Coronavírus: Com aumento de casos e mortes, Itália estuda restrições mais rigorosas

No sábado, a Itália ultrapassou a Grã-Bretanha como o país europeu com o maior número de mortos.

Agência Brasil

Jornal GGN – A Itália está considerando restrições mais rigorosas ao coronavírus em todo o país durante o feriado de Natal e ano novo, informa a Reuters.

Depois que algumas restrições impostas no mês passado foram amenizadas, multidões de compradores se aglomeraram em muitos centros da cidade no domingo, enquanto o país relatava 484 mortes relacionadas ao coronavírus.

No sábado, a Itália ultrapassou a Grã-Bretanha como o país europeu com o maior número de mortos.

O governo poderia decidir colocar o país sob as chamadas regras de bloqueio de “zona vermelha” de 24 de dezembro a pelo menos 2 de janeiro, estendendo o toque de recolher noturno, proibindo movimentos não essenciais e fechando lojas, bares e restaurantes nos fins de semana e feriados, com a exceção para aqueles que vendem bens essenciais, informou a mídia italiana.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora