Coronavírus: OMS alerta que isolamento só deve acabar quando surto for controlado

Entidade divulgará estudo com medidas para redução da quarentena; diretor-executivo destacou que máscaras só são eficientes com estratégia integrada

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS). Foto: Reprodução

Jornal GGN – Os países só devem reduzir a estratégia de isolamento social quando a transmissão do novo coronavírus estiver controlada, de acordo com pronunciamento do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante entrevista coletiva.

Segundo informações do jornal O Globo, o representante da OMS afirmou que a entidade vai divulgar nesta terça-feira (14/04) um novo parecer estratégico para ajudar na tomada de decisões diante da pandemia, e inclui os seis critérios para os países que consideram abrandar as restrições – que, entre outros pontos, inclui o controle da transmissão e que as capacidades do sistema de saúde possam detectar, testar, isolar e tratar todos os casos, além de rastrear todos os contatos.

Tedros Adhanom também apresentou o que se sabe a respeito do vírus, como fato de a Covid-19 ser dez vezes mais mortal ante a pandemia de gripe H1N1 de 2009, e que o vírus se espalha rapidamente em locais com alta densidade populacional. E ressaltou que, em alguns países, o registro de casos dobra a cada três ou quatro dias.

Além disso, o diretor-executivo do programa de emergências da OMS, Michael Ryan, declarou que o uso de máscaras como forma de proteção só é eficaz se fizer parte de uma estratégia abrangente, que inclui estratégias de testagem, isolamento e tratamento de casos, higiene das mãos e educação de comunidades. E ressaltou que o uso da máscara não substitui o isolamento social.

Leia Também

Tendência de isolamento social desacelera no Brasil

Coronavírus: Para conter propagação, Netanyahu anuncia ‘lockdown’ em Israel

Como o coronavirus está mudando o conceito de segurança nacional

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora