Coronavírus: órgão de saúde europeu pede novas restrições

Contudo, Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças afirmou que escolas só devem fechar em último caso

Jornal GGN – A Europa precisa manter ou intensificar os procedimentos relacionados à Covid-19 – como confinamentos e toques de recolher – para evitar mais avanços nos registros de casos e mortes ligados ao coronavírus, segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC).

Ao mesmo tempo, a fadiga pandêmica (desmotivação para seguir as medidas de proteção recomendadas, que já é vista no Brasil com alguma frequência) parece avançar pela Europa, e o ECDC alerta para que o assunto seja “abordado com urgência para evitar novas ondas de infecção”.

Em documento que avalia o risco de pandemia da covid-19, a instituição responsável pelo controle de saúde da União Europeia diz que as escolas só devem ser fechadas em último caso.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o ECDC diz que não se sabe o quanto as novas variantes da covid-19 podem aumentar a gravidade da pandemia e reduzir a eficácia das vacinas já produzidas, e pediu o aumento da capacidade de sequenciamento para identificação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora