Pazuello segue mantendo promessa de vacinação em massa

Porém, cronograma apresentado pelo ministro da Saúde projeta entrega de vacinas que ainda não foram contratadas pelo governo

Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello, voltou a afirmar que toda população será imunizada contra a covid-19 neste ano, em meio à pressão pela escassez de imunizantes.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, Pazuello apresentou a governadores um cronograma de vacinas que considera até mesmo imunizantes que ainda não foram contratados pelo governo federal, como a Sputnik, Covaxin e Moderna.

A programação apresentada por Pazuello apontava que o Brasil receberia cerca de 454,9 milhões de doses de vacinas em 2021.

Contudo, os governadores se mostraram intrigados com a conta de Pazuello, uma vez que um cronograma diferente foi enviado pelo ministério durante a manhã. Além disso, a proposta incluiu negociações em andamento ou de vacinas sem dados de eficácia, como a Covaxin. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora