Mendonça Filho diz que cultura ganha protagonismo com fusão à educação

Jornal GGN – O novo ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que nenhum programa da pasta será descontinuado. “Todos serão fortalecidos e aprimorados”, afirmou após a posse da equipe do presidente interino Michel Temer.

“Nós vamos, a partir de amanhã, fazer um levantamento geral do quadro da educação e da cultura para que a gente possa apresentar essa visão a respeito do andamento atual dos principais projetos e programas. E reforçando o compromisso que temos de preservar todos os projetos importantes que impactam na vida da população brasileira”.

Ele disse que o governo quer dialogar com os movimentos de professores e estudantes. “Eu acho que o Brasil não sairá da situação em que se encontra, uma crise grave e profunda, se não houver uma mobilização em torno de valores e consensos. Educação não tem partido. Educação tem que ser um consenso nacional e há de sê-lo. Nós vamos buscar esse consenso num diálogo franco e aberto”.

O Ministério dele junta duas pastas que eram independentes na gestão de Dilma. De acordo com Mendonça Filho, a fusão não significará enfraquecimento da área ligada à cultura, pois agora ela está unida a um ministério com maior protagonismo político e orçamentário.

Da Agência Brasil

Ministro da Educação e Cultura reforça manutenção de programas e prega diálogo

Por Marcelo Brandão

O ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho, afirmou hoje (12) que os principais programas das duas pastas serão mantidos na nova fase do governo federal. “Eu reforço a tese que já foi dita pelo próprio presidente Michel Temer. Nenhum programa será descontinuado. Todos serão fortalecidos e aprimorados”, disse logo após cerimônia de posse da equipe ministerial de Michel Temer.

Leia também:  Epidemia de Fake News

Sem entrar em detalhes, ele disse que vai avaliar a situação dos programas referentes à cultura e à educação: “Nós vamos, a partir de amanhã, fazer um levantamento geral do quadro da educação e da cultura para que a gente possa apresentar essa visão a respeito do andamento atual dos principais projetos e programas. E reforçando o compromisso que temos de preservar todos os projetos importantes que impactam na vida da população brasileira”.

O novo ministro disse que amanhã (13) receberá das equipes da gestão de Dilma Rousseff informações “mais restritas ao ambiente dos ministérios”. Perguntado como vai fortalecer programas como Prouni e Fies em tempos de ajuste fiscal, ele se limitou a responder “vocês verão”.

O ministro também pregou diálogo com os movimentos ligados aos trabalhadores da educação e aos estudantes. Para ele, a educação é um setor que não admite divisões político-partidárias. “Eu acho que o Brasil não sairá da situação em que se encontra, uma crise grave e profunda, se não houver uma mobilização em torno de valores e consensos. Educação não tem partido. Educação tem que ser um consenso nacional e há de sê-lo. Nós vamos buscar esse consenso num diálogo franco e aberto”.

Mendonça Filho assume um ministério novo, criado a partir de uma das fusões de duas pastas antes independentes na gestão Dilma Rousseff. Segundo o ministro, a fusão não significará enfraquecimento da área ligada à cultura, agora unida a um ministério com maior protagonismo político e orçamentário, como é a pasta da educação.

Leia também:  A caixa-preta do coronavírus no Brasil

“A Cultura será cada vez mais fortalecida, esse é o nosso propósito. Você pode ter dois ministérios com pouca força e também pode ter duas áreas fundamentais como cultura e educação andando mais fortalecidas. E é esse o nosso objetivo, que será buscado ao longo dos próximos anos”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

27 comentários

  1. Vi há pouco que Mendonça não

    Vi há pouco que Mendonça não conseguiu fazer seu discurso com o povo revoltado com o fim do MINC. Foi uma vai explosiva e vergonhosa para ele.

  2. Ministro da Educação biônico. O latim voltará ao currículo

    Mendonça Filho inova no direito com o conceito de juris esperninandes

    Mendonça Filho inova no direito com o conceito de juris esperninandesAddThis Sharing Buttons275 QUI, 14/04/2016 – 14:20ATUALIZADO EM 14/04/2016 – 18:51

    O deputado Mendonça Filho, líder do DEM, que por seu amplo conhecimento da política e do direito é mais conhecido por Mendoncinha, usou o Twitter para afiançar que “seguimos com rigor o rito constitucional”. A expressão “rito constitucional”, própria dos juristas, despertou dúvidas nos leitores.

    Que Mendonça domina o direito, confere-se pela expressão acima. Mas ele comprovou, também, ser um defensor de inovações jurídico-gramaticais. No Twitter ele classifica a decisão da AGU, de entrar com mandado de segurança no STF como ” juris esperninandes”.

    GGN consultou filólogos, para saber o significado da expressão. Aurélio da Áustria não conhece a expressão, mas imaginou que possa ter alguma ligação com espermatozoide. Seria então um espermatozoide que fecundaria o juri? É uma hipótese.

    Outro filólogo, Antonio Uai, provavelmente mineiro, imaginou que talvez Mendoncinha tenha querido se referis ao “Beneficium juris nemini est denegandi”, ou “a ninguém deve ser negado o benefício do direito”. Mas julgou pouco provável, dada a faceta inquisitorial do preclaro.

    O filólogo Câmara Cascão, grande conhecedor do folclore, imaginou que talvez o jurista Mendoncinha queria se referir à expressão “jus esperneandi” – uma brincadeira dos advogados que significa “direito de espernear”. Mas, sabendo do profundo conhecimento jurídico de Mendoncinha, achou por bem aguardar melhores explicações sobre o conceito jurídico inovador exarado pelo preclaro jurista.

     

    Entrar com mandado de segurança no STF pra evitar o impeachment é “juris esperninandes” do Governo. Seguimos com rigor o rito constitucional

     Mendonça Filho  ✔‎@mendoncafilho

    Entrar com mandado de segurança no STF pra evitar o impeachment é “juris esperninandes” do Governo. Seguimos com rigor o rito constitucional

    13: 47 – 14 abr 2016    201201 Retweets   265265 favoritos  

     

    Tags

     

  3. jus gargalhante

    Acho que o causídico ministro está empenhado em trazer alegria ao povo brasileiro. Aliás, essa é a tînica do governo provisório, basta ouvir a hilária conversa de Temer com o “Macri” gravada na rádio argentina ontem. Se o ministro renovou o latim, o interino reinventou o portunhes…. !!!!!

  4. a antepenúltima flor do lácio

    Acredito que o ministro interino com pretensões de causídico teve a intenção de provocar o riso inspirado que sempre foi pela jus hilariantis (ou  jus gargalhantis, no latim renovado).. Da mesma forma procede o interino presidente ao conversar, também em língua incógnita (conhecida por prtunhês, por alguns lingistas), com suposto presidente (esse eleito) da Argentina ao vivo em rádio AM, no que se dispos a fazer visita de Estado antes mesmo de ter tomado (de assalto)  posse.

     

  5. jus gargalhantes

    Acredito que o ministro interino com pretensões de causídico teve a intenção de provocar o riso, inspirado que sempre foi pela jus hilariantis (ou  jus gargalhantes, no latim renovado). Da mesma forma procede o interino presidente ao conversar, também em língua incógnita (conhecida por portunhês, por alguns linguistas), com suposto presidente (esse eleito) da Argentina ao vivo em rádio AM, no que se dispos a fazer visita de Estado antes mesmo de ter tomado (de assalto)  posse.

    A iniciativa bem humorada – o bom artista cômico sacrifica sua própria respeitabilidade para praticar seu ofício, como se sabe – foi tão bem recebida que foi primeiramente divuldgada pela globo news.

    Vamos aguardar com ansiedade os próximos shows da trupe apelidada de “governo interino” !

  6. Cubismo

    Lembram aquele velho livro sobre o cubismo? Aquele que era apreendido pela polícia e que deveria ser ser escondido para não ser usado como a prova insofismável da sua simpatia por Cuba?

    Bem… chegou a hora de escondê-lo outra vez.

    Quanta falta nos fará, ainda, a ausência de Stanislaw Ponte Preta?

     

  7. Daria um excelente Ministro

    Daria um excelente Ministro da Educação em…….Sucupira. 

    Quero assistir de camarote seu desempenho. É dos mais ácidos críticos das administrações petistas. Vamos ver na prática(na realidade, confirmar) que não passa de um demagogo verborrágico. 
     

  8. jus gargalhante

    Acredito que o ministro interino com pretensões de causídico teve a intenção de provocar o riso, inspirado pela jus hilariantes (ou  jus gargalhantis, no latim renovado). Da mesma forma procede o interino presidente ao conversar, também em língua incógnita (conhecida por portunhês, por alguns linguistas), supostamente com presidente Macri (esse eleito) da Argentina ao vivo em rádio AM, no que de pronto se dispôs a fazer visita de Estado antes mesmo de ter tomado (de assalto)  posse.

  9. foi vaiado e disse que os

    foi vaiado e disse que os manifestantes eram petistas inifltrados…

    acho que esse cara é um dos mais ignorantes de todo esse

    ministério, um fundamentalista indecoroso….

    num curso fundamental, se ele fizesse uma redação confirmando o que repete todo dla,

    tiraria zero, por falta de contrextualização histórica….

  10. Feições horrendas

    Parece que as pessoas modificam suas feições pelos atos que praticam.

    É o caso desse “ministro” coadjuvante do golpe contra a presidente. O partido dele foi um dos artífices do golpe, com a criação do “crime de responsabilidade” forjado a partir de irregularidades corriqueiras e que teria sido feitas por muitos outros governos.

    Ao agir de maneira tão fora da linha ética, suas feições se aproximam de um monstro, como se vê na foto acima.

    É estarrecedor e revelador.

    O tempo, espero, logo colocará os pingos nos is. E serão muitos is. Mas o “ministro” restará isso que se vê, com asco, acima.

  11. A palavra chave é aprimorar.
    A palavra chave é aprimorar. Preparem-se para ouvi-la ad nauseam durante o reinado do Temer primeiro, o usurpador. Com ela ele fará o truque de desidratar os programas sociais, educacionais.

  12. Se todos os programas serão

    Se todos os programas serão fortalecidos e aprimorados e os programas sociais serão melhorados, então o governo da Dilma é muito bom.

  13. Para bom entendendor pingo é palavra

    Uma frase do ‘ministro’ me chama a atençao: “EScola não tem partido”. Trata-se para quem não é bobo, de uma defesa por parte do  ‘mnistro’ do PL 867/2015, conhecido como projeto “Escola sem partido”. O projeto tramita na câmara e está na comissão de Seguridade Social e Familia. Em outros termos, o ‘ministro’ anunciou nas entrelinhas que parte de sua atuação no ministério será a implantação da perseguição, da mordaça, da censura e do machartismo no ensino no Brasil.

    Essa criatura precisa ser derrubada de qualquer forma.

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome