufragio!

    • disse tudo, aplausos…

      de minha parte nada mais a acrescentar…………………….

      porque muito me entristece ver um povo, classe média, renunciar a tudo quanto tinha de futuro promissor, e só para aparecer bem nas fotos ou na rede e só entre eles

  13. o brasileiro não decide por si mesmo…

    não foi educado para duvidar, só para aceitar ou rejeitar e mesmo assim com base nas revelações de qualquer um com o qual se identifica como igual

    e quando duvida de algo, conscientemente evita a convivência harmoniosa com o diferente e decide conquistar a dúvida, não o diferente

    conquistar no sentido de evitar entendê-la visando aceitar o diferente

    no Brasil temos a vontade irresistivel da conquista, via propaganda, arrastando todos para a desarmonia

    • muito usado nos estados unidos…

      e, pasmem, na década de 60……………………………….

      puta que pariu! ô povinho desligado da realidade e atrasado por décadas

  14. O artigo fala de uma classe

    O artigo fala de uma classe média (alta) já conhecida porque marchou com deus pela liberdade em 1964. É assumidamente reacionária/fascista e não tem vergonha de se assumir na rua (como quanto tentou linchar um garoto pobre, preto, de 10 anos, em copacabana, pela suspeita de furto de celular) ou nas redes sociais. No RJ está em Ipanema, Leblon, Gávea, Barra da Tijuca e boa parte de Copacabana.

    Mas o que pouco se fala é de uma classe média (média e baixa), que usa sandalha de couro, se diz de esquerda (estilo Luciana Genro) e foi pra rua em 2013 em boa parte se pelando de medo do avanço social tímido dos pobres e miseráveis. Apoiam causas culturais/raciais/comportamentais progressistas, os Democratas nos EUA (direta ou indiretamente), e por isso sempre tão bem na foto. Nas redes sociais 90% desses odeiam Lula e metiam a porrada em Dilma após 2013. No RJ está em Larangeiras, Flamengo, Santa Tereza, parte do subúrbio, Botafogo e Jardim Botânico.

    A 1a eu respeito no limite da sua estupidez porque pelo menos tem a decência de assumir o que são, seu discurso é coerente com a sua lógica e a sua narrativa é muito mais fácil de ser desconstruída. O segundo tipo eu desprezo.

     

  15. Continuam errando. A classe

    Continuam errando. A classe média é conservadora por natureza e foi presa fácil para o discurso massificante, dioturno, sem tréguas por anos a fio de toda a mídia. Em cada rincão desse país era possível ver todas as noites as pessoas sendo doutrinadas, especialmente pela Globo, não havia comno defender o projeto do governo.

     

     

    • vetor

      O pernilongo peçonhento que esparrama essa epidemia tem nome: PLIMPIG.

      O plimplim na frente porque é o pai de todo golpe anti brasileiro. O PIG é a câmara de eco que replica o pernilongão global que comanda o resto da nuvem.

      Era e -é- possivel ver as pessoas sendo doutrinadas. Inclusive o procurador geral da república, os miquinhos togados amestrados, os representantes do povo, os empresários. Gente que por ter mais escola deveria exibir um pouco mais de senso crítico. De fato, alguns empresários já olham no espelho e na cara do gerente do banco com cara de UÉ, será que eu fiz caca?

      Como afirma o ditado, não se poderá enganar todos todo o tempo.

  16. O Golpe foi aplicado porque a

    O Golpe foi aplicado porque a classe média alta no Brasil jamais aceitou uma mulher na presidência, e piorou quando Dilma venceu pela segunda vez, e derrotou o principal novo representante desta classe. 

    Então, quando Dilma mostrou-se honrada e honesta (foi condenada por pedalada e não consta em nenhuma lista), aí foi demais. Uma mulher progressista, que chutou o traseiro do Cunha só podia ser retirada a força da presidência.

    Uma pena que estava altamente mal orientada e de ouvidos fechados!

  17. centrismo só na política? que nada…

    para a Globo, por exemplo, o desvio se dá porque antecipam ou mostram apenas duas expectativas:

    ou perfeição tucana ou petistas

    a perfeição ilusória vem do seguinte: toda vez que mostra desgraças humanas ou da economia,

    logo em seguida fala de petistas

    podem acompanhar

  18. It’s the economy, stupid!

    Não há ressentimento de classe que fosse suficiente para derrubar o governo se a economia não tivesse dado a guinada que ela deu no início de 2015. O problema das análises sobre o comportamento da classe média em relação aos governos do PT é dar mais valor para o que eu considero um aspecto acessório e ignorar que todos os processos de mudança de regime da história brasileira ocorreram em situações econômicas desfavoráveis – inclusive a própria transição democrática de 1985. Além disso, insiste-se na mania de tratar a CM como se fosse um monolito, o que não poderia estar mais longe da verdade.

    Além disso, verdade seja dita, a melhoria da desigualdade ocorrida principalmente nos dois governos Lula não ofereceu o trade-off que se esperava para as classes que já tinham melhores condições: uma redução nos índices de criminalidade. Desde que eu me conheço por gente eu ouço dizer que uma das razões da violência no Brasil é a desigualdade. Então, por que a desigualdade diminuiu e a violência não? Ou ela diminuiu e ninguém percebeu? Gostaria de ver um estudo que correlacionasse essas variáveis na última década…

  19. preconceito

     Acredito que o ponto principal da revolta da classe media foi a corrupção do governo em geral  mostrada pela Lava Jato e um segundo ponto é o preconceito, preconceito porque essa classe media não se identifica com o biotipo do Lula e do PT, pessoa sem escolaridade e de aparencia de povao, na sua ideologia se identificam mais com FHC, tipo intelectual pose de aristocrata, escritor ,sociologo etc. É puro preconceito e quando começa uma voz falar mal do governo e outra também começa a falar, pelo instinto animal o preconceito aflora raivoso, o governo Lula era suportado por essa classe, ai a paciencia acabou. Infelizmente sairam as ruas pedindo a saida da Dilma , que é uma pseudoLula,e agora pagam o pato como disse a Fiesp e agora calaram as vozes, o que nós fizemos?

  20. Contribuição para o debate político e econômico

    Esta é uma questão que precisa de mais estudos e pesquisas, mas o contraditório com certeza vai ajudar a encontrar uma conclusão mais próximo da realidade.

    O que temos até agora, é uma tese que melhor explica a mobilização de setores da sociedade que não se sentiam representado no governo federal, e ao mesmo tempo não estavam ameaçados com o recuo da atividade econômica.

    Estes mesmos setores no passado já haviam se mobilizados por maior participação na sociedade, ou contra a ameça  do fim da propriedade privada.
    Além da ausência de outros de fatores capazes de mobilizar esta parte da sociedade, também não surgiram novas lideranças, muito menos novos partidos,  muito pelo contrário, o que indica que a mobilização era contra as mudanças que estavam ocorrendo, e pela volta do modelo de concentração de renda que permitisse a continuidade das heranças escravocratas e provincianas.

    Os governos do PT  não representaram nenhum risco ao capitalismo ou a propriedade propriedade, as denúncias de corrupção não era nenhuma exclusividade, a única coisa diferente nos governos do PT foi a intensa inclusão social, que estava permitindo a ascensão social dos mais pobres.

    Além do acesso dos mais pobres  as universidades, e a compra de bens e serviços, o que mais vinha assustando esta parte da sociedade, que se mobilizaram  contra os governos do PT, primeiro nas urnas,  redes sociais e depois nas ruas, foi significativa redução do poder de barganha para levar os filhos das famílias dos mais pobres do interior, principalmente dos estados dos norte e nordeste, para trabalhar como empregados domésticos nas residências ou nos sítios e fazendas, combinado com  deslocamento de uma parcela significativa dos empregados domésticos, para outros tipos de atividades econômica.

    De qualquer maneira longe de preservar estas heranças, o caminho escolhido aprofundará nossas diferenças sociais, levando a um  intenso e violento conflito social, que contraditoriamente provocaram mudanças muito mais rápidas, que vão diminuir nossas diferenças sociais e decretar o fima da permanência da herança escravocratas e provinciana.

     

  21. Apenas um piada

    Dizer que foi o ressentimento da classe média que derrubou Dilma é apenas uma piada. É esquecer que foi essa mesma classe média, principalmente estudantes e intelectuais politizados, que deu o primeiro apoio ao PT quando esse partido surgiu nos anos 80, em uma época em que os pobres votavam em Sarneys e ACM´s. Mas uma coisa, entretanto, pode ser verdade: contribuiu muito para o divórcio entre a classe média e o PT um discurso rancoroso e totalmente gratuito contra essa classe média que vinha sendo gritado por intelectuais petistas muito antes do impedimento de Dilma, sendo bom exemplo aquela diatribe ridícula da Marilena Chauí, “Eu Odeio a Classe Média”, que deixou até o Lula constrangido – lembro dele bem quietinho lá no auditório, mas com cara de quem queria mesmo era estrangular a histérica Chauí. Isso atraiu a antipatia de muitos indivíduos que estavam na sua e até simpatizavam com o PT.

    • Penso que essa classe média não acompanha palestras ou comícios.

      Parece inválido afirmar que é um bom exemplo “a diatribe ridícula de Marilena Chauí ” porque a classe média não “perde” seu tempo assistindo a palestras ou comícios – preferem passear nos shoppings. Também não parece plausível a tese de que ela se rebelou devido aos discursos rancorosos voltados à ela – carecemos de evidências. O argumento do texto se sustenta melhor por estar em infinitas literaturas  – o capital exerce sua fascinação através da diferença simbólica que ele produz, seja ele cultural, econômico, social, portanto, ao distribuir esses capitais, ele perde sua função primordial que é de discernir aqueles que o possuem.

  22. Meus ressentimentos

    Sou classe média e assalariado. Me ressenti e me ressinto do PT/Lula/Dilma devido às cagadas na Economia, à mentira da campanha de 2014, ao desemprego e à corrupção. Meu ressentimento nada tem haver com a ascenção econômica das classes mmenos favorecidas. Ascenção, por sinal, que provavelmente é temporária. Pois sem uma ascenção educacional (que infelizmente não ocorreu) e a econômica não se sustentará com ou sem um governo do PT.

    • Como não ocorreu?

      Ou o Xau Lim Tucano desconhece as políticas públicas de educação dos governos PT? Me explique este desemprego, se estava em menos de 5% em janeiro de 2015, a ascensão do golpe? E cite também as roubalheiras do PT se é capaz de citar alguma!

      • Apesar do seu preconceito

        Apesar do seu preconceito com a minha origem, vou responder suas perguntas:

        “o Xau Lim Tucano desconhece as políticas públicas de educação dos governos PT?”

        Vamos as políticas púbicas para educação dos governos do PT. A lei da cotas ignora que somos um país mestiço, onde é quase imposivel encontrar um brasileiro que tenha só ascendência africana ou ascendência europeia. O seja a lei das cotas ignora a condição sócio econômica do aluno e só enxerga a cor da pele, que é um critéio no Brasil estremamente subjetivo. Enquanto isso, um monte de filhinhos de papai, que estudaram apenas em escolas particulares, fazem medicina (por exemplo) nas faculdades federais de graça, ou seja, o pobre pagando a educação do rico. Já o FIES, o Prouni e o Pronatec podem ter gerando muito dinheiro para as faculdades particulares, mas não gerou nenhum impacto qualitativo na educação brasileira.

        “Me explique este desemprego, se estava em menos de 5% em janeiro de 2015, a ascensão do golpe?”

        No final de 2014, já estava claro que o desemprego ira explodir, e foi o que aconteceu basta observar a progressão de 2015:

        Jan 5.3% – Fev 5.9%  – Mar 6.2%

        Abr 6.4% – Mai 6.7% – Jun 6.9% 

        Jul 7.5% – Ago 7.6% – Set 7.6%

        “E cite também as roubalheiras do PT se é capaz de citar alguma!”

        – Lavagem de dinheiro – depósito no exterior da Odebrecht para marqueteiro João Santana

        – Suborno – R$ 1,2 milhões pagos pela OAS para guardar os arquivos do Lula

        – Suborno – A reforma do sítio de Atibaia (utilizada pelo Lula) pagos pela OAS e pela Odebrecht

        – Suborno – saque 50 mil reais recebidos pelo então deputado João Paulo Cunha

        – Obstrução de Justiça – gravações de conversa com o então senador Delcídio Amaral

        – Lavagem de dinheiro e suborno – notas ficais fradulentas para o então deputado André Vargas

        – Falsidade ideológica – empréstimo fradulento do Delúbio Soares e do José Genuíno para mascarar a origem de recursos do mensalão

        – Falsidade ideológica e suborno – os contratos fradulentos de 1 milhão de reais da Engevix com ex-deputado José Dirceu

        – Suborno – 1,8 milhões de reais pagos por um doleiro para a reforma da casa do José Dirceu

        – Sem contar o volume absurdo de dinherio de caixa 1 e 2 que as campanhas do PT receberam e que vieram a superfície devido as delações.

        Cansei, vou parar por aqui. Olha que só citei algumas das provas dos casos já julgados. Muitas outras estão por vir. 

        • Xau lim

          Vamos aos questionamentos

          Educação

          Verifique o numero de vagas nas universidades antes e depois do PT.

          Verifique o numero de universidades publicas antes e depois do PT

          Verifique os programas de acesso a universidade, cotas, concursos para professores, programas de bolsas de graduação e pós graduação e finalmente investimentos no ensino superior. Nem vou comentar aqui escolas técnicas e ensino básico. 

          Desemprego

          Não dá para questionar  2015 sem comentar o processo de destruição do governo PT e do Brasil  provocado pela Farsa a Jato, empresários, mídia e judiciário, todos a favor do golpe. A degradação da economia começou quando Aécio apoiado pela quadrilha anteriormente comentada disse: Dilma não ganha, se ganhar não assume, se assumir não governa. E como consequência a destruição da Petrobras, das empresas de engenharia e estaleiros. O maior tiro no pé que algum país já fez ase mesmo. Com direito a paredon se fosse sério!

          Acusações.

          Não tem vergonha de apresentar isto como acusções Xau Lim? Vem com palhaçada de mensalão e farsa a jato?

          Delcídio? Tudo que declarou contra o Lula foi desmentido nas investigações do moro pelas próprias testemunhas de acusação! Não assistiu ou leu os depoimentos? 

          Mensalão? Tu ainda vem com este processo vergonhoso sem provas com direito da domínio do fato, condeno sem provas por que a literatura jurídica permite e Barbosão escondendo provas contra a acusação? Genoíno é sendo reconhecido como vítima de mais uma tramoia da mídia e Barbosão

          Caixa 2? Aonde? Que eu saiba estão tentando condenar o PT por caixa 1. Doações legais como propina! Caixa 2 teve Aécio e Serra, inclusive na Suíça comprovado!. 

          Nenhuma prova há contra Dirceu, até agora! Só as aemações do moro! Denúncias apenas.

          50 mil reais em conta de João Paulo Cunha sacado pela esposa? Piada?

          Manutenção do arquivo do Lula em troca de bilhões na Petrobras? Sério? É piadista também?

          Para te lembrar da verdadeira corrupção FHC quando ainda presidente reuniu a trupe no planalto para criar seu centro? As doações foram de milhões e divulgadas pela imprensa. Com direito a 100 milhões para FHC! Há, tem mais! AP em Paris e Nova Iorque. E um para o filho em Barcelona!

          A verdadeira corrupção de milhões denunciados contra Aécio, Serra, Cunha, Temer, você esqueceu ou tem vergonha de comentar!

          Tá cansadinho? Era do cansei também? 

           

          • Todos os exemplos que

            Todos os exemplos que coloquei a cima são de provas materiais de crimes cometidos por intergrantes do PT. Se você quiser ignorá-las, tudo bem, é opção sua. 

             

            PS: Peço novamente que respeite meu nome e o nome de minha família. A divergência de opiniões não justifica essa atitude.

          • Provas?

            Os exemplos que colocou são apenas a farsa que os ignorantes vomitam para justificar esta palhaçada que está destruindo o país. Precisamos é de  justiça!  algo que os que deveriam investigar os verdeiros corruptos do Brasil não fazem e ainda acobertam. Com apoio de uma parte da população estupida, reacionária e ignorante. 

          • Se as provas que eu citei são
            Se as provas que eu citei são uma farsa, você consegue desqualificá-las uma a uma, de forma objetiva, ao invés de apenas esbravejar contra elas?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome