Xadrez da Lava Jato como bode expiatório da hipocrisia nacional, comentário de Martin

Como diz o ditado esperança é a última que morre. Só que no caso da lavajato e do desmonte promovido por ela acredito que dona esperança corre sério risco de passar dessa para melhor.

Por Martin
comentário no post Xadrez da Lava Jato como bode expiatório da hipocrisia nacional, por Luis Nassif

São matérias como essa que fazem a gente iniciar bem a semana e o novo mês mesmo com essa pandemia.

Como diz o ditado esperança é a última que morre. Só que no caso da lavajato e do desmonte promovido por ela acredito que dona esperança corre sério risco de passar dessa para melhor.

Os articuladores da lavajato e todos os participantes, executores, omissos, pessoal de apoio e divulgação não serão cobrados por nada muito menos expostos.

O que ocorre hoje é uma disputa entre dois grupos pelas informações coletadas e arquivadas por essa, que penso ser uma enorme operação de espionagem chamada lavajato.

O atual presidente e seus comandados não parecem ter interesse em expor todas as armações e abusos da operação e, assim, correrem o risco de aniquilar com a plataforma de campanha que foi baseada no antipetismo produzido.

E o pior é que agora teremos dois grupos com uma quantidade enorme de informações que poderão ser empregadas para vencer eleições através de chantagens e ameaças. Como já fizeram com o grupo específico que todos sabemos qual é.

Resta saber se a imprensa corporativa, que foi peça fundamental até agora, será aliada desse possível novo grupo para promover eventual difamação coletiva. Se entre as informações coletadas estiver demonstrado o envolvimento dos grupos de imprensa com tudo o que aconteceu a cooperação poderá ser uma realidade.

Podemos estar assistindo ao inicio de uma nova operação com um desfecho impensado. Imaginem um banco de dados como esse nas mãos de pessoas como o presidente e seu núcleo duro de apoio? Deve ter muita gente perdendo o sono por aí.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora