TCU pede a STF acesso a mensagens vazadas entre Moro e procuradores da Lava Jato

Tribunal analisa se houve conflito de interesse por parte do magistrado nas sentenças no âmbito da força-tarefa

Jornal GGN – O Tribunal de Contas da União (TCU) solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira, 2, o acesso às mensagens vazadas de procuradores da Operação Lava Jato e do ex-juiz federal Sergio Moro. A corte analisa se houve conflito de interesse por parte do magistrado nas sentenças no âmbito da força-tarefa.

O pedido foi feito por meio da reclamação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em que o político teve acesso a mensagens obtidas pela Operação Spoofing, da Polícia Federal (PF).

O documento foi endereçado ao ministro Ricardo Lewandowski. Nele, a presidente do TCU, Ana Arraes, encaminhou a solicitação “em regime de cooperação, o compartilhamento das mensagens trocadas entre os procuradores do Ministério Público e o ex-juiz Sr. Sergio Moro”. Não há prazo para que Lewandowski responda.

Arraes também enviou ao Supremo um despacho do ministro Bruno Dantas, do TCU, em referência ao MPTCU (Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União) que apontou a atual ocupação de Moro, como sócio da empresa de consultoria Alvarez & Marsal, administradora judicial das empresas do grupo Odebrecht. Dantas é relator de ação no Tribunal que avalia a relação entre as três partes.

Segundo o MPTCU, com base em mensagens da Spoofing, “o ex-juiz teria orientado procuradores do Ministério Público Federal em questões relativas a informações constantes nos sistemas” da Odebrecht, alvo da Lava Jato.

Com informações do Uol.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora