Diretor da OMS é incisivo: “abrir mais leitos não é suficiente”

Em entrevista, Michael Ryan lamenta situação do Brasil e diz que sistema de saúde seguirá “transbordando” caso trajetória de casos siga em alta

Michael Ryan, diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS). Foto: Reprodução

Jornal GGN – Abrir mais leitos hospitalares não é uma medida suficiente para combater a pandemia de covid-19, na visão do diretor-executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan.

“O seu sistema de saúde ficará transbordando se a força da infecção, se a trajetória dos casos estiver aumentando. E o seu sistema não pode cobrir hoje e certamente não irá cobrir amanhã se essa pressão continuar no sistema. Então, sim, é sempre bom fortalecer a capacidade da saúde, é sempre bom conseguir abrir mais leitos e transferir trabalhadores da Saúde para áreas com menos pressão para ajudar equipes em outras áreas. Tudo isso é bom, mas só isso não é suficiente”, afirmou Ryan em entrevista na última sexta-feira, segundo o jornal Correio Braziliense.

Ao comentar a situação do Brasil, Ryan apenas lamentou. “A situação no Brasil melhorou em algumas áreas, e em outras não. Eu não acho que tenha havido um momento no último ano em que alguma parte do Brasil não tenha sido profundamente afetada por essa pandemia. É muito difícil e nós deveríamos tirar um momento para mostrar solidariedade ao povo brasileiro e prestar a assistência necessária para que eles lidem com essa doença. Mas novamente, o Brasil é um país muito capaz e tem várias instituições científicas e de saúde pública fantásticas”, afirmou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora