GGN Covid América Latina: uma segunda onda fatal na América Latina

O caso mais emblemático é o do Chile. Um dos campeões de vacinação no mundo, o Chile sofreu um aumento drástico nos novos casos de Covid.

Não foi por falta de eficácia da vacina Coronavac. Estudos da Universidade do Chile mostraram uma eficácia de 56,5% no caso de aplicação das duas doses. Para apenas uma dose, a eficácia caia drasticamente para 3%. Até agora, quase 40% da população recebeu a primeira dose.

Uma das explicações é o aparecimento de cepas mais virulentas, especialmente a P1 brasileira. Mas o motivo mais óbvio parece ter sido o relaxamento das medidas de saúde pública, especialmente o distanciamento físico e o uso de máscaras.

Já há estudos para a aplicação de uma terceira dose da vacina.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora