Centrão assumirá o comando de 45% das cidades brasileiras

Partidos do Centrão estarão à frente de 45% de todas as cidades brasileiras, que concentram 35% da população

Alexandre Kalil (PSD) foi reeleito prefeito de Belo Horizonte (MG)

Jornal GGN – Enquanto que o PSDB foi o partido que mais perdeu Prefeituras, proporcionalmente, nas eleições 2020, em comparação à 2016 (leia aqui), o balanço dos resultados deste domingo também revela que, em blocos, o Centrão comandará a maior quantidade de cidades brasileiras: 45% do total.

O Centrão, base política formada por 11 partidos, entre eles o PP, PSD, PL, PTB, PTB, Republicanos, PSC, Solidariedade, Avante, Patriota e Pros, estará presente em mais de 2,4 mil municípios do país. Isso equivale a 45% de todas as cidades e que concentram 35% da população brasileira.

O maior número de Prefeituras está concetrado entre os partidos do PP, PSD e PL. Os dois primeiros ficaram com 685 e 655 cidades, respectivamente, e o PL com 345. O PTB angariou outras 212 Prefeituras e o Republicanos 211.

De todos os partidos do chamado Centrão, o PSD foi o que obteve mais representantividade em população: juntas, as Prefeituras serão responsáveis por 23 milhões de cidadãos, entre elas Belo Horizonte (MG), Guarulhos (SP) e Campo Grande (MS).

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. PoiZé, começando pelo PP, o partido-tido como o mais corrupto (sim, aquele que era do Maluf e do adolinquente), os partidos mais “fisiológicos” (palavra que era bem usada antes da “descoberta” da corrupissão no braZil), dominaram as prefeituras, aquela unidade da federação onde sabemos que a [email protected] é onde o dinheiro desaparece em doses mais, digamos, familiares, patotísticas ou coronelisticas.
    Outra curiosidade muito curiosa é que ~99% dos municípios elegeram seus prefeitos em 1° turno.
    Alguém se dispõe a dissertar sobre tal curiosa curiosidade?
    PoiZé! (de novo).

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome