Escolas paulistas sem papel higiênico nem água

Enviado por Adir Tavares

de O Correio da Elite

Escolas estaduais de São Paulo: sem papel higiênico nem água, mas Lei da Mordaça permanece viva e atenta

por Servílio Gentil Lavapés

Hoje cedo vi a capa do jornal popular paulistano Agora SP, que dizia com bastante destaque: “Escolas do Estado fecham salas de aula” [ ver imagem acima].
 
Que marota essa redação usada para contar o fato! Quem fechou as tais salas de aula em São Paulo foi O GOVERNO ESTADUAL! Não foram as “escolas do estado” que as fecharam! Omitiram o autor e inverteram o papel, dando a entender que A VÍTIMA é a causadora do problema.
 
Como é de praxe aqui em São Paulo, os jornais – a imprensa em geral – redigem as notícias sempre de modo a poupar o governo tucano que já está de plantão como nosso algoz nos Bandeirantes desde 1994, sem pausa pra respirar! E tanto imprensa como tucanos não abrem mão do osso! Claro que se o sujeito que observar a capa for o comum “leitor de manchetes”, ele passará batido, capaz de reclamar das escolas, não do governo estadual. Nesse caso, o jornal terá cumprido sua missão. Se, ao contrário, o sujeito for um pouquinho mais curioso, saberá que MAIS UMA VEZ o governo é acusado de fechar salas de aulas e superocuparem as salas que restarem. A medida deve ser para economizar, não precisar contratar mais professores. Isso, na orgulhosa e bandeirante terra do apagão educacional continuado que, desde 1998 mais ou menos, adotou uma forma de progressão continuada que, concretamente, demonstrou ser mesmo uma ignorância continuada, apelido carinhoso dado pelo ex-governador Quércia.

 
A APEOESP diz que várias destas salas terão 50 ( sim, você leu certo: são cincoenta alunos ) alunos, e não é preciso ser um pedagogo para sacar que tal quantidade torna impossível aos professores dar aula e aos alunos aprender decentemente. Como um professor dará atenção adequada e individual a tanta gente? O governo, como sempre foi a regra, escapou pela tangente, com a velha e tradicional desculpa de que “a cada ano realiza uma readequação das salas de acordo com o número de alunos matriculados”. Ou seja, ele diz que dá as vagas conforme a “demanda”. Oras, se existem 50 alunos e eles cabem numa sala de aula, é óbvio que a turma podia ser dividida em duas de 25. Há demanda, está provado. O problema é que os tucanos querem pagar apenas um professor em vez de dois.
 
( De repente eu lembro de uma das demandas genéricas da “revolução de junho de 2013”, quando o gigante exigiu “mais educação”. Está provado que ele sequer sabia o que significava a tal “mais educação”que dizia querer)
 
A GASOSA NOSSA DE CADA DIA
 
Enquanto ia me perdendo nessas elucubrações, quase deixava de comentar que outras pessoas que estavam lendo as mesmas capas de jornais passaram longe da questão das salas de aulas fechadas, preferindo reclamar do preço da gasolina. Como sempre, esquecem que quando o petróleo teve altas sucessivas no mercado o governo NÃO REPASSOU ESSES AUMENTOS PRO CONSUMIDOR. Em 10 anos, se tivemos três ou quatro reajustes foi muito. As pessoas não sabem, esquecem, fingem esquecer. Tem de todo tipo. Mas das salas de aulas, repito, ninguém falou. Melhor mesmo ninguém falar nada, pois com certeza culpariam a “educação do país” em vez da “educação em São Paulo”. A mídia fez bem seu serviço, e a produção de midiotas vai de vento em popa.
 
LEI DA MORDAÇA
 
Ao comentar essa notícia com uma amiga, ela completou o quadro, dizendo [ sobre o governo estadual ]: “Fechou salas, extinguiu funções, zerou as contas bancárias das escolas. Saldo: professores desempregados e escolas sem $ nem pro papel higiênico muito menos pro sulfite.”
 
Eu brinquei, dizendo que era pior do que eu tava falando. Ela não discordou, mas lembrou: ” Ahhh esqueci que não podia me pronunciar… Segundo a legislação, eu como funcionária pública, não posso falar mal do governador nem sobre a situação em que a educação se encontra.”
 
Perguntei se ela se referia à Lei da Mordaça que eu já tinha ouvido falar, mas julgava superada ou extinta. Sua resposta foi: Pois é… Me fizeram lembrar dela no primeiro encontro de professores do ano, colocando num folder entregue a todos. [ ela me mandou cópia, ver abaixo ]
 
Isso me deixou meio perplexo. Sério mesmo? Primeira reunião de professores do ano, e governo faz divulgar seu voto de “Boas Vindas”, na verdade um Index Prohibitorum, desde logo mostrando que não haverá tolerância aos reclamões e quem quiser que pegue seu boné. Primeiro dia, já pensaram, e tá lá a “carta de intenções”, já se antecipando às possíveis e prováveis insatisfações. Olha o clima que os professores enfrentam. Por levar a sério a questão, fiz o possível para passar estas informações a meus leitores sem dar chance de identificarem minha amiga.
Governo de São Paulo não quer saber de #mimimi de professor mal-remunerado
 
Leia também:  E a cobra morderá novamente seu rabo, por Rogério Mattos

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

28 comentários

  1. Lembrando mais uma vez:  O

    Lembrando mais uma vez:  O BRASIL esta com crise hidrica na regiao Sudeste.

    Sao Paulo esta em catastrofe hidrica para que o governador fosse reeleito.

    BEM FEITO.

  2. Com a palavra o eleitor do

    Com a palavra o eleitor do Geraldim.

    (Quem foi às ruas pedir uma escola padrão Fifa semanas antes da copa do mundo? Ah, lembrei ! Foi o servidor público da educação municipal. O da estadual ficou caladinho.)

  3. INVERSÃO DE VALORES é a

    INVERSÃO DE VALORES é a especialidade da mídia da casa grande, eles fazem parecer que o seu problema, isto é, o ganho vil com especulação e juros cada vez mais pantagruélicos, é o problema do povo, que joga lixo  na rua, que consome água e energia demais, que é feio, pobre,sujo e indigno.

     

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  4. Enquanto os babacas do andar

    Enquanto os babacas do andar debaixo se matam pela água, eu bebo D. PERRIER da nestlé em casa e em MIAMI onde passo as férias. E olha que eu nunca arrumei a mninha cama na vida, isso é coisa de escravos….

     

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  5. cadê os defensores?
    Ué? E a tal “Liberdade de todas as Liberdades” cantada, decantada, defendida com xingamentos e socos no peito pela turma dos direitos individuais dos franceses por aqui, há três semanas atrás? Cadê aquela turma para defender o direito à liberdade de expressão e pensamento dos professores paulistas? Vai ver lhes falta o glamour do civilizadissimo povo francês… É de embrulhar o estômago.

    Ou será esta uma nova metodologia de gestão que eu ainda desconheço? Deve ser; todos sabemos que em matéria de gestão os udeni… quer dizer, os psdbistas são imbatíveis, certo?

    • Entao Anna , salvo engano meu

      Entao Anna , salvo engano meu o que acontece é o fato de haver dispositivo legal que impeça funcionario publico de expor opinião sobre o depto onde esta lotado ou denunciar mas condiçoes de serviço s/ prévia autorização de seu superior hierarquico

      Algo como ocorre dentro de unidades militares.

      Neste caso é questão do poder legislativo revogar tal lei e o poder legislativo é composto por todos os partidos incluindo ai o PT

       

      Então trata-se de algo bem distinto de se proibir a liberdade de expressão da pessoa do funcionario em expor o que pensa sobre qualqur outro assunto que nao envolva sua função.

      Não que eu nao tenha minhas ressalvas sobre isso, até pq admito que preciso me inteirar melhor sobre o assunto.

      Agora nao deixa de ser curioso que pessoas supostamente progressistas que vivem apoiando estados totalitarios fiquem tão melindradas com coisas desse tipo…

      • “salvo engano meu o que

        “salvo engano meu o que acontece é o fato de haver dispositivo legal que impeça funcionario publico de expor opinião sobre o depto onde esta lotado ou denunciar mas condiçoes de serviço s/ prévia autorização de seu superior hierarquico”:

        Voce desviou do assunto (sem arte nenhuma), que eh lei de mordaca que impede de falar mal DO GOVERNO DE SAO PAULO, nesse caso especifico.

      • Oi Leonidas, com certeza você
        Oi Leonidas, com certeza você entendeu a ironia, mas obrigada pelos esclarecimentos. Eu também não sou especialista em nada. Foi apenas uma manifestação do meu desagrado.

        Mas a pergunta que fica é: há justificativa plausível para a existência de uma legislação/regulamentação com este teor? Informações confidenciais, que tragam prejuízos a terceiros, ok. Mas mordaça em relação a uma função pública? Quem vota mesmo no executivo e legislativo paulistas? Não notei qualquer inconformismo com esta situação, nenhuma manifestação de indignação, e olha que temos visto muitas nos últimos meses; sempre em outra direção, é claro!

        A propósito, defender estados totalitários não é o meu caso; mas considero tão grave quanto defender estados imperialistas, belicosos e fundamentalistas travestidos de democracias e incensados como se fossem a cornucópia do mundo. Há uns dias atrás, li, não sei se aqui, que os EUA deixaram de ser uma democracia; são agora uma plutocracia. A defesa do terrorismo de Estado a meu ver vai contra qualquer modernidade. É esta turma que pariu e alimenta o ideário seguido nestas paragens. Ou seja, qquer coisa em defesa da manutenção, expansão e perpetuação do capital – e do poder – nas mãos destes. Basta ler o noticiário e tirar as conclusões: quem é supostamente progressista? O que pretendem os senhores do capital em relação ao nosso país?

        Não necessito de respostas, mas é importante que todos nós pensemos a respeito.

      • Revogue-se a decência e nos acanalhemos todos.

        leonidas, ser canalha é muito mais fácil do que ser decente, pois não? Você diz que há a lei, não comenta, mas diz que o PT se quiser, também pode revogá-la. TEORICAMENTE pode, mas a canalhice suprema é não dizer quantos deputados o PT tem e quantos tem o Alckmin. Nenhuma CPI foi aprovada pela oposição nestes 20 anos. O PT não tem deputados para revogar essa lei canalha. Mas há canalhas para defender essa lei, inclusive alguns leitores despreparados deste blog. Concorda?

  6. Retirantes Paulistas

    Agora fiquei  preocupada.!!! Já pensou se esse monte de retirante paulista vem aqui para o Nordeste naqueles caminhões pau de arara? A Dilma tem que fazer frente de serviço e nas rodoviárias nordestinas tem que botar assistente social para devolver esse povo para suas origens, suas relações familiares. Aqui no Nordeste só tem água para os Nordestinos. Não precisamos de mais paulistanos favelados. Ironic Mode On Agora lembrei que uma dessas paulistanas racistas desejou que os Nordestinos se afogassem. Que ironia também essa, não é mesmo?

  7. sem água, sem papel, sem

    sem água, sem papel, sem palavra.

    (MORDAÇA).

    50 alunos por sala…

    danou-se o professor.

  8. Até mesmo do que é ruim surge

    Até mesmo do que é ruim surge coisa boa. Nessa grave crise hídrica de São Paulo a hidrofobia deixou de ser problema. A não ser(isso requer consulta aos especialistas) que ecloda um novos vírus que casuse a “secofobia”.

  9. Corre um boato que o governo

    Corre um boato que o governo paulista irá encetar uma campanha convocando todos os paulistas com ÁGUA NO JOELHO para fazerem uma doação da mesma à SABESP. 

     

  10. Bom, com relação à água

    eu não sei como fazer.. mas quanto ao uso do papel-higiẽnico eu posso ajudar: basta usar adequadamente os exemplares do Estadao e da Falha de São Paulo.. Podem usar a edição do dia.. só servem pra limpar bosta mesmo. Usem à vontade…

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome