Ombudsman da Folha pede ‘rigor na apuração e consciência’ sobre caso Prevent Senior

Assunto foi o tema da última semana, e gestores merecem punição rigorosa caso as acusações sejam efetivamente comprovadas

Jornal GGN – O assunto Prevent Senior foi abordado à exaustão pela grande imprensa ao longo da última semana ao ponto de diluir outras questões igualmente impactantes, mas se levou algum tempo para chegar à chamada parte fraca da corda – ou seja, a vida real de quem só tem esse plano de saúde como alternativa.

Tal tema é abordado pelo ombudsman do jornal Folha de São Paulo, José Henrique Mariante, em seu artigo, lembrando tanto os relatos dos usuários como o caso envolvendo a morte do médico negacionista Anthony Wong e a discussão em torno da certidão de óbito da mãe do empresário bolsonarista Luciano Hang, Regina Hang.

De acordo com Mariante, o que se viu foi ‘um massacre’ jornalístico como não se via há tempos, seja por conta da atitude pregressa da empresa ou pela preocupação dos 550 mil idosos que dependem do plano para acompanhar sua saúde, e alerta para a necessidade de rigor na apuração e consciência por parte dos profissionais.

“Comprovadas as acusações, dentro do devido processo legal, seus gestores merecem o rigor da lei. Ocorre que não se trata de uma Precisa Medicamentos ou de uma VTCLog, para ficar apenas em dois nomes enrolados da CPI, que serão substituídos, se o forem um dia, por outro tubarão dos tantos que rondam os cofres públicos. No caso da Prevent Senior, pelo contrário, milhares de peixes pequenos podem ser afetados”, alerta Mariante, ressaltando que essa questão merece cautela extra da imprensa.

Clique aqui e colabore com o jornalismo independente do GGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Prezados, finalmente vejo algo sobre a situação das centenas de milhares de filiados da Prevent, que dela dependem. Sem dúvida atualmente é um dos poucos, senão o único convênio, que oferece condições de atendimento bastante satisfatório e preço acessível para idosos, contrapondo-se aos preços exorbitantes cobrados e restrições de atendimento pelos convênios aos mais idosos. Particularmente temos sido muito bem atendidos pela Prevent, tanto em consultas como em procedimentos hospitalares e aí se incluem meus parentes e inúmeros amigos. Também considero um massacre contra a empresa o que se verifica no momento e o surgimento de oportunistas que se aproveitam de um momento político conturbado e de pandemia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome