Covid-19: Com sistema colapsado, hospitais em SC recomendam ivermectina e cloroquina

As drogas, no entanto, são ineficazes contra a doença e podem agravar os quadros clínicos dos pacientes com Covid-19, conforme apontado por estudos científicos feitos ao redor do mundo

Divulgação

Jornal GGN – Em meio ao agravamento de casos e mortes pela Covid-19, o sistema de saúde de Santa Catarina colapsou nas últimas semanas, hospitais do estado não tem mais vagas de leitos de UTI e pacientes diagnosticados com vírus são orientados a fazer o uso de medicamentos como ivermectina e cloroquina. As informações são do Uol. 

As drogas, no entanto, são ineficazes contra a doença e podem agravar os quadros clínicos dos pacientes, conforme apontado por estudos científicos feitos ao redor do mundo. 

A reportagem de Matheus de Moura traz relatos de desespero por todas as unidades de saúde em Florianópolis, a capital do estado. Em um dos casos, um casal infectado pelo vírus rodaram as unidades de saúde sem conseguir atendimento.

“Ana Paula Juttel, 40, se aninhava nos ombros do marido. Sua debilidade estava entregue na voz fraca e miúda. O corpo doía muito — em especial as juntas e o couro cabeludo. A febre a dominou na mesma madrugada, surrupiando-lhe o sono, cansaço nítido nas olheiras profundas. Chegou àquele banco após se infectar pelo companheiro, que por sua vez adoeceu na quinta feira (25), e assim começou uma odisseia entre hospitais das cidades vizinhas de Florianópolis: Palhoça, onde residem, e Santo Amaro da Imperatriz, contígua”, diz o texto.

“O casal saiu de casa às 17h, rodou por diferentes unidades de saúde e só alcançou algum atendimento no Hospital Florianópolis por volta das 22h. Pelo menos, não esperaram mais do que 40 minutos entre chegada e atendimento. Na receita dada ao marido, constava hidroxicloroquina e ivermectina — o kit-covid alardeado pelo governo cuja eficácia não foi comprovada pelos cientistas”, continua o texto.

Em junho passado, o governo de Santa Catarina distribuiu hidroxicloroquina aos municípios. O remédio compõe o kit receitado em diferentes unidades de saúde. Segundo a secretaria de saúde do estado encaminhou “a cloroquina 150mg é disponibilizada pelo Ministério da Saúde e distribuída aos Estados que, por sua vez, distribui aos municípios e hospitais com leitos para tratamento de covid-19, tanto públicos quanto privados. Santa Catarina já realiza a distribuição aos hospitais desde abril e, aos municípios, a distribuição iniciou no mês de julho”.

A reportagem ainda traz o relatos de médicos da linha frente, que estão exaustos pela situação, além de relatos de outros pacientes.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora