GGN Covid Brasil: óbitos caem, mas casos resistem, com suspeitas de 3a onda

Em relação aos casos, 16 estados registraram queda drástica na média diária semanal, em relação a 7 dias atrás. A média diária ficou em 2.087, longe dos 3.124 do pico de 12 de abril, mas ainda em patamares bastante elevados.

O gráfico da média dos últimos 7 dias deixa nítido essa queda.

O mesmo não ocorre com a média de casos. Houve um aumento de 0,5% em relação a 7 dias atrás e de 8,8% sobre 14 dias atrás. No gráfico dos últimos 7 dias, percebe-se uma resistência em continuar caindo. No balanço por regiões, Sul (+9,4%) e Nordeste (15,7%) puxam a média para cima.

Há uma defasagem entre aumento de casos e óbitos. As inflexões de casos ocorrem antes dos óbitos. Por isso, há o receio de que a queda de óbitos reflita o esgotamento da segunda onda, e o aumento de casos possa ser indício de terceira onda.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora