Uma mutação de um vírus não quer dizer uma piora, por Rogério Maestri 

Maestri opina sobre a alta transmissibilidade da nova cepa do coronavírus.

Uma mutação de um vírus na direção de maior transmissibilidade necessariamente não quer dizer uma piora

por Rogério Maestri 

Vamos entender a lógica de um vírus e apreender como as epidemias terminam. Os vírus mutam continuamente não porque eles desejam, é simplesmente uma característica desses seres, mutar para sobreviver.

Dentro dessa lógica vírus de alto grau de mortalidade pode representar um perigo as pessoas, mas por outro lado eles sofrem as ações que os humanos tomam contra eles, ou seja, o distanciamento social e outros cuidados, logo se uma doença viral é extremamente mortal os humanos vão tomar muito mais cuidado e se protegerem contra eles, por outro lado se o grau de periculosidade diminui em muito as pessoas vão tomar poucos cuidados e o vírus vai se propagar mais rápido imunizando a maioria da população.

Em resumo, um vírus que baixa a sua letalidade ele tem mais chance de partir para outra pessoa e infectá-la sem causar grande problema, logo essa nova cepa desse vírus vai entrar em concorrência com cepas mais letais e ganhar a corrida da sua reprodução e imunização das pessoas.

Muitas vezes epidemias surgem extremamente virulentas e algum tempo depois elas desaparecem misteriosamente, isso pode ocorrer pela mutação do vírus a outra cepa que produz, por exemplo, casos assintomáticos de doenças, ou seja, o infectado por esse novo vírus corre como um louco de um infectado a outro não e como ele produz casos menos graves os infectados não tomam grandes precauções, logo atinge-se a famosa imunidade de rebanho e são não houver um reservatório de vírus, por exemplo, ratazanas ele simplesmente se extingue ou fica escondidinho até que surja uma nova oportunidade.

Atenção, isso é uma hipótese cientificamente correta, mas não passa de uma hipótese.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora