São Paulo começa vacinação de policiais e professores em 5 e 12 de abril

Medida vai atingir 180 mil agentes das forças de segurança de todo o Estado, e 350 mil profissionais da educação das redes pública e privada

reprodução

Jornal GGN – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta (24) o início da vacinação contra coronavírus para 180 mil agentes das forças de segurança no Estado e 350 mil profissionais de educação (professores, inspetores, diretores, etc), a partir de 5 e 12 de abril, respectivamente.

Policiais militares, bombeiros, policiais civis, agentes da polícia científica, de escolta penitenciária, além de todas as guardas civis metropolitanas municipais serão o público alvoa partir do dia 5 de abril. Segundo os dados do Estado, até 23 de março de 2021, São Paulo perdeu 79 policiais da ativa, sendo que 56% deles tinham entre 46 e 55 anos.

Já a vacinação de profissionais da educação começará a partir de 12 de abril, com prioridade para pessoas com 47 anos ou mais, da educação básica. As redes estaduais, municipais e privadas serão contempladas. Para os profissionais da rede privada, será exigido um comprovante de salário relativos, pelo menos, aos últimos dois meses, para evitar fraudes de “fura fila”, disse o secretário Rossieli Soares.

Doria também antecipou a vacinação de idosos 69, 70 e 71 anos para esta sexta (26) de março.

O governador criticou o governo federal, sob Jair Bolsonaro, pela demora em entregar mais vacinas para acelerar a campanha nacional de imunização.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora