Na França e na China os fumantes eram menos susceptíveis ao Covid-19, por Rogério Maestri

Pode ser até um erro de causa e efeito, ou seja, os fumantes por serem considerados criaturas de segunda classe se mantém mais longe dos não fumantes e logicamente são mais adeptos do auto isolamento

Os médicos estão furiosos, na França e na China os fumantes eram menos susceptíveis ao Covid-19

por Rogério Maestri

Depois dos tabagistas militantes virarem uma espécie de mal do mundo, vem a notícia que olhando os dados estatísticos de pessoas fumantes e não fumantes na França (algo que já havia sido observado na China) os fumantes tem cinco vezes menos (5) chance de pegar o Covid-19 do que os não fumantes, supondo que é a nicotina bloqueia as células que os vírus medonhos querem entrar, o governo francês já começou um estudo dando implantes de nicotina em pacientes leves, médios e graves de Covid-19.

Pode ser até um erro de causa e efeito, ou seja, os fumantes por serem considerados criaturas de segunda classe se mantém mais longe dos não fumantes e logicamente são mais adeptos do auto isolamento, mas caso isso for verdade os médicos advertem que morrem na França 76.000 pessoas por ano que eles acham que é provocado pelo fumo. Mas a pergunta que pode se fazer, o que é mais lógico, aproveitar os prazeres do vício durante uns vinte ou trinta anos, para depois pagar o tributo, ou morrer em poucas semanas?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora