Tribunal ordena prisão de acusados de matar Victor Jara

Da Folha

Tribunal ordena prisão de acusados pela morte do cantor chileno Víctor Jara

Um juiz chileno processou hoje oito ex-oficiais do Exército como responsáveis pelo assassinato do cantor Víctor Jara, segundo o jornal espanhol “El País”.

O crime ocorreu em setembro de 1973, dias depois do golpe de estado liderado por Augusto Pinochet.

A resolução, ditada pelo juiz especial do tribunal de apelações de Santiago, Miguel Vásquez, inclui oito militares que na época eram tenentes e responsáveis pelos prisioneiros confinados no Estádio Chile, em Santiago. Dois foram acusados como autores do homicídio qualificado e os outros seis como cúmplices.

Um juíz do tribunal de apelações chileno ordenou a prisão dos acusados de envolvimento na morte de Víctor Jara

Segundo Vásquez, em 11 de setembro de 1973, tropas do Exército sitiaram a Universidade Técnica do Estado e detiveram milhares de alunos, docentes e funcionários da instituição, entre os quais estava Víctor Jara.

A maior parte dos detidos foi levada para o Estádio Chile –que em 2003 foi renomeado como Estádio Víctor Jara– sob responsabilidade de oficiais do Exército. Jara foi torturado e executado cinco dias depois.

O cantor foi atingido por 44 tiros e jogado em uma rua de Santiago.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora