Limitar e interagir, metas fundamentais para 2018, por Matê da Luz

Limitar e interagir, metas fundamentais para 2018

por Matê da Luz

Eu, sempre esponja, acreditava que era dicotômico aplicar ambas as atividades: limitar e interagir. Hoje, quase 40 anos depois de existir nesse mundo aqui, que há de ser de aprendizado, posso afirmar que aprendi por A+B que não, limitar e interagir pode ser uma das receitas mais saudáveis para viver bem em diversas esferas. 

Limitar: falar não, compreender minhas aptidões a serem desenvolvidas, conhecer aquelas operacionalidades para as quais não possuo a mínima tendência; saber onde doem as tensões, saber pra onde quero ir, recordar de onde vim. Cortar relações me fazendo de avoada, sem muita explicação, apenas porque não sou obrigada a sustentar relacionamento algum – algumas premissas para qualificar as interações que fazem parte das resoluções mais relevantes deste ano que mal começou. 

Interação com qualidade significa saber onde investir tempo, afeto, palavra. Interação de qualidade sempre traz algo pra perto, porque promove troca – diversa, energética, positiva. Sim, a gente precisa aprender a perder, precisa exercitar empatia e doação, mas acho que todos estes conceitos são abstratos demais se a gente se desloca do compromisso básico de manter a mente sã e o coração tranquilo nosso de cada dia. 

Claro, tenho mágoas e mais mágoas a serem soltas, machucados e feridas que insistem em atormentar minhas noites de sono e uma ansiedade que, agora, vem interferir na relação mais gostosa que cultivo, tentando prejudicar as férias em família mais esperadas dos últimos tempos. Mas, em contrapartida, tenho aspirações enormes e tão simples quanto vivenciar a tranquilidade e a leveza na rotina e, sei, sei muito bem, que este tipo de experiência é prática, quer dizer, não vem de uma ou duas resoluções e simplesmente se mantém: é preciso compromisso para que perdurem.

Assim, colocar limites e interagir com qualidade são as metas que mais desejo atingir neste ano e, portanto, sentar em meditação será a resolução diária que pretendo exercitar. Exercício digno de pós-graduação nessa escola que alguns, como eu, chamam de vida.

Deixo aqui alguns caminhos para “chegar lá”:

Headspace – aplicativo de meditação mindfullness
O Lugar – comunidade online de transformação  
Trabalhadores da Luz – textos inspiracionais do mundo dos espíritos

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome