Temer contradiz Bolsonaro e diz que foi o presidente quem o procurou

Em entrevista, ex-presidente afirmou que não falava com Bolsonaro há 8 ou 9 meses; encontro gerou nota divulgada pós-07 de Setembro

Foto: Divulgação

Jornal GGN – O ex-presidente Michel Temer colocou o atual mandatário, Jair Bolsonaro, em contradição ao afirmar que foi procurado por ele no começo de setembro. Em sua entrevista à revista Veja, Bolsonaro disse que foi Temer quem o procurou.

“Eu li a entrevista [dada pelo presidente a] Veja e, em dado momento, ele diz que ‘houve o telefonema do Temer’ (…) Quando chegou na quarta-feira, dia 8, eu fixei bem o horário, o presidente me ligou. Eu não falava com ele há uns 8 ou 9 meses. E ele me disse: ‘E aí presidente, o que achou do movimento de ontem [7 de setembro]?”, disse Temer em entrevista ao programa Roda Viva, na TV Cultura, nesta segunda-feira.

Clique e veja como colaborar com o jornalismo independente do GGN

O recuo de Bolsonaro após os manifestos de 07 de Setembro foi diretamente afetado por Temer, que foi chamado pelo Planalto para reduzir a crise gerada pelo presidente com o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional. O resultado foi a carta divulgada na qual Bolsonaro diz prezar pelo respeito às instituições.

“[Eu acho que o saldo do encontro] foi positivo, porque, nos dias seguintes, em uma reunião que ele fez, em uma solenidade, ele produziu uma frase muito significativa: ‘Legislativo, Executivo e Judiciário formam um corpo só, governam juntos’. Então foi um passo estupendo. Mesmo na entrevista à Veja, ele amenizou muito a situação”, completou Temer. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Leia Também

Anistia Internacional aponta perda de direitos ao longo dos 1.000 dias do governo Bolsonaro

Cai na Roda: Os desdobramentos do 7 de setembro com Rosemary Segurado

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome