Mais da metade do país está com lotação de UTIs acima de 80%

No total, são 16 estados e o Distrito Federal que apresentam a capacidade hospitalar acima de 80%. Região Sul está com lotação de leitos acima de 90%

Foto: Bruno Cecim/Agência Pará

Jornal GGN – Mais da metade dos estados brasileiros estão com lotação de leitos de enfermaria e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) acima de 80%. No total, são 16 estados e o Distrito Federal que apresentam a capacidade hospitalar saturada.

E o pior cenário está na região sul: os três estados – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – estão com lotação de leitos acima de 90%. As informações foram repassadas pelas secretarias de Saúde estaduais e municipais à CNN.

Acima de 90%, já se considera colapso na rede de saúde. Os números mostram que o Brasil está próximo do colapso.

Estados como o Rio Grande do Sul, que tem ocupação de 96,9%, Santa Catarina, com 95,4%, e o Paraná, com 92% em suas unidades da rede pública e privada, vivem cenários dramáticos.

Já no Norte do país, o estado de Rondônia vive a lotação de 97,5% dos leitos de UTI para adultos, e Goiás, no Centro-oeste, tem 95,7%.

Abaixo, o levantamento coletado pela CNN:

Sul

Paraná
Ocupação de leitos UTI rede pública: 92% (adulto) | 41% (pediátrico) | Enfermaria: 72% (adulto) | 41% (pediátrico) – atualização em 2/03

Santa Catarina
Ocupação de leitos UTI SUS: 95,4% (UTI adulto: 99,1% | UTI pediátrico: 63,1% | neonatal: 89,2%) – atualização em 01/03

Rio Grande do Sul
Leitos UTI Adulto: 96.9% (Taxa Geral – SUS+Privados) | Leitos UTI SUS: 88.3% | Leitos UTI privados: 122.1% | Leitos Covid-19 Clínicos: 64.9% – atualização em 01/03

Sudeste

São Paulo
Ocupação Leitos UTI: Estado: 74,3% | Grande SP: 75,5% | Ocupação Leitos Enfermaria: Estado: 55,6% | Grande SP: 62% – atualização em 01/03

Rio de Janeiro
Ocupação UTI: 63% | Enfermaria: 42% – atualização em 01/03

Minas Gerais
Ocupação UTI Covid SUS: 36,82% | Enfermaria Covid SUS: 11,94% – atualização em 01/03. Taxa de ocupação geral de leitos de UTI SUS: 74,57% / Enfermaria SUS: 66,15%

Espírito Santo
Ocupação leitos UTI Covid SUS: 75,65% | Enfermaria Covid: 67,18% – atualização em 01/03

Centro-Oeste

Distrito Federal
Distrito Federal – Ocupação de leito UTI COVID-19: 85% – atualização em 01/03

Mato Grosso do Sul
Ocupação Leitos públicos UTI adulto: 87% | Enfermaria público adulto: 39% | Privados UTI adulto: 81% | Privados enfermaria adulto: 65% – atualização em 01/03

Goiás
Ocupação UTI Covid SUS: 95,73% | Ocupação Enfermaria Covid: 83,83% – atualização em 01/03

Mato Grosso
Ocupação Leitos UTI SUS: 82,80% | Leitos Enfermaria: 28,02% | Leitos de UTI’s adultos contratualizados: 88,68% – atualização em 01/03

Nordeste

Bahia
Ocupação UTI adulto: 83% | UTI pediátrica: 67% | Enfermaria adulto: 64% | Enfermaria pediátrica: 75% – atualização em 1/03

Alagoas
Ocupação UTI (leitos públicos + contratualizados): 72% | UTI Intermediária: 33% | Leitos clínicos: 56% – atualização em 01/03

Rio Grande do Norte
Ocupação leitos de UTI para Covid-19 (públicos + privados): 91,89% / Leitos clínicos: 68,98% – atualização em 1/03

Ceará
UTI (público + contratualizados + privados): 90,52% (UTI adulto: 94,11%) | Enfermaria: 73,47% – atualização em 01/03

Pernambuco
Leitos de UTI público: 93% | Leitos de enfermaria públic: 78% | Leitos de UTI privados: 89% | Leitos de enfermaria privados: 48% – atualização em 01/03

Piauí
Ocupação leitos de UTI (rede pública + privada): 79,7% | Ocupação leitos clínicos: 64,4% | Ocupação leitos de estabilização: 20% | Leitos com respirador (UTI+estabilização): 66,7% – atualização em 01/03

Maranhão
Ocupação UTI São Luís exclusivo Covid SUS: 86,98% | Leitos clínicos exclusivo Covid SUS: 65,05% – atualização em 01/03

Paraíba
Leitos de UTI do estado: 69% – atualização em 01/03

Norte

Acre
Leitos UTI SUS: 91,5% | Leitos Clínicos SUS: 83,5% – atualização em 01/03

Tocantins
UTI SUS: 84% | Enfermaria SUS: 63% – atualização em 01/03

Rondônia
UTI adulto: 97,5% – atualização em 01/03
Dos 236 leitos, 230 estão ocupados. Portanto, a taxa de ocupação é de 97,5%

Roraima
UTI adulto SUS: 82% | Semi intensiva adulto: 100% | Clínicos adulto: 76% atualização em 28/02

Amazonas
Ocupação leitos Covid (público + privado): 83,5% | Enfermaria Covid: 63% – atualização em 01/03

Amapá
Leitos clínico adulto: 51,67% | Clínico pediátrico: 43,48% | Leitos de UTI para adultos 63,89% | Leitos de UTI pediátrica 25% – atualização em 25/02

Pará
UTI adulto SUS: 81,91% | Enfermaria: 58,24% – atualização em 01/03

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora