Algumas boas notícias com algumas não tanto do CoVid-19, por Rogério Maestri

Países como a Itália, não tomaram providências a tempo e o pico dos doentes não pode ser atendido corretamente.

Algumas boas notícias com algumas não tanto do CoVid-19

por Rogério Maestri

O gráfico abaixo mostra a variação ao longo do tempo dos casos chamados ATIVOS, onde o vírus está ativo na China.

Ou seja, os chineses depois de atingir um pico de quase 60.000 pessoas doentes ao mesmo tempo e tiveram 71.737 onde 66.913 (95%) foram curados ainda existem 7.511 em condições médias e 3.226 em condições severas ou críticas, morrendo 3.199 pessoas.

Já diversos países ultrapassam a China nos números relativos de mortes. Provavelmente uma imensa parte dos chineses que ainda estão infeccionados terão um tratamento com maior intensidade e a taxa de mortalidade deverá cair muito.

Países como a Itália, não tomaram providências a tempo e o pico dos doentes não pode ser atendido corretamente.

Para o Brasil, não há notícias alarmantes neste momento, porém isto é só uma questão de tempo, estimo que logo após a Pascoa estaremos na pior situação, porém esta será a última notícia específica sobre o Brasil que transmitirei, pois venho tentando advertir a todos num pequeno Canal do YouTube há mais de um mês, desde que em 29 de janeiro publiquei um vídeo sobre o meu temor sobre a incapacidade deste governo gerir qualquer crise, e para a pior dos últimos 90 anos temos o pior governo dos últimos 500 anos, o vídeo se chama “ Coronavirus e um Estado sendo desmontado pelo governo Bolsonaro. O que nos espera?

Vou continuar, enquanto que for necessário sobre a próxima crise, quem tiver curioso que acompanhe os próximos vídeos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora