Bolsonaro suspende compra de seringas até que preços ‘voltem à normalidade’

"Estados e municípios têm estoques de seringas para o início das vacinações, já que a quantidade de vacinas num primeiro momento não é grande", escreveu o presidente no Facebook.

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quarta-feira, que o Ministério da Saúde suspendeu a compra de seringas até que os preços ‘voltem à normalidade’. Ele também jogou a bola para os estados e municípios, dizendo que eles têm estoques de seringas suficientes para o início da vacinação contra a Covid-19.

Nas idas e vindas do Ministério da Saúde por seringas e agulhas, só fracassos na tentativa de garantir um número suficiente para imunizar a população. Dos 331,2 milhões pretendidos, a pasta só conseguir garantir a compra de 7,9 milhões de unidades. As empresas disseram que o governo estava pagando preços abaixo dos praticados no mercado.

“Como houve interesse do Ministério da Saúde em adquirir seringas para seu estoque regulador, os preços dispararam e o MS suspendeu a compra até que os preços voltem à normalidade. Estados e municípios têm estoques de seringas para o início das vacinações, já que a quantidade de vacinas num primeiro momento não é grande”, escreveu o presidente no Facebook.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora