Depois de falar em “virar jacaré”, Bolsonaro diz que poderá tomar vacina

Em dezembro, Bolsonaro disse que não tomará a vacina contra o novo coronavírus e alegou, sem embasamento científico, efeitos colaterais

O presidente Jair Bolsonaro defendendo uso da cloroquina contra Covid-19 - Foto: Facebook/Jair Messias Bolsonaro

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro admitiu que poderá tomar a vacina conta a Covid-19. “Se eu resolver tomar, porque no que depender de mim é voluntário, eu tomarei”, disse.

Em dezembro, Bolsonaro disse que não tomará a vacina contra o novo coronavírus e disse, sem embasamento científico, que eventuais efeitos colaterais podem ser provocados pela vacina, como “virar jacaré e Super-Homem” e “nascer barba em mulher ou algum homem começar a falar fino”.

A fala na noite desta sexta (05) foi feita em conversa com apoiadores. O mandatário disse que será sua decisão “voluntária” e que está “imunizado” porque já teve “o vírus vivo”.

“Eu já tive o vírus vivo, então estou imunizado. Deixa outro tomar a vacina no meu lugar. Lá na frente, lá na frente, depois que todo mundo tomar…”, disse agora.

A declaração é desinformada, segundo cientistas. Isso porque presidente foi diagnostigado com a doença em julho do ano passado, o que não garantiria a imunidade contra novos contágios por tanto tempo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora