Vídeo: “Ledo engano”, diz Haddad sobre Bolsonaro perder se PT não estiver no 2º turno de 2022

"Mauricinhos" como Luciano Huck e João Doria (PSDB), no segundo turno, representariam um risco maior para a democracia

Jornal GGN – O campo da centro-esquerda errou em 2018 ao não ampliar a aliança para o segundo turno contra Jair Bolsonaro, e esse equívoco não pode se repetir na disputa de 2022, diz Fernando Haddad em entrevista na TV GGN. Ele ressalva, no entanto, que engana-se quem acha que o PT poderá ser isolado nessa negociação. Também está equivocado quem pensa que Bolsonaro tem reeleição garantida se o PT estiver, de novo, no segundo turno.

Para Haddad, as últimas pesquisas indicam que ele e Lula, os nomes do PT, são os que apresentam maiores chances de derrotar Bolsonaro em eventual segundo turno em 2022. “Mauricinhos” como Luciano Huck e João Doria (PSDB), no segundo turno, representariam um risco maior para a democracia.

“Tem gente que acha que [a esquerda] só perdeu porque o PT estava no segundo turno. ‘Se não for o PT para o segundo turno, Bolsonaro perde’. Ledo engano. Não é verdade isso. Se for um ‘mauricinho’ para o segundo turno, uma boa parte do povão não vai acompanhar para derrotar Bolsonaro. Uma boa parte do povão vai preferir Bolsonaro do que votar num sujeito em quem ele não consegue enxergar compromisso social e vínculo com o povo. Então é mentira isso [que o PT não pode estar no segundo turno]”, advertiu.

Assista a entrevista na íntegra abaixo:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora