Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

Peça 1 – o vazamento da lista da Janot

A divulgação da lista de inquéritos autorizados pelo Ministro Luiz Fachin não significa que, enfim, a Lava Jato resolveu tratar as investigações com isonomia, que o pau que dá em Chico dá em Francisco.

O Procurador Geral da República (PGR) Rodrigo Janot continua dono absoluto do calendário. Através do controle do ritmo das investigações, ele decide monocraticamente quem vai e quem não vai ser condenado.

Durante três anos, toda a carga foi em cima do PT e, especialmente, de Lula. Em três anos de investigações, há cinco ações em andamento contra Lula, uma perseguição impiedosa que culminou com o vazamento, ontem, da suposta delação de Marcelo Odebrecht, sob as barbas do juiz Sérgio Moro e ele alegando a impossibilidade de identificar o vazador. Some-se a informação do procurador Deltan Dallagnol de que o único vazamento efetivo de informações foi para o blogueiro Eduardo Guimarães. O que significa que todas os demais vazamentos ocorreram sob controle estrito da Lava Jato.

Os 83 inquéritos misturam de tudo, de problemas formais de prestação de contas a suspeitas de manipulação de licitações. Independentemente da maior ou menor gravidade das acusações, todos passam à condição de suspeitos e/ou corruptos. Trata-se de uma tática tranquila, que criminaliza as pequenas infrações e dilui as grandes acusações.

Peça 2 – as circunstâncias em jogo

A caçada a Lula tem três pontos frágeis:

1.     Até agora, ausência de uma prova palpável sequer contra ele.

2.     A perseguição implacável contra Lula.

3.     A seletividade das investigações, não investindo contra nenhum aliado do sistema.

Com a divulgação dos inquéritos, há duas intenções óbvias:

1.     O sistema (não a Lava Jato) responde à acusação de seletividade, às vésperas do julgamento do alvo preferencial, Lula.

2.     Ao mesmo tempo, mantém o governo Michel Temer refém.

A suposição de que a lista irá paralisar o mundo político provavelmente não será confirmada. Nas próximas semanas se verá uma aceleração dos trabalhos legislativos, visando aprovar o maior número de medidas antissociais, para garantir o pescoço.

Peça 3 – as consequências da lista

Com a lista de Janot, tenta-se resgatar a credibilidade perdida do sistema judicial, com a parcialidade e a seletividade gritantes da Lava Jato.

Levaram três anos para iniciar uma investigação contra Aécio, que era mencionado na primeira delação de Alberto Yousseff. Até hoje não iniciaram as investigações contra José Serra, apesar de um relatório sobre Paulo Preto estar na PGR desde março de 2015.

Com o estardalhaço de 83 inquéritos, passado o carnaval inicial, a PGR permanecerá dona do tempo. Acertará contas com Renan Calheiros e Fernando Collor, adiará indefinidamente os inquéritos contra seus aliados e terá às mãos a metralhadora, para apontar contra quem ousar enfrentar seus supremos poderes.

Os objetivos são óbvios:

1.     Tentativa de inabilitar de Lula para 2018, agora sob o manto da isenção.

2.     Vida tranquila para José Serra e Aécio Neves, que terão morte política natural, desde que deixaram a condição de grandes campeões brancos contra a ameaça Lula.

3.     Congresso sob a mira dos inquéritos, deixando de lado qualquer veleidade de coibir abusos do MPF.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

66 comentários

  1. Importante observar que a tal

    Importante observar que a tal lista deixou Alkimin livre de certos adversários – Marta entre eles – e sai mais forte para as eleições de 2018.

  2. Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

    o consórcio golpista jamais conseguirá conferir qualquer estabilidade ao golpe. a economia não se recuperará. e sem esta condição fundamental, não haverá viabilidade social e política para nenhum governo, golpista ou não.

    até mesmo porque não existe minimamente qualquer projeto de país, os golpistas são apenas o instrumento para destruir o Brasil enquanto nação soberana. como se fosse possível fazer um país inteiro, e toda a sua população e sua complexidade social e cultural, retornar pelo túnel do tempo do golpe a um status pré Revolução de 1930.

    acrescente-se o perigoso cenário mundial e as irreversíveis mudanças climáticas, estas com sua correspondente alteração no funcionamento de nossos corpos.

    não apenas 2018 será para sempre um ano longe demais, como mesmo as próximas semanas trarão enormes desafios, tanto internos quanto externos.

    os que se arvoram como senhores do tempo terão um dramático acerto de contas com os senhores do karma. não restará pedra sobre pedra. o colapso será total.

    p.s.:

    os golpistas são meros serviçais a serviço dos 0,001%, os Masters of Mankind supõe o Brasil e a Patagônia como abrigos seguros pós holocausto termo-nuclear. just to late…

    vídeo: HOW TO LET GO OF THE WORLD AND LOVE ALL THE THINGS CLIMATE CAN’T CHANGE

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=cjfZFAAv19Q%5D

    .

  3. O mensalão tucano e o listão do Janota….é prá morrer de rir

    O mensalão tucano e o listão do Janota….é prá morrer de rir se não fosse trágico: veremos por estes dias todas as baterias ligadas contra o tal listão quando se sabe que não passa de despiste para pegar Lula, o verdadeiro alvo da Lava Jato.

    Vamos à história…

    O processo do mensalão tucano, com direito virar noticiário no JN, desempenhou a mesma função desse listão do Janota: dar um ar de isenção ao PGR/Roberto Gurgel e a Justiça….o povo nem se lembra que os petistas estão presos e os tucanos de boa, o processo contra o tucano Azeredo, com provas cabais de que houve desvio de dinheiro publico, está num gavetão de algum magistrado, à espera da prescrição da pena.

     

  4. O rei está em xeque

    Caro Nassif e amigos,

    Eu discordo desse xadrez em parte (embora eu sempre concordo 100% com todos seus jogos)

    Acontece que desta vez, o Sr Janot não tem outra escolha, ou ele coloca alguns de seus aliados na fogueira, ou eles (os procuradores, delegados e juízes) terão uma enorme dificuldade para condenar ou prender o Lula.

    A lógica é essa: o Sr Janot faz as investigações, como manda o figurino, denuncia alguns da base governista e manda para o STF resolver o que fazer.

    Não duvido que, antes da condenação do Lula, tenha um tucano graúdo sendo denunciado pela PGR.

    A bola está com o STF e não com o Sr. Janot.

    O STF que é o senhor do Tempo. (Na minha modesta opinião)

    Pode ser que Temer fique até 2018, mas acho difícil passar a reforma da previdência e a trabalhista.

    O que os deputados e senadores tem a perder? Cargos?

    Eles querem o foro privilegiado, acho que a maioria serão contra as reformas, porque eles precisam do voto.

    Esse congresso nunca se importou com os destinos do nosso país, salvo raras exceções.

    A conferir.

     

  5. O senhor do tempo e o serviçal do mercado.

    Um congresso literalmente nas mãos de um judiciário. Uma lista infinda de inquéritos, que parecem muito com aquela  criação de uma comissão para não fazer nada. Um procurador que sempre parece estar rindo de todos nós, e que colocou a coleira em Cunha e a manteve até o impeachment. Depois ajudou a jogar Cunha na masmorra, mas eu creio que como o gato Youssef, Cunha tem mais vidas para queimar. Afinal cúmplice é sempre cúmplice.

    E agora o gran finale, um congresso ameaçado votará as reformas que não são de Temer, mas são do mercado. Afinal para aumentar o lucro da banca, Temer liberou o  FGTS, para que todos paguem suas dívidas. Temer anda fraco, mas a banca ainda esta forte o suficiente e não desistirá de uma reforma da previdência. Metade dos congressistas de maior peso, estão agora nas mãos do judiciário. È apenas um inquérito, e na lista se misturam muitos nomes e acusações pífias. Isto apenas demonstra que o juficiário pode, quando quiser, salvar muitos nomes desta lista desde que mantenham o foco e aprovem as reformas destrutivas contra o país e a população.

    Em clara campanha pro Salvador da Patria, a rede GLobo e o Jornal Nacional, acabaram de acabar com toda a classe politica. Desconfiam que podem perder para Lula,  e por isto apostam em Moro. Entre hoje e quinta feira, ( audiência de Lula), agirão para destruir através de vazamentos a imagem de Lula. O jornal nacional já avisou que peças desta delação podem se juntar a outros processos. A triste figura de um home torturado e destruido, Marcelo Oderbrecht, vem a público, ( afinal isto já deixou de ser vazamento) repetir as palavras do Power Point contra Lula. Moro em êxtase vai , como dizem , em um português horrível, ajuntar ao processo de um qumérico e fantasmagorico triplex, e uma inexistente compra de uma inexistente sede  do Instituto Lula. 

    E assim vão construindo a acusação. Como a racionalidade, ou pudor não existem para estes, só restará a truculência, quiçá de prender Lula durante a audiência. Mas acho que veremos uma tentativa clara de Moro de humilhar Lula, e se o ego do Juiz de Curitiba for tão grande quanto parece, Moro usará esta audiência apenas como campanha eleitoral. E nesta acho que ele pretende enfrentar Lula. Isto seria o climax..

    Mas para isto ele deverá preparar como já preparou o vazamento, as imagens, e o show. Sob possível direção de Mainardi e dos antagonistas veremos a audiência de Lula

    Jornal Nacional hoje , ao destruir todos os partidos e políticos tenta lançar o Salvador, e Moro é o candidato. Todos os  seus últimos passos, sempre midiáticos, indicam que é o candidato do mercado. Dória é apenas o diversionismo tucano, mas me parece que o mercado já não aposta tanto assim.  Só resta saber se Moro  quer ser candidato com Lula preso, ou contra Lula. Eu começo a apostar que quer ser candidato contra Lula. Seu ego  o impele.

  6. Caminho aberto para Doria, Bolsonaro e Marina
    Caminho aberto para os três que não estão na lista, mas a mídia só vai deixar um se eleger. Vai ser o fim do Brasil.

  7. O legado é pior…

    O combate a corrupção, tirou a esquerda, aqueles que possuem algum senso de realidade e de conexão com os fatos com alerta ligado em relação ao Brasil.

    Esqueceram que é esquerda quem constroi o Brasil!

    A direita usa!

    Levaram anos para que este golpe fosse dado.

    Houve um trabalho da mídia no convencimento de que o erro, os ladrões eram os petistas!

    Muito dinheiro e recursos humanos foram investidos para derrubar Dilma.

    Alguns coxinhas “desconfiam” que algo está errado, pois estão desfazendo todo legado trabalhista que de uma certa forma, o coxinha, em sua grande maioria não queria que fosse alterado…

    Ficam verbalizando alternativas estapafúrdias tentando encaixar as mudanças dentro de sua realidade.

    Cadê o aparelhamento do PT?

    Cadê o Fórum de São Paulo?

    De quem se valeu o PT?

    O Galo já cantou 3 vezes e 3 vezes o PT foi renegado…

    Tem muito trouxa no Brasil, incluam-se os empresários…

    A PEC 55 coloca os juros, ACIMA do capital e do trabalho!

    Tudo terá que se acomodar no que sobrar dos juros!

    O Brasil investirá menos, a TJLP não ajuda a pagar os juros!

    As aéreas poderão ser 100% estrangeiras!

    Reservas de ouro?

    De petróleo e gás?

    Já somos o primeiro país governado explicitamente pela corrupção – o mundo vê assim!

    E ai?

    Esperar um futuro melhor é muito!

    Estão rifando partidários até encontrar um nome que garanta o retorno dos pagadores de impostos…

  8. Os “inquéritos” contra os

    Os “inquéritos” contra os Tucanos serão devidamente “arquivados” com o tempo. Se alguém tem dúvida eu pergunto: O Azeredo já está cumprindo sua pena??? Aliás o prcesso prescreve em setembro. Viva o “MPF” dos Tucanos!!!

  9. Só um detallhe…

    Em setembro o Temer vai nomear o sucessor do Janot que será sabatinado pelo Senado. Provavelmente será indicado um novo Geraldo Brindeiro, ou seja, um Engavetador Geral da República…

    A conferir…

  10. O ambiente na GLOBONEWS era

    O ambiente na GLOBONEWS era de osgarmos multiplos. A euforia extasiante das moças era impressionante. Elas deliram com o desgaste de politicos, aumentando a gravidade, multiplicando as culpas, diabolizando tudo o que cheira a politica.

    Ninguem, nenhuma das gralhas observou a falta de certas categorias nas listas. SÓ POLITICOS.

    Nem um unico centavo para a midia? Jornalistas, só beatos? Que coisa.

    • Não, André. É isso mesmo. É

      Não, André. É isso mesmo. É demonizar os políticos para capturar o sistema. Mas poucos ousaram ver a verdade por trás da Lava Jato.

  11. Hoje o Merval levantando a

    Hoje o Merval levantando a TESE de hospicio de uma constituinte a partir da nuvem dos inqueritos proposta pelo professor Carvalhosa e pelo Jose Carlos Dias, mais Flavio Bierrenchach. Constituinte assim a partir da nada, de um trinca de

    teoricos. As Constituintes brasileiras nasceram todas de REVOLUÇÕES, GOLPES E FIM DE DITADURAS, não nasceram de propostas de escrivanhinha, o FATO HISTORICO esta na base de novas Constituições.

    A transferencia de poder de eleitos para juristas e concursados seria uma inovação historica.

    Napoleão transferindo seu poder para Fouché? A REALPOLITIK ainda comanda a Historia.

  12. Revela-se o Partido do Judiciário.

    Cada vez mais, revela-se com clareza cristalina o Partido do Judiciário. Senão, vejamos.

    Como a PGR preparou tão rápido trocentos inquéritos em tão pouco tempo?

    Como é que o STF encontrou tempo para processar tantas denúncias?

    Por que a PGR demorou tanto para processar e apresentar a denúncia contra Eduardo Cunha?

    E por que o STF também demorou quatro meses para analisá-la e aceitá-la?

    Quantos desses agora denunciados tem processos arrastando-se há décadas no judiciário?

    Como é que o modorrento STF conseguiu realizar 55 sessões de julgamento da AP 470 em 2012?

    Por que de uma hora para outra  surge uma máquina julgadora e condenatória em Curitiba, há tres anos, e prende todo mundo ao arrepio das leis, e os mantém presos, espremendo-os até que produzam denúncias, menos aqueles funcionários da Mossack-Fonseca, que lavam dinheiro para a Globo?

    Deve ser porque o judiciário continua sendo o que sempre foi (uma casa de aconchego), mas em 2011 entraram em campo encomendas de poderosas forças externas determinadas a mudar a qualquer preço o cenário da politica brasileira que estava saindo do controle da banca rentista internacional (o grupo de Bilderberg?). Com o Pré-Sal entrando em plena produção em 2017 derramando recursos nos cofres do Governo, não haveria soft power e nem Power Point que tirasse a vitória do partido inimigo em 2018.

     

     

     

     

     

     

  13. nossos direitos serão condenados…

    como interesses políticos

    tentaram com o mensalão, mas desistiram assim que perceberam que seria preciso destruir o legislativo

    hoje combinam reformas com Temer

     

    • trabalho muito bem feito…

      porque é com nosso dinheiro que eles pagam seus agentes

      em qualquer outro país, apenas um

      por aqui, vários

      foi por isso que precisaram emperrar nosso sistema preventivo

  14. Denúncia

    Nassif talvez vocês administradores dos blogs não vejam. Mas o seu Blog, Fernando Brito , DCM , Azenha e Paulo Henrique , quando a gente clica numa matéria para ler , no meio do texto ou até mesmo ao fim ,  vem aparecendo varias propagandas do Bolsonaro. Parece anuncio pago indexado ao leitores dos Blogs Progressistas. Acho que devem investigar e avisar outros blogueiros

  15. O senhor do Tempo.

    Oitenta e três inquéritos!  Nossa, como está difícil tentar disfarçar que a operação toda – que começou lá atrás, na AP470 e até antes disso – é contra Lula. Ou melhor, contra qualquer pessoa que ouse tentar levar nosso país a posições de soberania, independência e prosperidade. A grandeza de Lula está no fato de que ele é um homem comum, do povo, está em sua humildade. Qualquer um poderia estar no lugar dele e seria tão atacado quanto. Condenar Lula será condenar o homem comum, do vulgo, que busca melhorar de vida e ajudar à sua comunidade a melhorar junto. A comunidade de Lula é enorme e chama-se Brasil.

    Hoje a gente não tem como se dar conta disso mas a História nem lembrará de janots, moros, dallagnóis mas reserva um lugar de honra a Lula. Lula, sim, já é eterno.

    • Concordo plenamente

      Lazzari,

      Lembro-me de alguns debates que travamos, eu, você e o Max Suel, lá no OI, quando esse portal de análise e crítica de mídia ainda não havia se tornado um cadáver. O Max Suel e eu sempre estivemos em posições antagônicas; já entre mim e você havia concordâncias e discordâncias. Abandonei o OI quando o Dines se desentendeu com LMC, Luiz Egypto e outros, que deixaram de escrever lá. Quase na mesma época AD defendeu uma barrigada do El País, que noticiara a morte de Hugo Chávez quando ele se tratava de câncer em Cuba; vários leitores, como eu, fomos impiedosos na crítica a AD, quando ele defendeu o indefensável. Não por coincidência, pouco tempo depois o OI fechou o espaço de comentários e o portal definhou, estando hoje às moscas.

      Neste breve comentário você fez uma síntese brilhante. A perseguição e caçada a Lula deve ser entendida como feita contra todo brasileiro trabalhador que não possui privilégios de nascimento e de classe. É por isso que me sinto caçado, perseguido, vilipendiado quando vejo o que estão fazendo com Lula.

       

       

  16. Esqueçam, tá tudo dominado

    Móro (o acento é pra não deixar margem pra processo) em um condomínio de casas incrustrado em um bairro popular. Não vou a barbearia (ou seria coiffeur) de shopping porque a mais próxima fica a uns 15  km. E porque é sempre muito caro comparado à minha necessidade. Corto o cabelo na vila mesmo. É máquina 2 pra esconder os cabelos brancos, a 15 pilas o corte. E ouço, a cada 20 dias, o que pensa a média do povão, enquanto aguardo a minha vez de ir pra tosquia. É desanimador. Pobre que detesta pobre, elogio ao Môro (notem o acento) o tempo todo, nem aí pra reforma da previdência ou trabalhista. A grande maioria é de terceirizados, pequenos PJs, que almejam pagar previdência privada se puderem (é sinal de prosperidade) e plano de saúde, porque a UPA tá sempre lotada. Escola privada então é o “must”, coloca qualquer um de frente pro gol da ascensão social. Não ouço muito papo de religião, até porque é barbearia, mas tem 4 igrejas pentecostais no caminho pra minha casa. Quanto ao estilo de vida, a tendência é comprar carros usados que já foram “caros” –  tipo Citroen Picasso, Mercedes Classe A, Nissan Sentra – e rebaixar a suspensão. Fica muito engraçado ver um Picasso colado no chão, ao ponto de ter que andar em baixíssima velocidade pra não bater o piso nas irregularidades das ruas, cheias de buracos e cocurutos causados pelo peso dos ônibus. E muitos deles com enormes adesivos da Nike no vidro traseiro, ao lado de outros com o idefectível “foi deus que me deu”.

    Portanto, aqueles que esperam alguma reação desse povo às reformas liberais, podem por as barbas de molho. Não haverá. A ideologia chegou antes da sua contrapartida econômica. Ideologicamente o povo já tornou real o sonho do PT, consubstanciado no slogan do governo Dilma. Vivemos em um país de classe média.

    • Percebo a mesma coisa entre

      Percebo a mesma coisa entre os funcionários da empresa em que trabalho. Os funcionários mais humildes apoiam ostensivamente a Lava Jato e o Moro. Afirmam que todos políticos são ladrões, numa generalização meio irracional.

      E quando eu pergunto sobre o Lula a resposta é sempre igual: Ah, o Lula é o maior ladrão de todos. Lavagem cerebral feita

       

    • Percebo a mesma coisa entre

      Percebo a mesma coisa entre os funcionários da empresa em que trabalho. Os funcionários mais humildes apoiam ostensivamente a Lava Jato e o Moro. Afirmam que todos políticos são ladrões, numa generalização meio irracional.

      E quando eu pergunto sobre o Lula a resposta é sempre igual: Ah, o Lula é o maior ladrão de todos. Lavagem cerebral feita

       

  17. Tempo e Razão

       O condominio ( PGR – MPF/LJ – STF) , podem até serem os “Senhores do Tempo “, mas não da razão ou sequer da racionalidade, uma vez que esta enxurrada de inquéritos , lançados ao bel prazer para variadas interpretações, podem reduzir a todo o sistema politico nacional, a uma anarquia continuada, a um real caos institucional, e o pior : de longo prazo, pois “selecionar” réus estará na prerrogativa – até mesmo constitucional – do “condominio”, o qual associado a midia de massa poderá aniquilar qualquer um, bastará que alguns “Judas”, desta extensa lista, sejam “escolhidos” para o cadafalso.

         A “seleção” : Pelos nomes constantes na “lista” observa-se que varios “Cardeais” – da direita a esquerda – nela estão expostos, todos praticamente são membros do ” Alto Clero” congressual ou deles associados, portanto para o “Condominio” todas as opções estão em aberto, para “salvar o Brasil “( de acordo com a visão deles ) dos corruptos contumazes, ao “condominio” bastará escolher – um “dedazo”, com apoio da midia será suficiente, ainda mais se algum dos futuros réus resolver “abrir a boca”, a razzia será perpetuada, o sistema politico da CF/88 acabou hoje, o qual bem ou mal, com todos seus problemas, ainda é o que se tem, MAS o que pode vir depois ? 

          Claro que o “condominio” deve possuir alguma idéia sobre o amanhã, afinal os poderes Executivo e Legislativo hoje ainda operacionais, com estes inquéritos abertos será atingido de “morte”, pois é cabal que Temer et caterva e o Congresso não terão condição de reagir de momento a esta pressão, a população será manipulada pela midia e redes (anti)sociais, o que “se vayan a todos” estará presente e ativo. E pergunto novamente : Qual é a idéia do condominio ?

           Mais uma peça fundamental para as “eleições gerais 2018”, foi hj. colocada em campo, estas eleições não estão mais em um futuro distante, estão no presente, quem escolherá os futuros “politicos”, até mesmo os Executivos, não será o Povo, mas o “condominio”, ou caso eles errem – o que considero bastante provavel – arrivistas, salvadores da Pátria, tipo de Dória a Bolsonaro, passando por “Augustos”, irão viabilizar-se e se consolidar.

           O “golpe” sobre a Sra. Rousseff foi o 1o movimento visando 2018.

    • “plano p/amanha” tem sim… mas “deu ruim”. No BR e na FR!

      >>Claro que o “condominio” deve possuir alguma ideia sobre o amanhã, afinal os poderes Executivo e Legislativo hoje ainda operacionais, com estes inquéritos abertos será atingido de “morte”

      Carissimo junior,

      O plano era ter uma classe política tutelada pela Globo/Jud. para “fazer as reformas de que o Brasil precisa” ad eternum.

      Erraram na mão.

      O tutelado nao esta com uma coleira, como queriam, mas num leito em coma profundo depois da porrada, caminhando para a morte cerebral.

      Tenho visto na França, como no Brasil, que o consorcio ad hoc finança internacionalizada/midia/corporaçoes do Estado se acha muito malandro… mas é de fato bem menos do que supoe.

      Elas conseguem sim inviabilizar pessoas e forças politicas ainda.

      Fato (mesmo q com mais esforço…).

      Mas nao conseguem construir tao facilmente. Pelo menos nao tanto quanto antigamente.

      Conseguem ~iniciar~ e ~amplificar~ movimentos de opiniao, mas depois que o genio sai da garrafa nao tem mais os meios de coloca-lo pra dentro de novo, com as tais redes (“anti” – adorei!) sociais.

      Os “parvos” se autonomizaram no mercado de opiniao.

      A grande midia nao tem mais o monopolio da pauta.

      O Sec. XX acabou e eles nao perceberam!

      *

      Vou subir mais tarde um post sobre a França que eh o exemplo feito e acabado disso.

      Mais divertido para mim, pq me importo menos com o destino da FR do que com o do BR. Mesmo morando do lado e sendo “europeu”.

  18. Lava Jato

    Se nessa corrupção que aconteceu no governo do PT, estão envolvidos tantos parlamentares do PSDB, imaginem então quantos tucanos se corromperam nos escândalos abafados no governo do FHC.

    Os caras conseguem se corromper até no governo da oposição ? ! 

    • Não, eles estão envolvidos

      Não, eles estão envolvidos com corrupção praticadas em seus respectivos governos em seus respectivos estados.

      Aecio e Anstaasia em MG, Alckmin, Serra e Aloysio (Chefe da Casa Civil do Serra), Perillo em Goias e assim por diante.

      • .

        Eu disse isso porque o Daltan Dalagnol disse recentemente que não indicia tucanos porque a Lava Jato investiga  corrupção ocorrida na Petrobras durante os governos do PT, e portanto quem tinha o poder de negociação era o PT.  Uma desculpa esfarrapada  que não colou.

        Assim como Moro recentemente disse que não há problema nenhum em ser fotografado se confraternizando com o Mineirinho, pois o mesmo não será julgado por ele  devido ao foro privilegiado que goza por ser senador. Moro só se esqueceu que a irmã de Aécio, Andreia Neves, foi delatada e não tem foro privilegiado.

  19. O Golpe está desorientado.

    Devemos pensar sempre a Lava-Jato como a ferramenta principal para o êxito do Golpe parlamentar no Brasil e que seu epicentro tem três atores centrais: Rede Globo & velha mídia aliada + Mercado Financeiro e Imperialismo Norte-Americano.

    Todos os políticos que apoiaram o Golpe sabem que cumprindo o seu papel, estipulado pelos comandantes do Golpe, estão à-salvos de qualquer possibilidade de prisão mais prolongada, de perderem o dinheiro amealhado em suas relações, muitas vezes suspeitas, entre a Política e o Capital Privado e/ou Estado.

    Tudo, e faz décadas, é feito de maneira a se fazer vistas grossas à corrupção dos que se aliam e defendem o epicentro do Golpe, tamanho o Poder amealhado pela Rede Globo & velha mídia no Brasil, aumentado a partir da Lava-Jato.  

    A velha mídia e seu oligopólio da informação são especialistas em assassinar reputações, em denunciar sem provas e atrapalhar a vida política e pessoal dos progressistas, das esquerdas e seus governos, enquanto, fez e faz do Judiciário uma ponte de proteção aos seus aliados: todos os políticos que se juntaram para derrubar a Presidenta Dilma, eleita de forma legítima e pessoa sabidamente honesta.

    Todos os políticos que votaram a favor do Golpe serão protegidos e/ou esquecidos pela Rede Globo & velha mídia e a sua Lava-Jato.

    Prisões? Só para servirem ao propósito de ameaçar o Governo Temer e delatar algo contra LULA. Eduardo Cunha, Sérgio Cabral sabem do seu papel na Lava-Jato e sabem o que acontecerá com eles, o script já conhecemos desde as primeiras prisões em 2014, vide o doleiro Youssef.

    Há uma simbiose entre o epicentro do Golpe e os partícipes no Parlamento do Golpe, eles não podem ser presos para valer, ter seus bens materiais acumulados no jogo de relações com o Capital Privado e o Estado arrancados, porque se quebra o elo, a relação simbiótica, se desata a confiança com o epicentro do Golpe dos que se associam a ele.

    Se não mais for segura a certeza de impunidade aos políticos que se associam ao epicentro do Golpe quebrará o elo de confiança mútua entre as partes, não vale muito mais a pena se arriscar na simbiose; além de ter o fim, quase certo, da carreira política, o Político em simbiose com o Golpe não ficaria impune à Justiça, porque ela (a Justiça) passa a ter segurança para investigar, julgar e punir se houver delitos, dentro das Leis e da Constituição, a todos. E, ainda, o Político perderia, repetindo mais uma vez, o Capital acumulado a partir das relações com o empresariado e o Estado.

    Vejamos que interessante, Cunha, representante da direita política, na Sentença dada por Moro a ele, não li que foi obrigado a devolver algum dinheiro para os cofres públicos; já José Dirceu, representante da esquerda política, até a casa que mora a mãe de 94 anos, comprada por Dirceu, Moro determinou que fosse confiscada para ressarcir os cofres públicos, apenas com o adendo, a Senhora de 94 anos pode morar lá até sua morte, porém, não sendo mais patrimônio de José Dirceu.

    Fique claro.

    Romper o Golpe, através do rompimento do Poder da Rede Globo de construir uma simbiose do Executivo, Legislativo e Judiciário com o epicentro do Golpe é a mais segura forma de restaurarmos a Democracia e a direção do Desenvolvimento soberano com Justiça Social do Brasil.

    Não nos esqueçamos, a Lava-Jato só existe nestes moldes porque o epicentro do Golpe comanda o Brasil.

    A Lava-Jato não me parece combater à corrupção, mas, combate, isto sim!, às esquerdas, Lula, Dilma e o PT e foi forjada, desde a primeira hora, para defender os interesses da Rede Globo, do Imperialismo Norte-Americano e do Mercado Financeiro Internacional – o epicentro do Golpe.  

    Se romper a simbiose entre o epicentro do Golpe e os políticos aliados o Golpe acaba.

    Se precisam fazer chantagens para garantirem votos na Reforma da Previdência, na Reforma Trabalhista e outras reformas é sinal de que o controle do Golpe pelos seus artífices está em cheque e que a Sociedade está tendo voz, adentrando além dos muros golpistas, e que Temer pode cair antes de 2018 e haver uma nova Eleição Direta Presidencial. 

    Ameaçar a simbiose clássica entre políticos da direita e extrema-direita que sempre foram neoliberais e o epicentro do Golpe pode ser uma notícia nova e surpreendente. Se bem que não acredito que possam ir mais a fundo nesta ruptura, acabaria a segurança de se associar ao epicentro do Golpe.

    Mesmo se pensando em começar tudo do zero, eliminando toda a direita e extrema-direita aliada do Golpe, e criando novos aliados, quem se arriscaria a se associar ao epicentro do Golpe no futuro, se ele pode quebrar a simbiose em uma situação de desespero como agora, com o fiasco do Governo Temer?

    Na realidade temos uma conjuntura de fracasso do discurso ensaiado pelo epicentro do Golpe, eles prometeram o oásis e entregaram o caos ao Brasil e aos brasileiros.

    A Lista do Janot foi posta em circulação como uma maneira de confundir o eleitorado, retirar de cena quase todos os políticos da velha política (não significa trabalhar por uma sentença condenatória para o político da direita e extrema-direita aliado do Golpe, esquece-lo, apenas) e dar força extra ao candidato novo, aquele que virá de fora da Política, para salvar o país do caos, caos que o próprio Golpe com sua operação Lava-Jato ajudou a criar.

    Com a Lista do Janot se abre caminho para se ter uma Eleição com apoio do epicentro do Golpe à candidatura diferente da velha política. Provavelmente, a Lista tenha sepultado a chance de um Golpe dentro do Golpe via Parlamento.

    Imaginemos a população brasileira assistir calada a este Congresso escolhendo um Presidente da República? Este seria o cúmulo do absurdo.

    O epicentro do Golpe mudou de direção. E, como muda a biruta dele.

    Vejamos que interessante. A Lista do Janot surgiu logo após o adiamento do julgamento da chapa Dilma/Temer no TSE. Talvez, se tenha a aposta no epicentro do Golpe de que Temer pode cair antes da hora, então, que caia sozinho, com empurrão do TSE cairia mais rápido. 

    Sinal de fracasso do Golpe e da Lava-Jato: ter de colocar os políticos da direita e extrema-direita aliados do epicentro do Golpe, numa Lista de “corrupção”, junto da esquerda política, não é verdade?

    Vão conseguir votar e aprovar reformas e projetos no Congresso, a partir de agora, a favor do neoliberalismo radical só se a população ficar em silêncio. Se as ruas forem barulhentas e a Greve Geral vingar haverá uma recolhida do epicentro do Golpe.

    Agora, os próximos passos, veremos um processo de limar as candidaturas de políticos da esquerda + as candidaturas progressistas e defensoras dos interesses nacionais que apareçam, associá-las à corrupção, e alçar o “novo” Salvador da Pátria, o homem honesto, ao patamar de celebridade do noticiário antipolítica que se desenhará na Rede Globo & velha mídia.

    A questão que fica é a seguinte: ganha o candidato do epicentro do Golpe e ele acreditará que pode manter o Governo Federal na direção do Neoliberalismo, mesmo que menos radical? Sendo que para ganhar terá de discursar contra tudo o que o Governo Temer fez e faz na economia e no campo social?

    Como vão segurar o rojão sem explodir?

    Collor durou pouco mais de 2 anos.

    O “novo” Salvador da Pátria duraria quanto? 

    O Golpe novo é eleger o sucessor de Temer, seja do jeito que der, com uma dobradinha cada dia mais afiada entre Rede Globo & velha mídia e Judiciário aliado: PGR/MPF/STF/TCU/JF/TST e etc.

    • Sei que é clichê a tal de

      Sei que é clichê a tal de combinar com os russos, prezado Alexandre, mas o Exmo. Sr. Epicentro não combinou com o povo. E unindo seu comentário ao do Frederico Firmo, se de fato vier um embate ente Lula e Moro, será um festival de orgasmos múltiplos, e não, como diz o Andre Araujo, para as gralhas da Globonews. Se eventualmente ocorrer uma “fraquejada” bolsonariana, e o candidato do Epi levar, estaremos diante de uma ejaculacão precoce, o gozo não durará um átimo. Viver e ver !

    • Criminosa Rede Globo: uma das cabeças do golpe

      A organização mafiosa da famiglia Marinho sempre foi uma cabeça golpista, sempre lutou para transformar os trabalhadores em pessoas pejotizadas (ou seja escravos modernos com liberdade de se locomover),sempre fez a lavagem cerebral dos seus telespectadores, ouvintes e leitores para que estes se comportassem como patinhos da fiesp quando houvesse o chamamento das famílias inteiras de brasileiros.

      Devemos partir para cima dessa organização mafiosa, criminosa e danosa ao Brasil, devemos destruir a Rede Globo. Com essa cabeça da hidra morta, as demais cabeças perdem bastante força, uma delas é o monstro que se tornou o MPF na pessoa do Procurador Geral da República.

  20. Teremos?

    Eleições diretas em 2018?Estou presentindo alguma maracutaia pra 2018……Se o Doria não tiver cacife……Solução Gilmar?……..indireta?………..cheio de duvidas….

  21. Jogo repetitivo. Burocratas previsíveis se achando sofisticados.

    Prezados,

    Como espetáculo midiático, a Fraude a Jato não passa de uma novela ruim, com enredo, trama e atores de quinta categoria. Depois do fiasco que foi a ‘entrevista exclusiva’ do torquemada ao repórter Ricardo Senra, da BBC, em que o jornalista enquadrou e encurralou o ‘juiz’ da 13a VJF de Curitiba, fazendo-lhe algumas perguntas incômodas que o PIG/PPV, sempre sabujo e bajulador desses que integram a ORCRIM da Fraude a Jato, se recusa a fazer às ‘autoridades’ envolvidas nessa força-tarefa que envolve as instituições do ‘sistema de justiça’, associadas em ORCRIM, a soldo de forças alienígenas que comandam o golpe de Estado e a perseguição à Esquerda Política Brasileira, era mais do que esperada uma reação, uma revanche, uma vingança. O vazamento criminoso, em tempo real, de um depoimento forjado do empresário Marcelo Odebrecht, preso há dois anos e vítima de torturas e chantagens psicológicas inimagináveis, feito sob medida e usando o ex-ministro Antônio Palocci para incriminar o Ex-Presidente Lula, é de um primarismo que deveria fazer corar de vergonha os concurseiros do MPF e esse juizeco da guantánamo paranaense.

    A burocracia do Estado, cooptada pelo alto comando internacional do golpe de Estado, sempre aliada, parceira e representante das oligarquias plutocráticas, escravocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas, em associação com o PIG/PPV age como ORCRIM institucional de forma descarada, despudorada, desavergonhada. Essa burocracia estatal se acha ‘super-inteligente’ e ‘sofisticada’, mas age de forma previsível. Essa montagem do depoimento forjado de Marcelo Odebrecht, com mira no Ex-Presidente Lula, é tão vergonhosamente cheia de ilegalidades criminosas que, se houver alguém no STF com um pingo de vergonha na cara e que não queira entrar para a História como reles golpista, vai decretar a completa nulidade de tudo o que foi arranjado para que o empresário incriminasse Lula. Façamos algumas perguntas, cuja resposta nos leva aos responsáveis pelo vazamento criminoso, o qual denota a tremenda farsa e armação que foi o tal depoimento de Marcelo Odebrecht:

    1) Se o depoimento deveria ser sigiloso, por que o juiz que conduzia a audiência permitiu que os presentes (promotores, advogados, serventuários da Justiça, auxiliares das partes e demais pessoas presentes à audiência) portassem celulares e equipamentos de gravação?

    2) A quem interessa o vazamento em tempo real de um depoimento forjado, feito com um empresário submetido à tortura psicológica e chantagens durante dois anos em que se encontra encarcerado nas masmorras de Curitiba, com objetivo claro de incriminar o Ex-Presidente Lula?

    3) Considerando o fracasso das manifestações pró-golpe, pró-Fraude a Jato, pró-juiz da 13a VJF de Curitiba, ocorridas em 26 de março de 2015 e o desmascaramento de sérgio moro por parte do repórter Ricardo Senra, da BBC Brasil, que enquadrou, encurralou e colocou contra a parede (no sentido jirnalístico) o juiz da Fraude a Jato, não está claro o caráter de revanche e vingança, indicando que o vazamento criminoso tem altíssima probabilidade de ter sisdo produzido pelo próprio juiz? Os precedentes indicam que esa possibilidade é quase uma certeza.

    4) Se o depoimento deveria ser sigiloso, por que o juiz que conduzia a audiência permitiu que várias pessoas entrassem e saíssem da sala em que ocorria a coleta do depoimento? Havia um número tão grande de pessoas ou ‘fantasmas’, impossíveis de se controlar ou ‘caçar’, tornando impossível conter o vazamento ou identificar quem o fazia em tempo real?

    5) Pensam os promotores e o juiz da Fraude a Jato que um cidadão com um mínimo de racionalidade vai aceitar a versão deles de que foram advogados do réu os que vazaram o depoimento a um site de extrema direita, cuja ligação umbilical com agentes públicos da força-tarefa é publica e notória? Pensam os promotores e o juiz da Fraude a Jato que somos todos idiotas, imbecis, que não percebemos a sórdida trama, que visa incriminar ou no mínimo inabilitar o Ex-Presidente Lula, para a disputa da próxma eleição presidencial?

    Quanto a Rodrigo Janot, objeto do post, ele continuará agindo para blindar e proteger os aliados, notadamente Aécio Cunha. A citação dos tucanos graúdos envolvidos em esquemas de corrupção e a autorização de abertura de inquéritos contra eles – já mortos políticamente – não significa que esses inquéritos serão conduzidos com boa vontade e celeridade e muito menos com rigor. Certamente o PGR, procuradores do MP e polícia federal farão um trabalho ‘nas coxas’, para que os aliados investigados possam pedir anulação de procedimentos ou de modo que não sejam levantadas provas robustas, capazes de fundamentar condenação. Se porventura algum dos aliados tucanos correr risco de condenação, usar-se-ão os mesmos artifícios que beneficiaram Eduardo Azeredo, ex-senador e ex-governador de MG, condenado a 20 anos de prisão em primeira instância, que recorre em liberdade, que jmais sofreu condução coercitiva, que neste ano completa 70 anos e certamente vai se livrar do cárcere, seja pela prescrição dos crimes, seja pelo fato de atingir idade em que o regime fechado não se aplica. A Lei que vale para beneficiar Azeredo não vale para José Dirceu e não valerá para Lula, caso este seja condenado.

    O uso de instalações e equipamentos públicos da SR/DPF/PR e SR/DPF/RJ para a produção de um filme cujos patrocinadores são desconhecidos (por que a PF e o MPF não investigam quem está botando grana, hein!? – será que a própria PF, o governo golpista e órgãos do Estado estão por trá desse financiamento? Onde estão a transparência e a lisura desses patrocínios?), cujo enredo é a Fraude a Jato e investigações ainda em curso, além das inúmeras ilegalidades criminosas já denunciadas e provadas em reportagens de Marcelo Auler, Luís Nassif e outros jornalistas, mostra que, de fato, as instituições que compõem o ‘sistema de justiça’ agem de forma associada e como ORCRIMs institucionais. As espionagens da NSA, da CIA, do FBI e do DOJ, com quem ilegalmente o MPF celebrou acordos de cooperação internacional, provam cabalmente que o alto comando internacional do golpe fica nos EEUU; o desmonte e entrega de setores estratégicos como o energético, o nuclear, o aeroespacial, o de defesa, as reservas minerais, etc., a grupos estrangeiros são outra prova inconteste de que o ACI fica nos EEUU e que a burocracia estatal barsileira age como capacho do império do norte. As quadrilhas políticas hoje no governo federal – sobretudo a do PSDB – são os aliados de sempre dos colonizadores, pois as oligarquias plutocráticas, escravocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas de Pindorama sempre agiram e continuam agindo como feitoras de uma casa grande sediada primeiro na Europa, depois (século XIX) nos EUA.

    Como tenho comentado, o golpe atual tem sido desmascarado em temo real. Os livros de História já estão sendo escritos e ao contrário dos golpes anteriores não apenas a versão oficialista dos vencedores (os que tomaram o poder por meio desse golpe) está disponível aos interessados. Se os golpistas pensam que a cooptação da burocracia estatal e a omissão, cumplicidade e conivência da FFAA com a trama golpista não foram ou não são percebidas, estão redondamente enganados.

     

     

  22. Rabos presos

    Faltando ainda uma quantidade de delações da própria Odebrecht. Também, falta a OAS, Andrade e Gutierrez e etc.

    O que há é um monte de rabos presos para acelerar as reformas que hoje estão correndo perigo de não sair. Uma lembrança aos congressistas que o povo não é o maior problema, mas sim o Judiciário.

    Acredito que seja também um show de “Chico e Francisco”, mas apenas para pegar o chico (o Lula)

    O congresso vai, rapidinho, a editar uma Lei de abusos e etc. Ainda, vão aliviar as penas de Caixa 2.

    Finalmente, depois desta chutada de balde, o QG do golpe não apostará em político nenhum para 2018, mas no Moro ou Doria (ou ambos). Falta saber qual será o Robin do outro.

  23. Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

    com um setor dominante rachado e em luta mortal, a Guerra de Famiglias, O Brasil enfrenta uma situação inédita em sua história. jamais a luta de classes crepitou no interior da burguesia brasileira com tal intensidade. não restará pedra sobre pedra. o colapso será total. nem mesmo o setor financeiro será poupado, também eles vão se canibalizar.

    qual Brasil restará após esta guerra híbrida no seio da cleptocracia? qual a viabilidade de um regime democrático? já não haverá eleições em 2018. já não haverá nenhum candidato de Direita viável. e tudo isto estava anunciado desde os primeiros momentos em que a Lava Jato & Associados iniciou o processo de demolição c0ntrolada do Brasil.

    só que as explosões saíram completamente do controle. já não há mais autoria para este script, que ganhou dinâmica própria.

    os senhores do caos perderam o timing e deflagraram o karma instantâneo.

    ninguém mais está no comando, não há qualquer plano. apenas marionetes idiotas desempenhando papéis idiotas, mas supondo-se senhores do tempo e da política. acima deles, ninguém mais puxa os cordéis. são apenas rabos de uns presos nos rabos dos outros, numa ciranda infernal sem qualquer possibilidade de rendenção.

    também já não há nenhum dos personagens que tenha merecido tornar-se autor:

    – nem Marcelo Odebrecht, que deveria ter sido a grande liderança empresarial brasileira a expor o processo de destruição da soberania nacional em curso;

    – nem o Almte. Othon, o que revela como a maior parte das FFAA alinham-se com os golpistas;

    – tampouco Lula, um dos principais responsáveis por esta crise que nos consome.

    caso existisse um setor dominante brasileiro minimamente competente, Lula seria ungido como o único candidato capaz de viabilizar o grande Pacto à la Brasil.

    mas a lumpenburguesia prefere prender Lula, convertendo-o de grande líder pelego que tem sido desde 1989, num poderoso símbolo da luta pela libertação do Brasil.

    iludem-se os que acalentarem a vã ilusão de que o processo em curso tanto no Brasil quanto no mundo, incluindo as mudanças climáticas, terá retorno. just to late…

    “A Grande Depressão só terminou quando os EUA se prepararam para entrar na guerra mundial em 1941. Então o governo assumiu o controle do setor privado direcionando-o para o investimento e o emprego e usando as economias e o consumo das pessoas para o esforço de guerra. A rentabilidade do capital disparou e continuou após o fim da guerra. Olhando para trás, a depressão das décadas de 1880 e 1890 nas principais economias só terminou depois que uma série de recessões finalmente conseguiu elevar a rentabilidade do capital nos setores mais eficientes, assim como nas economias nacionais mais competitivas, e assim resultou num investimento mais sustentado – muito embora tenha também gerado rivalidade imperialista sobre a exploração mundial e a primeira guerra mundial.

    Como agora esta Depressão Longa vai terminar?”

    Learning from the Great Depression

    .

    • https://www.youtube.com/watch

      https://www.youtube.com/watch?v=huKY5DzrcLI

      https://www.youtube.com/watch?v=NYLDDnrNlo4

       

      nós podemos poluir rios? claro. queimar florestas? sim. isso é terrível? óbvio.

      Mas afetar em larga escala o clima mundial? ideia altamente discutível.

      (cf. implicações políticas e econômicas desse discurso. porque é um discurso)

      o clima no mundo tem mudado desde que o mundo é mundo.

      têm ensinado ao meu filho na escola que a água está escasseando e é um recurso “limitado”. conciliar isso com o ensino acerca do “ciclo da água” deixa o livro primário de Ciências do meu filho meio Orwelliano.

      Mas é isso: meu querido filho aprende que a água no Planeta Água agora é um recurso limitadíssimo. A despeito do Planeta ser 70% água, apesar do ciclo da água, apesar de existirem variadas técnicas para se transformar água não potável em potável. E, pior ainda, em um país com o aquífero guarani em seu subsolo. 

      abraços, ARK.

      • Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

        -> Mas afetar em larga escala o clima mundial? ideia altamente discutível.

        vc é inteligente. e por isto mesmo não posso poupá-la de tentar lhe fazer compreender a gravidade dos fatos em curso. provavelmente será inútil. mas farei a minha parte.

        nos vemos separados do meio-ambiente, não nos consideramos uma biosfera conectada a todas as demais. por isto a quase totalidade dos estudos da mudança ambiental abordam apenas seus impactos externos: estiagem em alguns lugares com chuva torrencial em outros; frio glacial em alguns lugares e calor mortal em outros; furacões e tornados, terremotos e atividade vulcânica; aumento do nível do mar com desaparecimento de nascentes e rios morrendo.

        mas o maior impacto da mudança climática será interno. será no funcionamento de nossos corpos que sentiremos com maior intensidade as mudanças globais no clima. isto já está acontecendo e sendo diagnosticado como “doença”:

        pressão e dor na cabeça e na nuca; zumbidos e pressão no ouvido; nariz entupido e dores no septo e na testa; náuseas e diarréias; tonteiras e fadiga súbita; suores noturnos; todo tipo de distúrbio do sono: sono picado, acordar de madrugada, por volta das 3:00 h e perder completamente o sono, deitar cansado e pegar rápido no sono, mas pouco tempo depois despertar sem nenhuma vontade de dormir; picos alternados de frio e calor, durante a noite e mesmo durante o anoitecer; uréia e glicose ligeiramente acima do limite; problemas renais e no ciático; dores nos ossos longos e chatos; vertigem súbita, como na labirintite; sensação da cabeça estar cheia d’água e de se estar dentro de uma piscina, com ondas passando pelo corpo.

        quem quiser achar que é individual, com pouca pesquisa entre as pessoas de seu convívio logo descobrirá que é geral.

        quem quiser achar que é sintoma de alguma “doença”, e querer se “tratar” com remedinhos e exames, logo também vai descobrir que não estará adiantando de nada.

        o desastre está acontecendo agora. no funcionamento de nossos corpos e de nossas mentes. não haverá retorno. just too late…

        .

        • talvez você tenha razão,

          talvez você tenha razão, talvez não. 

          eu confesso que o que mais me desagrada nessa teoria são suas implicações políticas e econômicas para as nações do terceiro mundo, bem como a mensagem subliminar que ela encerra, algo do tipo “ajude a natureza e se mate, seu emissor de CO2 desprezível…”.

          mas é bom saber que há gente inclusive séria que se opõe a ela pelos motivos certos: dados científicos debatíveis. mas é verdade que eu precisava me inteirar deles melhor.

          em tempo: ainda temos um outro complicador aí: Geoengenharia. 

          como saber se não há em curso uma manipulação qualquer do Clima, contra as pessoas? pode me chamar de teorista da conspiração, eu não me sinto ofendida.

          de todo modo, a verdade é escorregadia…

           

  24. Notem que desde o início da

    Notem que desde o início da histeria moralizadora nunca foi mencionado nomes do judiciário envolvidos nas maracutaias, o judiciário tornou-se partido político senhor absoluto dos destinos do país e como tal deve ser poupado.

    Acho que o congresso deveria instaurar uma CPI para investigar a fundo a participação da parte do judiciário corrupto que pousa de vestal sob pena de desaguar num super poder conservador a comandar a nação sem se submeter a nenhuma eleição.

     

  25. Informação e lebre importantes

     

    Prezada equipe do GGN,

    Acabo de ler uma matéria reproduzida no portal 247, que mostra as manobras do PGR, Rodrigo Janot, para livrar o ‘MT’ das investigações. Com base nesse mote, peço à equipe do portal que fustigue o PGR a justificar a manobra que livar o traidor-golpista-usurpador da presidÊncia da república de ser inbvestigado.

    247 – Valendo-se de um entendimento equivocado, o procurador-geral da República Rodrigo Janot livrou Michel Temer de ser investigado no Supremo Tribunal Federal. Embora existam elementos para a abertura de pelo menos dois inquéritos, Janot argumentou junto ao ministro Edson Fachin, relator da Lava, que Temer desfruta de “imunidade temporária”, pois o paragrafo 4º do artigo 86 Constituição anota que “o presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções.”

    As informações são de Josias de Souza em seu blog.

    “Não é bem assim. O veto constitucional à responsabilização por crimes alheios ao exercício do mandato não impede que o presidente seja investigado. Esse entendimento foi reconhecido em despacho assinado no dia 15 de maio de 2015 pelo então ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo. Antecessor de Fachin na relatoria da Lava Jato, Teori anotou:

    ‘Não se nega que há entendimento desta Suprema Corte no sentido de que a cláusula de exclusão de responsabilidade prevista no parágrafo quarto do artigo 86 da Constituição (o presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções) não inviabiliza, se for o caso, a instauração de procedimento meramente investigatório, destinado a formar ou a preservar a base probatória para uma eventual e futura demanda contra o chefe do Poder Executivo.’ 

    Teori respondia a uma ação movida pelo PPS contra decisão que isentara a então presidente Dilma Rousseff de investigação no escândalo da Petrobras. Mas no caso de Dilma, além de invocar o texto da Constituição, Janot alegara que, naquela ocasião, não havia indícios mínimos de crime que justificassem a abertura de inquérito. E o Supremo, concluiu Teori, não poderia agir sem ser acionado. “Cabe exclusivamente ao procurador-geral da República requerer abertura de inquérito, oferecer a inicial acusatória e propugnar medidas investigatórias”, justificara-se o ministro.

    Em relação a Temer sucede coisa diferente. Ele foi mencionado em duas circunstâncias, ambas sujeitas a investigação. Numa o delator Márcio Faria, ex-executivo da Odebrecht, disse que Temer participou de uma reunião em seu escritório em São Paulo, em 15 de julho de 2010. No encontro, disse o delator, discutiu-se a troca dinheiro por favorecimento à empreiteira. Participaram também da conversa os ex-presidentes da Câmara Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha. Ouvido depois que o tema ganhou o noticiário, Temer reconheceu que houve o encontro. Disse que o interlocutor manifestara o interesse em colaborar financeiramente com o PMDB. Alegou, entretanto, que o encontro foi rápido e ‘não se falou em doação nem em obras da Petrobras’.”

  26. Xeque mate na lista do

    Xeque mate na lista do Fachin/Janot. Que lista é essa, afinal? A “repatriação” deixou Serra limpinho & cheiroso? Só UM membro do TCU? Não falo do judiciário porque não sei se eles são imunes/inimputáveis ou tem outro foro. Nenhum “jornalista”? Nenhum dono de organização “jornalística”? Não me engana, que eu não gosto

  27. A lista da chantagem com
    A lista da chantagem com timming político, visto que se aproxima iniciativas para votações de leis como o abuso de autoridade, previdência e reforma trabalhista,QUAL A DÚVIDA ?Estão dizendo “Façam o q queremos senão…”isto é tremendamente antiético e imoral,CHAMAIS ESTA LISTA DEVERIA SAIR AGORA,lembram quando Renan quis votar a lei de abuso?Não saia do JN e era mencionado os processos no STF,a Globo deturpa a nossa sociedade pq a acostuma com achincalhamento sem provas e… CHICOTE NOS NEGRINHOS Q NÃO TÊM DIREITOS NENHUM, judiciário aceite mesmo os abusos isto não é novidade em nossa história!

  28. A coisa é tão … que se faz

    A coisa é tão … que se faz mais fantástico que um romance deste gênero. Ou melhor ainda, já que o roteiro é americano, sem dúvida. A coisa, agora, é afinadamente um seriado tal qual o “LOST”.

    É a caricatura perfeita!

    É incrível que uma sociedade possa existir com esta narrativa e nesse “sistema” e, o que parece mais óbvio, o caos pelo caos parece ser a meta: a ingovernabilidade e incapacidade socio-institucional para qualquer coisa.

    E então, há seis meses o terror no Brasil reescrevia a história do país: Lula era o centro “revolucionário” de tudo; dele, a partir da objeta petrolífera nacional se expandia um plano malévolo de controlar todo o país (e o mundo!) e subjugar todos os cidadãos de bem ao império vermelho das igualdades de oportunidades sociais. Hoje/ontem/agora, esta história ganhou novos contornos e toma todavia maior força: o poder de Lula é tão grande que até as eleições dos concorrentes era por ele controlada!!!

    Fala sério!! É a ilha de LOST. Não tem xadrez, não há racionalidade possível. É uma experiência serial, um laboratório (su)real da televisão moldando e controlando a vida.

    Quando Janot publicou essas lista, o mínimo de seriedade e decência seria, desde logo e sempre, e em caso de as instituições terem sentido/racionalidade, “condenar” e despachar os vendilhões Lava-Jateiros de Curitiba. Banal!

    Seguindo LOST, no entanto, e tal qual, o seriado vai se modificando segundo sua audiência; vai criando cada vez mais fantasias e distorções para que seja mantido no ar; e vai se perdendo em si mesmo.

     

  29. Um sistema falho e velhaco

     

    Se a preconceituosa e alienada classe média tivesse metade do pavor que tem dos bandidos pobres, dos pivetes e assaltantes de rua, com toda a certeza desse mundo que a gente não teria um percentual tão alto de bandidos no Poder         – possivelmente –  80% de verdadeiros marginais investidos de políticos, ministros e magistrados, a julgar pelo divulgado pela mídia por todos esses anos.  

  30.  
    https://pt.wikipedia.org/wi

     

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Lost_(s%C3%A9rie_de_televis%C3%A3o)

     

    A trama da sexta e última temporada de Lost se baseia no confronto final entre o bem e o mal, representados pelas figuras de Jacob e de seu nêmesis, um ser que adotou a forma do falecido irmão gêmeo de Jacob e que tem a capacidade de se transformar na “Fumaça Negra”. Os agora poucos sobreviventes da queda do voo Oceanic 815 e aliados são diretamente influenciados à tomarem partido nesta batalha iminente que vai definir o futuro da ilha.

    O objetivo de Jacob é o de proteger a ilha e a luz interna (eletromagnetismo) que a mantém “viva”, portanto, recrutou candidatos ao redor do mundo ao longo de centenas de anos, trazendo-os à ilha para que um deles assuma seu posto após sua morte e continue detendo o “Homem de Preto”, que deseja apagar a luz da ilha (o que causaria sua destruição) e fugir dela, para um mundo além do oceano. Dentre centenas de candidatos escolhidos por Jacob, apenas cinco estão vivos após sua morte: Jack ShephardJames “Sawyer” FordSayid JarrahHugo “Hurley” Reyes e Katherine Austen (todos sobreviventes da queda do voo 815), cabendo a um deles, substituí-lo.

    Além de contar com o auxílio dos tradicionais flashbacks, a sexta temporada inovou com os flashsideways, eventos que acontecem numa realidade onde a ilha não existe e todos os personagens já estão mortos, relembrando das coisas que viveram juntos, na medida em que vão se encontrando. Nesta realidade pós-morte, os losties tiveram a chance de redimir os erros cometidos em vida e quando o fizeram, encontraram a paz e a luz junto às pessoas que mais tiveram importância durante as suas vidas: àquelas com quem estiveram juntas na ilha.

    O derradeiro episódio de Lost, intitulado “The End”, dividiu a opinião dos fãs da série, ao não ter dado respostas didáticas a muitos mistérios propostos ao longo de seis anos para focar apenas em seus personagens, comprovando definitivamente que Lost é uma série que fala sobre pessoas e suas diversas relações, utilizando elementos místicos e enigmáticos como meio de conduzir estas pessoas à lugares e situações diversas para que descubram mais sobre si próprio e a sua própria redenção.

  31. Vou pegar as sobras…

    Não sobrou muita coisa a dizer…Muita gente boa já disse quase tudo…

    Bom, parece um quase consenso que chegamos a uma encruzilhada civilizatória…

    Sim, companheiros e companheiras de blog do Nassif, o que acontece no Brasil é, ao mesmo tempo, causa e efeito do que ocorre do mundo, e que podemos, de forma rasteira, definir assim: 

    A viuvez do capitalismo, que era (mal) casado com a finada Democracia…

    Eu não vou advogar a tese do divórcio, como já fizeram alguns ilustres pensadores, porque divórcio ainda possibilita alguma reconciliação…

    Não há mais…

    O entrave que chegamos, com a captura absoluta dos entes do poder originário por poderes não eleitos é fatal…

    Só uma completa destituição desses poderes burocráticos (e também dos de natureza empresarial e financista), não descarto nem mesmo a responsabilização e prisão de juízes, promotores, donos de empresas de mídia, etc (caso fôssemos, de fato, mudar esse país), poderia ajudar ao começo do renascimento da Democracia sobre outras bases que não a agenda fundamentalista de mercado…

    Junto com essa radical extirpação de juízes e promotores e da elite parasita desse país, tentaríamos um novo arranjo constitucional (que por razões óbvias, não poderia emergir desse sistema representativo capturado), onde deveria haver, dentre outras mudanças estruturais (tributos, direito a propriedade, etc), uma extrema modificação do direito à comunicação, dando ao Estado o que é do Estado: o poder de definir qual formato de comunicação social é melhor ao país…

    A iniciativa privada e a desregulada liberdade de imprensa (que na verdade, só pe liberdade dos patrões e seus lacaios assassinarem reputações impunemente) falharam clamorosamente, no Brasil e no mundo…mas aqui  a coisa assume contornos ainda mais graves…

    Nunca teremos um Inquérito Levenson (série de investigações que levou diretores e tubarões como Murdoch a inquirições impensáveis no Brasil, mas que aconteceram na LIBERALÍSSIMA Inglaterra)…

    O precisamos senhores, é de uma revolução…

    Violenta? Não sei, mas não tenho dúvidas de que um pouco de sangue correndo na direção certa não nos faria mal, já que estamos a sangrar pretos e pobres sem o menor pudor há séculos…

    Não se assustem, ela pode estar ali na esquina da História, depois da encruzilhada na qual estamos encalacrados…

    Semana passada (ou na antepassada, não me lembro) li um ótimo texto de um articulista da Carta Capital (Antonio Costa), sobre a revolução de março e depois de outubro na Rússia…

    Confesso que tive acesso a dados cujo teor já desconfiava, mas a preguiça não me permitira ir além para investigar…

    Os movimentos populares russos foram totalmente avessos e sem controle das vanguardas partidárias (totalmente sem orientação das lideranças oposicionistas), provocados por ações desastradas da monarquia Romanov, que iam desde uma fome colossal agravada por um dos invernos mais rigorosos até então, o cruel esforço de guerra e massacres policiais utilizados para conter as revoltas…

    Com esses ingredientes, o caldo entornou, e o resto foi História: primeiro um governo meia-boca reformista, tentando mediações menos extremas, depois os bolcheviques enxergando e aproveitando das fraquezas do governo provisório, e aí sim, dirigindo as vanguardas rumo a vitória final…

    A prisão de Lula cairia como uma luva como estopim…mas eu acho que eles sabem disso, por isso cagam nas calças para executar aquilo com que vem sonhando desde 1980…

     

     

  32. visão do momento

    Lendo a coluna “xadrez” do Nassif e acompanhado o golpe hoje, para mim, quatro nomes concorrem para serem eleitos:

    indiretamente: Gilmar Mendes e Nelson Jobim – do judiciário; Álvaro Dias do parlamento;
    diretamente (nos moldes do epicentro do golpe): Álvaro Dias, Marina Silva e talvez Dória.

    Sim, Álvaro Dias para mim concorre nas duas linhas. 
    O referido senador se movimenta com afinco e é do Paraná – é importante observá-lo com mais vagar. 

    • Concordo com tudo, menos com

      Concordo com tudo, menos com a ideia de que a aristocracia deu lugar à burguesia. Houve muito mais “continuidades” entre aristocracia e burguesia do que “rupturas”…

  33. Chegamos a 100 anos. E subindo!

    Comentário ao post “Aloysio, agora no Itamarati, já disse que Trump “é o que há de pior”, de 02.03.2017: 

    Acaba de aumentar para 50 anos

    O tempo que vai levar para a recuperação da imagem do Brasil no exterior. Até hoje cedo, estava em 40 anos. Até a Páscoa, fechamos em um século. 

    Com toda água que já passou por debaixo da ponte desde então, e que ainda vaia passar até domingo, fechamos em 100 anos. E subindo. 

     

  34. Errata, Nassif: quem realmente “pariu Mateus”

    (da parte 2 deste post)

    >>E o país será governado pela Rede Globo e por corporações públicas, com a destruição final das políticas sociais, o desmonte da Previdência, a criminalização da política e dos movimentos sociais.

    Tá errado, Nassif!

    Por trás “da Globo” e das “corporações” estão o “Mercado” (transnacional e agentes locais) e o “Império”.

    A correia de transmissão?

    – A Miriam (“que literalmente pariu ~Matheus~”) Leitão / Globonews / CBN.

    *

    (1) Novelização, em capítulos, já saturou… que sono!

     

    *

    link:

    http://www.romulusbr.com/2016/12/estado-brasileiro-na-encruzilhada-ja.html?spref=fb

    *

    (2) Dia seguinte: “sutileza” e tática da cenoura e do porrete

    *

    Fábula da ascesão do nazismo é faca de 2 gumes, Nassif!

     

  35. Impressionante como Nassif
    Impressionante como Nassif escreve cada vez melhor. Um dos poucos jornalistas dignos de serem chamados de jornalista, dá gosto ler. Sua clareza na escrita é decorrência simples do compromisso com a verdade. Um mal escritor/jornalista é, quase sempre, simplesmente desonesto. É uma pena que toda a população brasileira não possa ler os textos deste site. Também é uma pena que metade, se lesse, nem os entenderia direito, graças à ‘maravilhosa’ ‘educação’ que temos neste país – há anos ela (ou a ausência dela) rende frutos e dividendos para os opressores. Uma observação: é triste ver mais um país – o meu – como que caminhando para a cova quando podia contribuir para tornar o mundo mais diverso e rico. O mundo está cada vez mais se tornando um mix de pesadelo Orwelliano (terceiro mundo) e Huxleyano (primeiro mundo), enquanto o Brasil vai desaparecendo, relegado à mediocridade e aos escombros, junto com outras nações. Como lutar contra essa marcha, que já tem pelo menos uns dois séculos e meio e forças poderosíssimas por trás, que já derrotaram tanta gente boa, forte e digna ao redor do planeta, usando de chantagens, tramóias, mentiras, infâmias, assassinatos, guerras?  É de desesperançar, é de optar pelo niilismo, pelo conformismo mais absoluto, ainda mais quando mesmo escrever qualquer coisa minimamente crítica, está cada vez mais arriscado e censurado (claro que sempre foi em alguma medida, mas está ficando pior, até “likes” já deram problemas a pessoas! pra onde estamos indo?). No momento, como qualquer um que tenha mais de dois neurônios, temo pelo futuro deste planeta. Quanto ao Brasil, temo a chegada de alguma liderança autoritária que faça disso aqui um inferno Filipino em larga escala. Depois, com o país mais em frangalhos do que nunca esteve – social e economicamente -, quem sabe alguma invasão ‘pacificadora’ para nos ‘salvar’? É mais provável que nada disso ocorra (eu ando altamente paranóica aliás). Pode até ser que o país volte a ‘crescer’ um pouco como prêmio de consolação por ter ARRUINADO boa parte de seu parque industrial, público e privado. Mas… há sempre a possibilidade de que o pior nos aguarda. O inferno nunca foi o limite, ainda mais no terceiro mundo. de todo modo, espaços como este me dão alguma esperança de que nem tudo está perdido ainda. há pelo menos alguns de nós conscientes do que está acontecendo. talvez isso seja algo. não sei.

    • Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

      -> é de optar pelo niilismo, pelo conformismo mais absoluto, ainda mais quando mesmo escrever qualquer coisa minimamente crítica, está cada vez mais arriscado e censurado (claro que sempre foi em alguma medida, mas está ficando pior, até “likes” já deram problemas a pessoas! pra onde estamos indo?).

      lembrei-me de vc.

      “Um é tão grande como o inimigo que escolhe lutar e um é tão pequeno quão grande seja seu  medo”

      México: Mulheres Zapatistas gritam “Fuck Trump!” em abertura de evento

      EZNL chamou Temer e Macri de psicópatas e corruptos: “Sempre dispostos que outros morram e que eles cobrem”.

      .

      • bom, se a coisa piorar muito

        bom, se a coisa piorar muito – mas muito mesmo -, a covardia deixa de ser uma opção. quando a civilização acaba, ou você cria coragem, ou desiste de qualquer sobrevida… 

        mas eu admito, ainda torço para que o Brasil pare com mais essa descida ao inferno. menos sofrimento humano é melhor. embora, no fundo, as esperanças sejam mínimas.

        • Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

          -> talvez você tenha razão, talvez não. 

          poderia fornecer inúmeros dados técnicos. vou apenas falar da vida vivida. a experiência absolutamente pessoal.

          nos últimos 12 anos divido meu tempo entre o Rio e um sítio na Serra da Mantiqueira, sul de Minas, região das águas minerais. as primeiras Semanas Santas aqui foram de um frio europeu. de uns anos prá cá, fico de bermudas o tempo todo. algo inconcebível no passado, quando era até preciso usar roupa térmica. sem falar na água, a região tem um dos maiores recursos hidrominerais do mundo, e as minas e córregos secando. (p.s.: sei que são dois processos diferentes, mas só prá dar noção `da gravidade da situação).

          -> o que mais me desagrada nessa teoria são suas implicações políticas e econômicas para as nações do terceiro mundo

          vc está tendo uma abordagem conservadora da questão. veja como a Constituição do Equador conseguiu equacioná-la bem, inclusive tornando constitucionais os Direitos da Natureza.

          a ninguém pode interessar mais superar o fosso entre economia e ecologia do que a nós, os pré-bárbaros e pós-civilizados: os terráqueos. o povo de Gaia.

          assunto super pertinente, mas impossível de ser melhor desenvolvido aqui neste comentário.

          -> bom, se a coisa piorar muito – mas muito mesmo -, a covardia deixa de ser uma opção.

          a covardia nunca é uma opção. nem na política e muito menos na vida pessoal. como diria uma grande amigo meu: a vida é inclemente com os covardes.

          .

  36. Nassif: XEQUE!

    O seu xadrez e o dos leitores partem das peças nacionais. Não as tenho acompanhado. Alguns somente agora entram lentamente no campo da Geopolítica, apesar de os seus sinais serem como o Sol (ok: é o meu hobby predileto; ok: não sou o único). Bom. Antes, vamos aos sinais deste milênio.

    1. A revolução (?) de centro-direita, digamos (“esquerda” seria um termo um pouco exagerado num país de estamentos, sem classes sociais, como o nosso), a revolução no Cone Sul começou a ser atacada por neoplasmas. Eles acometeram apenas os líderes. Então eu disse que visitar aquela casa, branca, não seria aconselhável: poderia piorar os tumores.

    2. Daí veio a Guerra Híbrida (as Primaveras Sem Povo) tombando os “esquerdistas”. Não tivemos a sorte de eles serem derrubados através de eleições: aqui também foram paraguaiamente. (Obs.: Não conheço eleições mais “democráticas” que as americanas. Acho até que é mais fácil haver eleições democráticas na Arábia Saudita que lá. E esse revezamento entre elefantes e burros me irrita imenso. Vamos colocar um burro daqui a quatro anos para, pelo menos, disfarçar, senhores. Afinal, isso pouco importa.)

    3. Não houve coincidências. É notável como o script é sempre o mesmo. O Departamento de Estado deveria elaborar mais receitas, pois apenas uma nem sempre agrada a todos.

    4. Mídia, mídia, mídia. Vamos pular essa parte. Não conheço mídia nacional feita apenas com reais e sem dinheiro do “governo” (aqui sempre no sentido maquiaveliano). As “famílias” apenas detém nos Cartórios o que os estrangeiros não podem ter diretamente. Num planeta onde todas as mídias convergem numa única pós-verdade, não me parece haver coincidências, novamente. E o dinheiro que essas famílias têm são delas, não de suas empresas. Aquelas, jamais falirão; estas tendem a se transformar num único império orwelliano. (Logo [repito comentários de anos atrás], não se iludam com a pseudo-democracia da internet, onde os jovens blá blá blá… e nem com a queda deste grupo ou daquele.) [Nota: as aspas são singelas homenagens à Máfia.]

    5. E registros cartoriais não são exclusividade da mídia: aqui vamos de soja a galinhas e bois. E cervejas, né? O Macri nem precisava ter dado o Guarani (o aquífero, porque o time ninguém quer). Aliás, tudo isso também vai fazer parte do império orwelliano: democracia, Mercado são bobagens que nunca existiram.

    6. Repito os próximos lances, como escrevi aqui em 17/03 (reparem a data: opiniões no mesmo sentido vieram depois, modéstia parte).

    7. “A lista do Jaja será executada sim. E principalmente com os tucanos, creiam-me. Sobrará apenas o STF para ocupar o Executivo. E Jaja: ele não é o maestro, quiçá o spalla. O maestro é o Supremo Presidente Supremo dos Três Poderes.”

    8. “Então haverá eleições fakes: PSGA versus PIDP, novos partidos criados ex-nihil (sem povo” [Esses yankes… O problema do alimento é que ele dá consciência… Que combate à fome que nada]). E o nosso País? Tudo do mesmo jeito: continua tudo pertencendo a quem sempre pertenceu: aos amigos do Careca, que nunca quis bombas nas nossas cacholas. Sempre certo, ele. E nunca compreendido e respeitado: temos todos de nos redimir!

    9. “Mas… que bombas??? Sim. Vamos ao último problema: a Jararaca. E também já disse que O Cara deveria estar lá tomando vodka com o Snowden e não entendo por que ainda não está.” Ora, quantos líderes não operaram do exílio? Bem. A Jararaca e o Huguinho (o do oil, não o da Palmirinha) exigem, também, combater os “terroristas”. Vamos lá.

    10. Eu poderia dizer que, até aqui, apareceram algumas opiniões parecidas a essas. Exceto, talvez, quanto à tucanada. Mas os próximos lances do xadrez ainda não foram vislumbrados pela maioria. E eu os tenho repetido aqui e alhures. Também estão lá, em 17/03.

    11. Quando o que chamamos hoje de “guerra-híbrida” não demove os ocupantes do Poder, é necessário voltar ao Clausewitz. Seja a guilhotina dos sans-cullotes ao impeachment dos coxinhas. (Ahhh, quão formidável é o progresso da Civilização!) O que acontecerá aqui pode ser pior que o que ocorreu com o Huguinho. Lá ocorreu um movimento de massas espontâneo. Que foi combatido com a queima de alimentos e assassinatos de manifestantes (os tais dos “terroristas”). E tudo, naquela pós-verdade, foi para a conta do Huguinho. Como o primeiro ataque, o neoplasmático, funcionou, as coisas pararam por aí. O povo de lá perdeu (gosto de pleonasmos).

    12. Aqui, temos o Fator De Gaulle. Desta vez o script está atrasado e as reformas ainda não foram feitas porque a languidez do calor nos Trópicos está impedindo, novamente, que a turba se revolte. Verdade. Se não se revoltarem logo, teremos outra vez a criação, vinda de fora, de movimentos coxinhas. Pedindo as mesmas coisas que pedem: fora!, fora!, fora! A eles juntar-se-ão os vermelhos. Mas, agora, creiam-me, ambos do mesmo lado. (Nota: não. Não leio o poeta: é só sarro.)

    13. Isso, os movimentos de massa, é necessário para assassinar os “terroristas” que estarão infiltrados no “povo”. (Hummm, confuso, né?) Mote para atirar no target. (Que deveria estar tomando chá com o Snowden.) Afinal, tem gente esperando para trabalhar desde 11 de janeiro do ano passado. Veja que o termo “terrorista” significa pouco hoje em dia. (Eu sempre acho que é só o Grande Satã, mas, enfim.)

    14. E as bombas??? Depois de tudo isso e se ainda houver resistências, entrará a Quarta Frota (quer dizer, ela já entrou: está ali, ó). Digo, ela entrará em ação. E tenho dito: prefiro qualquer coisa à sirialização.

    15. As bombas seria o melhor final, diz o script. Pois a dizimação terá de ocorrer décadas antes do previsto. (De quem? Dessa gente, que polui o “nosso” planeta. E ainda com sacolinhas de hipermercados! [Perdão: senso comum me irrita deveras.])

    16. Xeque: parece que não importa muito o que acontece com as supostas “instituições” nacionais, públicas ou privadas.

     

     

     

     

     

  37. Os donos do poder

    Todas as metáforas viraram gatinhos frente a ferocidade do real. Mar de lama, repúbica do dinheiro, relações promíscuas do público e privato, arcana imperii. É preciso volrar ao jovem Marx e sua crítica ao estado burguês. Os valores da filosofia foram descartados na real política maquiaveliana. Não existe transcendência apenas o insustentável peso do real. O estado é apenas um espaço de disputa do erário comum. A política, a governabilidade é comandada pelos donos do poder e do dinheiro.Eestá na hora de uma revolução republicana.     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome