Relatos II: Médicos e famílias no enfrentamento da dependência química

O acolhimento e tratamento feito pela Unidade Recomeço Helvetia não teve interrupção na pandemia, mas o problema cresceu na cracolândia, com aumento de dependentes ali reunidos.

Jornal GGN – O médico psiquiatra da Unifesp, Dr. Cláudio Jerônimo, também Diretor Técnico da Unidade Recomeço Helvetia, conversa sobre a dependência química e seu enfrentamento em tempo de pandemia. O acolhimento e tratamento feito pela Unidade Recomeço Helvetia não teve interrupção na pandemia, mas o problema cresceu na cracolândia, com aumento de dependentes ali reunidos.

Para dar o outro lado da dependência química, presença de Ana Cláudia Dantas e Rita de Sousa, mãe e irmã de um dependente, que muito lutaram por sua vida. O testemunho de quem lutou pela vida de um ente querido é muito importante, por dar a dimensão exata do enfrentamento: enquanto for tabu e não se falar a respeito não se pode ajudar ninguém.

Veja a entrevista a seguir:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora