Pela primeira vez, Anvisa aprova registro de medicamento à base de maconha

 
Jornal GGN – Pela primeira vez no país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu o registro de um remédio feito à base de maconha. O medicamento chamado Mevatyl é indicado para o tratamento de adultos com espasmos relacionados à esclerose múltipla. 
 
A agência aprovou as regras para conceder registro de remédios à base de cannabis sativa em novembro do ano passado. Chamado de Sativex no exterior, o Metavyl é aprovado em 28 países como Alemanha, Dinamarca, Canadá e Estados Unidos. 

 
 
O medicamento contém tetraidrocanabinol (THC) em concentração de 27 mg/mL e canabidiol (CBD) em concentração de 25 mg/mL. Segundo estudos clínicos, a ocorrência de dependência com o seu uso é improvável. 
 
Entretanto, a Anvisa ressalta que o medicamento não é indicado para tratar epilepsia. Ele não poderá ser consumido por pessoas com menos de 18 anos e será comercializado com tarja preta, sujeito a prescrição de receita. 
 
Desde maio de 2015, a agência havia liberado a importação de medicamentos à base de Cannabis sativa comprados em outros países, e, em dezembro, sete novos produtos foram incluídos nesta lista. 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. cabe perguntar.:

    “Segundo estudos clínicos, a ocorrência de dependência com o seu uso é improvável. “

    se no original o produto não gera dependencia, porque o derivado deveria?

    e outra se eu posso plantar, porque comprar?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome