Frente em Defesa do SUS é lançada em Brasília

Da Conferência Nacional de Saúde

 
Na manhã desta quarta-feira (10.11), entidades da sociedade, parlamentares e gestores participaram da adesão ampla à Frente em Defesa do SUS – AbraSUS, na sede do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em Brasília.

“Na atual conjuntura é importante construirmos pontes para o fortalecimento da democracia”, diz Socorro de Souza, presidenta do CNS. Ela alertou sobre a necessidade de pautar ações de defesa da democracia, no Congresso Nacional. “É preciso que a sociedade se mobilize também para o Congresso, as pautas devem ser ecoadas com grande mobilização social”, ressalta.

O CNS articula a criação da Frente, que está materializada em documento assinado pelos Conselhos Estaduais de Saúde do Ceará, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Goiás, São Paulo e Bahia, além das entidades que compõem e que apoiam do CNS. Estiveram presentes o prefeito da cidade de Fortaleza, Roberto Cláudio, o presidente do Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems), Mauro Junqueira, o secretário executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Jurandir Frutuoso. Participaram e aderiram também os deputados Odorico Monteiro, Chico Lopes, Jorge Solla, Raimundo Gomes, a relatora da PEC 01/15, Carmem Zanotto, Erika Kokay, entre outros.

Para Mauro Junqueira, é preciso que a sociedade esteja atenta com o que vem ocorrendo na Câmara Federal. “Há uma diminuição dos recursos para a saúde e isso é muito grave, precisamos estar juntos, os prefeitos devem ter um posicionamento forte para a não diminuição dos recursos”, diz. Mauro destaca a importância da frente na garantia de recursos para a saúde. “Esse movimento tem que se intensificar e fortalecer, principalmente na 15ª Conferência Nacional de Saúde, um momento crucial para a defesa do SUS”.

O deputado Odorico Monteiro (PT/CE), falou sobre a conjuntura no Congresso que mobiliza cada dia mais o empenho da sociedade civil para a garantia dos direitos. “É importante a mobilização social para que possamos garantir conquistas. Estamos empenhados para ampliar o debate sobre a 15ª Conferência na Câmara,  para isso, será realizada uma sessão solene e um seminário sobre sistema comparado de saúde. A sociedade deve se sentir parte do SUS”, diz.

O prefeito de Fortaleza, que também representou a Frente Nacional dos Prefeitos, enfatizou a importância do financiamento do SUS. “Não conseguiremos avançar nas propostas de novas fontes de financiamento do SUS, se não tivermos uma estratégia geral”, diz. Para Roberto Cláudio a criação da CPMF deve ser criada, desde que os recursos sejam destinados, exclusivamente para a saúde e que atenda os estados e os municípios.

O presidente da Contag, Alberto Broch, declarou o apoio de sua organização para o grande ato, previsto para acontecer no dia 01 de dezembro, na abertura da 15ª Conferência. “O momento é oportuno para pautar e enfrentar o fortalecimento dos direitos fundamentais que é a conquista do SUS”, diz.

A atividade de adesão da Frente em Defesa do SUS acontece até às 16 horas, onde será realizada uma análise de conjuntura do momento atual na defesa do SUS.

Por Mariana Moura, do CNS

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora