Os Pensadores e a História Geral da África, por Gilberto Cruvinel

Links para baixar as duas coleções.

Rodin - Coleção Os Pensadores

Os Pensadores e a História Geral da África, por Gilberto Cruvinel

Os Pensadores

Rodin - Coleção Os Pensadores

A Coleção “Os Pensadores” reúne as obras dos filósofos ocidentais desde os pré-socráticos aos pós-modernos. Cada exemplar traz um pequeno apanhado sobre a biografia do autor em questão e um, dois ou três livros deste mesmo autor, normalmente os títulos mais conhecidos.

Publicada originalmente pela editora Abril Cultural, entre os anos de 1973/1975 era composta de 52 volumes. A edição de 1984 é composta por 56 títulos. Geralmente, na internet costuma-se encontrar coletâneas de “Os Pensadores” em edições diferentes e incompletas. Um estudante de filosofia da UFRRJ resolveu isso, digitalizando ele mesmo seus 56 volumes. O resultado ficou com boa qualidade (600 dpi) em pdf pesquisável. Foi colocado índice em todos os volumes.

Link para baixar

https://drive.google.com/drive/folders/1fZ4Dtlmdt2NChUwNE8vBYbSXzZyd7J-7?usp=sharing

 

 

História Geral da África

por Alfredo Carneiro

História Geral da África

A Coleção “História Geral da África” é um trabalho produzido pela UNESCO e tem o objetivo de ser referência acerca da cultura e da história da África, que foi sempre contada a partir da visão distorcida de outros povos — e quase nunca a partir dos próprios povos africanos.

Pretende, com isso, ser um marco no reconhecimento do patrimônio cultural do continente, além de apresentar uma visão objetiva de sua história.

A Coleção História Geral da África foi traduzida para o português e disponibilizada em PDF gratuitamente pela UNESCO. Foi publicada também em árabe, inglês, francês e várias outras línguas, inclusive, claro, as línguas africanas hausa, peul e swahili.

Esse trabalho tem ainda importância especial para o Brasil, que durante o período colonial privou os povos africanos escravizados de sua identidade cultural, tendo ainda seus cultos e costumes proibidos e interpretados a partir da ótica distorcida do colonizador.

Essa visão deturpada — com ênfase negativa nas religiões africanas — permanece até hoje como herança do Brasil colonial.

 

Link para baixar

https://drive.google.com/drive/folders/1_1C3aRFNGyssd21TddDn5m5iyyCut6Ui?usp=sharing

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora