Pacientes seguem com sintomas de covid-19 após internação

Estudo do Hospital das Clínicas aponta fadiga, falta de ar e fraquezas onze meses após internação de pacientes que contraíram doença

Jornal GGN – Pacientes que estiveram internados para tratamento de covid-19 continuam apresentando sintomas da doença mesmo após a alta, como falta de ar, fadiga e fraqueza. Os efeitos da doença persistem por um período de seis meses a 11 meses depois da internação

Estudo elaborado por pesquisadores do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP apontaram tais condições em 60% dos pacientes ouvidos – 750 pacientes, homens e mulheres, na média dos 65 anos de idade que precisaram de cuidados intensivos, e que passaram por uma pesquisa multidisciplinar. Os dados são preliminares e devem ser divulgados em publicações científicas.

De acordo com reportagem do jornal O Globo, o trabalho em questão pretende avaliar os pacientes ao longo de quatro anos em 15 áreas da medicina. E existem indicativos que o coronavírus seja responsável por sequelas em períodos mais prolongados ao da internação, quando a doença atinge seu estágio mais grave.

A pesquisa também apontou complicações respiratórias em um terço dos pacientes estudados, quase um ano após a internação dos mesmos, além das queixas sobre a saúde serem mais frequentes entre pacientes que apresentaram casos agravados da infecção e ficaram hospitalizados por mais tempo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome