Barros não foi a evento de vacinação com Queiroga, nesta terça

Ex-ministro da Saúde é apontado como um dos beneficiários de esquema de corrupção que o teria favorecido em R$ 296 mil por mês

Jornal GGN – Ex-ministro da Saúde e apontado como um dos beneficiários de esquema de corrupção que o teria favorecido em R$ 296 mil por mês, o deputado líder do governo Ricardo Barros (PP-PR) não compareceu a um evento de vacinação, em Foz do Iguaçu, no Paraná, no qual tinha agenda, nesta terça (20).

O nome de Barros apareceu nos documentos da CPI da Covid, que agora investiga as relações da empresa VTCLog com a pasta, que foi comandada pelo deputado durante o governo de Michel Temer.

O evento que ocorreu no reduto eleitoral de Barros contou com a participação do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e Barros negou que sua ausência, de última hora, se deve às acusações levantadas pela CPI da Covid no Senado, como a compra da Covaxin.

Em nota à reportagem de O Globo, Barros disse que “não há constrangimento” e que “nada” deve.

Foi Barros quem solicitou à pasta do governo Bolsonaro o envio de imunizantes e remédios para barrar o avanço da pandemia na fronteira do Brasil com Argentina e Paraguai.

“O trânsito dos cidadãos de países vizinhos pode trazer e levar doenças. Por isso, o controle sanitário é necessário para que consigamos ter uma promoção em saúde em padrões que desejamos para o Brasil e para os nossos irmãos da América do Sul”, disse Queiroga no evento.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome