MEC anuncia bolsa para capacitação de professores

Sugerido por Cláudio José

Do Terra

Governo oferecerá R$ 1 bilhão em bolsas para capacitar professores

Cada docente deverá receber R$ 200, segundo o ministro da Educação

 

O ministro da Educação (MEC), Aloizio Mercadante, anunciou nesta segunda-feira um pacto realizado entre o governo federal e os governos estaduais para a melhoria do ensino médio. Com orçamento de R$ 1 bilhão, o MEC vai oferecer cursos de aperfeiçoamento e oferecer como estímulo uma bolsa de R$ 200 por docente.

“É pouco. É o que podemos fazer hoje”, reconheceu o ministro, que fez um mea culpa ao dizer que “não temos mais espaço hoje para cortar uma área do MEC”. Mercadante ponderou, no entanto, que o valor representa mais de 10% do que ganham muitos professores no País.

Além da bolsa, os professores passarão por um curso de formação dividido em diferentes etapas ao longo do ano. Estão aptos a participar todos os professores de ensino médio, um universo atual de 405 mil docentes. A meta do governo é melhorar indicadores de fluxo e proficiência no ensino médio. 
Os cursos serão incluídos dentro do terço da jornada de trabalho dos professores voltadas a atividades de fora da sala de aula, como preparação de aulas e correção de provas. Para um professor que trabalhe 40 horas semanais, por exemplo, o curso deverá ocupar pelo menos três horas de sua semana de trabalho. Os professores receberão ainda tablets com material didático digital.  

Leia também:  MEC libera R$ 1,1 bilhão para federais e instituições federais

Mudança na formação

O ministro Aloizio Mercadante antecipou ainda que pretende mudar os cursos de pedagogia e de licenciatura. “Queremos e vamos mexer na formação inicial dos professores”, afirmou o ministro. “Não podemos continuar formando professores sem vivência de sala de aula”. Ele não deu detalhes, no entanto, de como serão realizadas as mudanças e nem quando.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1.  MEC , ministério da Educação

     MEC , ministério da Educação Comunista ta tão a vista assim, sejam mais discretos.

  2. Projeto “Mais

    Projeto “Mais Professores”
    Porque não trazer para sala de aula, profissionais aposentados de diversas áreas com notório conhecimento em portugues, matemática, física…..mas sem o curso de licenciatura que se prontificariam a lecionar mediante uma ajuda de custo para cobrir despesas de transporte e alimentação (tíquete refeição)?
    Seria eu  um forte candidato, assim como acredito que outros cujo interesse seria no desenvolvimento do país.

     

    • Isso é o fim da picada do desprezo pelo magistério

      Ë o cúmulo da cara-de-pau pensar em oferecer apenas ajuda de custo para um desempenho profissional. Ninguém pensa em oferecer isso para médicos, né? Nem para engenheiros, dentistas, farmacêuticos. Para professores vale? Haja! 

  3. 200,00 de bolsa… Agora por favor uma piada de papagaio

    Chega a dar raiva ver uma indecência dessas. 

    Quanto a segunda parte da notícia, que seria bem mais importante se factível, eu quero ver como ele vai conseguir mudar a formaçao de professores… Isso vem sendo tentado a um tempao, sem o menor êxito. há forças demais que impedem isso. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome