Amazonas tem vacinação paralisada com erro do Ministério da Saúde

O Amapá receberia 2,8 mil doses, mas obteve 78 mil doses da AstraZeneca. Já o Amazonas recebeu menos de 2% do que deveria.

Agência Brasil

Jornal GGN – O Ministério da Saúde errou e trocou a quantidade de doses de vacinas contra a Covid-19 enviadas ao Amazonas e ao Amapá, nesta quarta-feira (24). A pasta, capitaneda por Eduardo Pazuello, admitiu o erro.

O general, que teria o setor de logística como sua especialidade em suas funções militares, emitiu uma nota confirmando o erro. “O Ministério da Saúde informa que o Amazonas e o Amapá receberão, ainda esta madrugada, as quantidades de doses corretas reservadas aos estados nesta quinta etapa de distribuição de vacinas.”

O erro foi identificado pelo estado do Amapá, que receberia 2,8 mil doses, mas obteve 78 mil doses da AstraZeneca. Já o Amazonas recebeu a quantia destinada ao outro estado, ou seja, menos de 2% do que deveria.

Os imunizantes chegaram na tarde desta quarta (24), após um lote de 3,2 milhões da vacina desembarcarem no Brasil no dia anterior.

A remessa da AstraZeneca era a maior quantidade esperada pelo estado em crise sanitária. Isso porque 42 mil doses também serão enviadas da produção da CoronaVac, pelo Instituto Butantan.

Hoje, a capital do estado, Macapá, tem o programa de vacinação paralisado nos postos de saúde, aguardando o recebimento das doses e retomar a imunização dos grupos prioritários, principalmente idosos, ainda na faixa de 83 anos ou mais.

Os demais idosos ainda não foram contemplados pela quantidade dos imunizantes que foram destinados ao Amazonas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora