Ômicron causou ‘sintomas leves’ até o momento, diz médica sul-africana

Profissional que tratou pacientes com nova variante ressaltou que ainda não existem evidências se nova variante é mais perigosa ou transmissível

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Uma médica sul-africana que já tratou dezenas de pacientes com a nova variante da covid-19 afirmou que os sintomas apresentados por eles foram “leves” e que, por enquanto, eles se recuperam sem a necessidade de internação.

“O que os levou a me consultar foi um grande cansaço”, disse Angelique Coetzee, que também é presidente da Associação Médica da África do Sul, em entrevista à AFP e publicada no jornal O Globo.

Os pacientes em geral eram homens jovens (menos de 40 anos) e quase metade estava vacinada. Além do cansaço, eles reclamaram de dores musculares, tosse seca ou “coceira na garganta”, e poucos tiveram febre baixa.

Clique aqui e veja como contribuir com o jornalismo independente do GGN

Neste domingo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um boletim onde afirma que não está claro se a variante Ômicron é mais transmissível em relação a outras variantes, incluindo a Delta, ou se causa uma versão mais grave da doença.

“Dados preliminares sugerem que há taxas crescentes de hospitalização na África do Sul, mas isso pode ser devido ao aumento do número geral de pessoas que estão se infectando, e não devido a uma infecção específica com Omicron”, diz a OMS. 

“Atualmente, não há informações que sugiram que os sintomas associados ao Omicron sejam diferentes daqueles de outras variantes”, afirma a entidade. 

“As infecções relatadas inicialmente foram entre estudantes universitários – indivíduos mais jovens que tendem a ter uma doença mais branda – mas compreender o nível de gravidade da variante Omicron levará dias a várias semanas”. 

Contudo, a OMS alerta que pode haver um risco maior de reinfecção com Omicron em relação a outras variantes, mas as informações a respeito ainda são limitadas.

Leia Também

Brasileiro vindo da África do Sul testa positivo para Covid-19

Uma nova variante de Covid não é nenhuma surpresa quando os países ricos estão acumulando vacinas

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador