Home Editoria Luis Nassif Online TV GGN: Sérgio Moro assume o papel de chefe da ultradireita, por Luis Nassif

TV GGN: Sérgio Moro assume o papel de chefe da ultradireita, por Luis Nassif

TV GGN: Sérgio Moro assume o papel de chefe da ultradireita, por Luis Nassif

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 COMMENTS

  1. Bebianno dá a letra no Roda Viva: Follow the Carluxo

    Bebiano sabe de tudo o que aconteceu em 06.09.2018, em Juiz de Fora. E dá a dica: Carluxo. E manda recado nem um pouco cifrado ao Planalto: “Não sou Adriano da Nóbrega, não me confundam, espalhei apólices de seguro de vida por aí”. E ninguém quer ir atrás.

    “A única viagem que o Carlos fez conosco foi essa de Juiz de Fora e ainda deu azar”, disse Bebianno em entrevista ao “Roda Viva”, da TV Cultura. “[Ele] Atrapalhou o esquema de segurança, o que resultou no não uso do colete [à prova de balas] e naquela tragédia da facada”, completou.
    “Ele foi dentro do carro com um drone. Parecia uma criança”, lembra Bebianno. “Nem eu, nem o capitão Cordeiro e nem o Max, do Bope, pudemos ir no carro. O resultado? Ele [Jair Bolsonaro] desembarcou sem o colete. O colete não teria evitado 100% o ferimento, mas teria limitado a penetração da faca”, acrescentou.

    A terceira chance jogada no ralo – Eram duas grandes chances de depor o presidente, as únicas até então. Em março/2018, a execução de Marielle Franco; Em setembro/2018, o caso-potoca Juiz de Fora. Ambas na Sibéria dos cold cases. Aí surge a terceira, inesperada, com a execução do chefe do Escritório do Crime, Adriano da Nóbrega. E inacreditáveis 13 (treze) celulares, que podem contar tudo. Mais um pro cold case.

    E Bebianno vai no Roda Viva e manda um recado piscando em néon. E nada.

  2. CLASSE E CULTURA NÃO SE COMPRA, “””ASSIM COMO NÃO SE FÁBRICA HERÓIS”””. O Moro, “COM SEUS TERNOS ARMANI, SEU RELOGIO ROLEX E SUA CANETA MONT BLANC”; não deixa ter “CARA DE JAGUNÇO”. – O Moro “”””””É TÃO CORAJOSO QUANTO A JANAÍNA PASCHOAL É INTELIGENTE”””””. É que: “””DA MESMA FORMA QUE O GOLPE JA ESTAVA PRONTO, DE MODO QUE ‘SE A JANAÍNA PASCHOAL E O REALLY, ENTREGASSE UM PAPEL EM BRANCO, TERIA O MESMO EFEITO, JA QUE OS PROPRIOS ARGUMENTOS USADOS POR ELES NÃO SE SUSTENTAVAM POR NÃO TEREM EMBASAMENTO””””; “”””A LAVA-JATO, EXISTIU POR CONTA DE DIVERSAS AÇÕES CORAJOSAS DOS GOVERNOS LULA E DILMA DO PT, QUE ATÉ O MORO JA RECONHECEU A IMPORTÂNCIA DELAS, bem como ESSA FORÇA OU GUARDA NACIONAL, ASSIM COMO OS 4 PRESÍDIOS FEDERAIS DE SEGURANÇA MÁXIMA, que estão SALVANDO O BRASIL BA QUESTÃO DE SEGURANÇA, TAMBÉM FORAM CRIADOS PELO LULA; e ATÉ ESSAS FORÇAS ARMADAS, ONDE O CAPANGA DA DIREITA SERGIO MORO FAZ POSE, RECEBEU FORTE INVESTIMENTOS DOS GOVERNOS PETISTAS; QUE O MORO USOU E USA PARA VIOLAR AS LEIS E COMETER CRIMES”””. – Pergunte a algum Morador do Rio de janeiro: “””””””QUEM FOI MAIS CORAJOSO: OS GOVERNOS LULA E DILMA DO PT, QUE APENAS AVISAVAM QUE IRIAM ‘INVADIR AS FAVELAS PARA RETOMAR O CONTROLE’; ou O GOVERNO GOLPISTA DO TEMER, QUE APENAS NO EXPÔS AO RIDÍCULO O EXERCITO QUANDO QUIS MELHORAR A SUA POPULARIDADE, E OS DEMAIS GOVERNOS DE DIREITA, INCLUSIVE ESSE DO ‘CAPITAO AMERICA’ BOLSONARO, TOTALMENTE ENVOLVIDO COM MILICIANOS?””””

  3. Lembro do Fávio Júnior, não ‘Pai, Meu Herói, Meu Bandido’, mas de Meus Vinte e Poucos Anos.
    Ainda tem gente me esperando prá contar
    As novidades que eu já canso de saber
    Nihil novi sub sole
    Fakeada Fest!

    E Viva a cena Punk em Belém!
    Valeu, Hermanas e Hermanos!

  4. Sérgio Moro escancara a cada dia mais, o seu caráter. Só não não enxerga quem não quer.
    Querer enquadrar na Lei de Segurança Nacional quem critica o presidente da República é de um nível mais baixo que a mais baixa das críticas que ele quer retaliar. Sem dúvida deve ser respeitada a figura do ocupante do cargo de presidente, seja quem ele for, mas daí a enquadrar numa lei da repressão é um abuso fenomenal. Ainda mais quando o atual ocupante e “vítima” das críticas, ele mesmo, não respeita o cargo que ocupa. Ele é o primeiro a desrespeitar o seu cargo quando agride pessoas, usa vocabulário e gestos inadequados, faz piadas de péssimo gosto, não respeita os limites legais e institucionais, etc.
    O motim da PM, como bem disse Nassif, foi uma quebra de hierarquia. A quebra de hierarquia fragiliza qualquer instituição. A fragilização de todas as nossas instituições parece ser o emblema dos atuais ocupantes de cargos do executivo federal.
    Devemos ficar atentos a estes movimentos que tem o apoio da direita e que ocorrem em estados cujos governadores não tem alinhamento incondicional com Brasília. Estes movimentos são parte de uma narrativa que está sendo montada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile