Ayres Britto cobrou R$ 56 mil pelo parecer sobre aeroporto de Cláudio

Jornal GGN – Aécio Neves (PSDB) pagou R$ 56 mil para que o escritório de advocacia do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres de Britto emitisse um parecer afirmando que a obra do aeroporto de Cláudio não apresenta “nada de juridicamente inválido”. A informação é do Painel da Folha desta quinta-feira (7).

Após o jornal revelar, em 20 de julho, que o ex-governador de Minas Gerais construiu um aeroporto de médio porte por R$ 14 milhões na fazenda de um tio-avô, o tucano tratou de distribuir à imprensa alguns documentos para explicar a legalidade da obra. Entre eles, um segundo parecer de escritório de advocacia, datado de junho, e enviado pelo ex-ministro Carlos Mário da Silva Velloso de Portugal para Brasília. 

Os documentos versam sobre a desapropriação de uma área para construção de obra pública, e sobre decisão judicial concedendo liminar de posse – caso do aeroporto de Cláudio, pois o processo de desapropriação ainda tramita na Justiça. O motivo é a discordância entre o valor que o tio de Aécio cobra pelo terreno (cerca de R$ 9 milhões) e o montante que o Estado reservou para indenização (R$ 1 milhão). Segundo o governo mineiro, uma nova perícia será feita para determinar o custo correto.

Com os pareceres, Aécio tentou derrubar a tese de que o terreno ainda pertence ao tio-avô e que, dessa forma, o aeroporto de Cláudio é uma obra pública feita numa área privada. Segundo apurou a Folha, a família de Múcio Guimarães Tolentino é quem detém as chaves do aeroporto.

Leia também:  Bolsonaristas registram novo partido em cartório, mas formalização ainda depende do TSE

Outro documento entregue pelo tucano à imprensa para validar o aeroporto ainda não regularizado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) é um inquérito do Ministério Público de Minas Gerais, instaurado em 2009, um ano antes da obra ser concluída.

Os autos apontam que a Promotoria recebeu uma denúncia anônima de um mineiro frustrado com o anúncio da construção do aeroporto numa cidade de menos de 25 mil habitantes, inexpressiva economicamente e muito próxima a um pólo desenvolvido e com aeroporto bem equipado (Divinópolis).

O MP-MG arquivou o caso em abril deste ano, após ouvir a versão oficial do governo mineiro sobre o programa de investimentos em revitalização ou construção de aeroportos regionais ou locais no Estado. Não consta nos autos divulgados por Aécio o acompanhamento da execução da obra.  

Contatada, a assessoria do tucano não confirmou, até o fechamento dessa matéria, a informação da Folha. Também não apresentou motivos para que Aécio ter contratado o parecer de Velloso um mês antes de o aeroporto de Cláudio virar assunto na mídia.

Leia mais: Inquérito de 2009 não questiona favorecimento à família de Aécio com aeroporto

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

68 comentários

  1. Custou barato. A pérola

    Custou barato. A pérola termina assim: “Só e só. É como penso, salvo melhor juízo”.  Tá bom – só e só. É como penso, a não ser que esteja errado – o bacharel decorador de códigos ganha 56 mil para dizer isso. Vai ganhar uma chave do cadeado do aeroporto, tambem. De brinde.

  2. “Também não apresentou

    “Também não apresentou motivos para que Aécio tenha contratado o parecer de Velloso um mês antes de o aeroporto de Cláudio virar assunto na mídia”:

    Ah, nao?  Eu digo entao.  Eh porque tinha um mes que a falha da SP tinha a reportagem pronta, e o avisou.

  3. Aécio sabia que vinha chumbo

    Aécio sabia que vinha chumbo grosso e antecipou o “salvo conduto” com os amigos do judiciário…

    Espero que esse assunto seja devidamente esclarecido nos debates entre presidenciaveis…

    Enquanto isso a mídia escandaliza questionário de CPI boicotada pela oposição!

    • “Aécio sabia que vinha chumbo

      “Aécio sabia que vinha chumbo grosso e antecipou o “salvo conduto””:

      Resta nos saber por que razao a falha de SP nao so segurou a reportagem por pelo menos um mes como ainda avisou o aecioporto antecipadamente que ia cair granizo….

    • EXCELENTE pergunta…  que

      EXCELENTE pergunta…  que voce nao fez:  QUEM pagou por esses 56 mil reais?

      QUEM assina o cheque?

    • O ponto de quem assinou o

      O ponto de quem assinou o cheque eh simples o bastante:  mais tarde vamos acreditar que a compania de Ayres simplesmente nao viu?

      Pois eu quero saber quem assinou esse cheque AGORA NESSE MINUTO.

  4. se fosse alguém do pt

    Se fosse alguem do pt ficaria 36 horas por dia na midia nacional e seria capa da veja.

    • Pois é, consegue transformar

      Pois é, consegue transformar dinheiro público em privado; caixa 2 de campanha em compra de votos; campanha política em projeto de perpetuação no poder ( muito além de um quadriênio quadriplicado ) mas não consegue linkar, helicópteros, drogas e aeroportos clandestinos… De, fato, complicadíssimo. Cobrou até barato. Por 46 pilas eu não metia a mão nessa cumbuca, nem ferrando. Lembrando que esse sujeito é um ex-Presidente do STF… Tá brabo mesmo.

  5. Na ponta do lápis

    São 25 linhas de texto. Cada linha saiu por R$ 2.240, inclusive a última.

    Quando eu crescer quero ser Carlos Ayres Brito e cobrar 2.240 contos para escrever “é como penso, salvo melhor juízo”.

    Mas quero também – depois de ganhar essa bolada para dar o parecer – dormir com a consciência tranquila, e não sei se vou conseguir.

     

  6. O Parecer de Ayres Brito no caso do Aeroporto de Cláudio

    O parecer de Ayres Brito abrange único aspecto da questão do aeroporto de Claudio, exatamente a única que não interessa neste caso, como se resolvida esta questão (que não é só o que ele fala neste parecer) todo o resto estivesse resolvido é bom lembrar que numa desapropriação não há composse (posse de antigo proprietário conjunta com o novo), não há porque o estado passa a ser proprietário de fato e o destina o seu uso para o propósito que lhe foi atribuído, estrada, hospital, aeroporto ou o que seja, o estado passa a usar e usufruir da propriedade, à transcrição do domínio embora seja ato cartorial precede de algumas normas e princípios da Administração Pública, no caso, os princípios de eficiência, da impessoalidade e da moralidade administrativa, todos estes forma feridos nesta transação, estes princípios não foram abordados pelo ministro porque são indefensáveis.

    Vejamos eficiência: Uma administração eficiente pressupõe qualidade, presteza e resultados positivos, constituindo, em termos de administração pública, um dever de mostrar rendimento funcional, perfeição e rapidez dos interesses coletivos. (Maria Sylvia Zanella Di Pietro (2002, p. 83), nem de longe o aeroporto de Claudio chega perto disto, dado sua localização, interesses e uso.

    Impessoalidade: O saudoso professor Diógenes Gasparini, escreve que o princípio da impessoalidade quer acabar com o atendimento do administrado em função do seu prestígio com o administrador ou quando este tem alguma obrigação para com aquele, já Ana Paula Oliveira Ávila, disserta que:A impessoalidade restará como o princípio que impõe á Administração Pública o dever de respeitar o direito de igualdade dos Administrados e de não se valer da máquina pública para lograr proveito pessoal ou de outrem; o dever de proceder com objetividade na escolha dos meios necessários para a satisfação do bem comum; o dever de imparcialidade do administrador quando da prática de atos e decisões que afetem interesses privados perante a Administração, e, inclusive, na decisão sobre o conteúdo dos interesses públicos em concreto; o dever de neutralidade do administrador, que deve caracterizar a postura institucional da Administração e determinar aos agentes públicos o dever de não deixar que suas convicções políticas, partidárias ou ideológicas interfiram no desempenho de sua atividade funcional; e, ainda, na sua exteriorização, o dever de transparência. (O Princípio da Impessoalidade da Administração Pública – Para Uma Administração Imparcial – Ávila, Ana Paula Oliveira).

    A chave do aeroporto esta com o tio do Aécio Neves em cujas terras foi construído o aeroporto e o Aécio Neves tem uma fazenda na região também, a construção deste aeroporto tem o único objetivo de beneficiar o Aécio e seus parentes.

    O principio da Moralidade Pública: Não poderia deixar de citar o grande jurista Celso Antônio Bandeira de Mello, escreve ele , que : O regime de direito público resulta da caracterização normativa de determinados interesses como pertinentes à sociedade e não aos particulares considerados em sua individuada singularidade. Juridicamente esta caracterização consiste, no Direito Administrativo, segundo nosso modo de ver, na atribuição de uma disciplina normativa peculiar que, fundamentalmente se delineia em função da consagração de dois princípios: a) supremacia do interesse público sobre o privado; b) indisponibilidade, pela Administração, dos interesses públicos.

    Ao sobrepor os interesses particulares sobre o público o então Governador Aécio Neves feriu o principio da Moralidade Pública.

    O ex Ministro de STF salvou o que não precisava, ganhou para não falar, não entrou nas questões que realmente importam, contruir uma tese sobre tal pilar é o mesmo que construír uma pirâmide de cabeça para baixo e isto ele não fez, ganhou R$56.000,00 para dizer o óbvio sobre o qual não foi perguntado, pois se fôsse eis a resposta:

     

    Maceió 22/09/2010 :Ministro Ayres Britto, do STF, destaca importâncias dos Tcs ele lembrou ainda que a Constituição de 1988 deu aos Tribunais de Contas e ao Ministério Público um poder inovador

    “Os Tribunais de Contas têm como principal missão o combate à corrupção, que histórica e teimosamente corrói as instituições como um câncer e se revela no simples desvio de dinheiro público e em formas mais sofisticadas de ação, como o patrimonialismo e o nepotismo”, disse

    “ “É uma função tão importante, destacou, que pode resultar em sanções como a perda da função e dos direitos políticos, a devolução de recursos e a indisponibilidade de bens do agente público”. A competência mais importante é a de julgar (contas, convênios, atos de pessoal), com mérito ao qual não cabe revisão do Judiciário, a não ser quando a decisão desrespeita direitos individuais dos gestores. O principal efeito dessa competência, na visão do jurista, é tornar inelegíveis os administradores que cometeram irregularidades consideradas insanáveis.,

    Minha conclusão é que se Aécio Neves for levado às barras da justiça, segundo os parâmetros de Ayres Brito ele está sujeito à sanções como a perda da função e dos direitos políticos, a devolução de recursos e a indisponibilidade de bens do agente público”.

  7. Essa Cintia…
    ….
    “Outro

    Essa Cintia…

    ….

    “Outro documento entregue por Aécio à imprensa para validar o aeroporto que ainda não foi regularizado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) é um inquérito do Ministério Público de Minas Gerais, instaurado em 2009, um ano antes da obra ser concluída.”

    ….

    Quer dizer que a ANAC não regularizou o aeroporto? E que o Aécio precisa dessa “regularização” para validar o aeroporto? Colocado assim, o relapso não é o Aécio, mas a ANAC. Logo a ANAC que não tem a chave da porteira e poderá ser acusada de invasora de uma propriedade particular? Tomara o ministério público não esteja conduzindo as investigações com essa mesma inversão, usual. do PIG.

  8. Me engana que eu pago

    O ex-ministro do STF e agora Global Ayres Britto levou R$56 mil para emprestar “seu” nome – num pedaço de papel – para dizer o que a lei já diz. Ou seja, ele apenas relata como se dá o processo legal de desapropriação.

    Agora, a “esperteza” do ex-ministro e Global está em não adentrar nos meandros da arrumação envolvendo o aeródromo da família Neves construída com dinheiro público.

    A diferença do ex-ministro para um parecerista, portanto, é que o segundo ganha a vida honestamente.

  9. .

    Aí se vê de forma cristalina a tremenda promiscuidade entre os que fazem (ou fizeram) os poderes. Um ex-ministro do STF (!), que presidiu um julgamento farsesco, mandando para prisão políticos do PT, não vamos sequer discutir se eram culpados ou não, mas condenados ao custo de provas no mínimo duvidosas e polêmicas, ao mesmo tempo assina um parecer para um político da oposição enrascado em uma questão com claros indícios de beneficiamento impróprio e escandaloso. O mínimo que um ex-juiz decente e digno poderia fazer, seria negar qualquer envolvimento com o caso, mesmo ainda se comprovadamente considerasse o implicado inocente, o que não chega a ser o caso.

    • 14 milhões…

      O ministro tão esperto não sabia que o “aeroporto “, ou melhor a pista de pouso, implicou em 14 milhões?  Ficou bobo de repente? Onde está a honestidade?

  10. Não há só imoralidade. É ilegal mesmo!

    Sintetizo: o fato da obra pública não ter sido entregue ao povo é totalmente ilegal, mantida que está a propriedade ( hoje pública, pois foi desapropriada)  em mãos da família, aguardando o dia em que o processo de desapropriação terminar. A discussão no judiciário pode demorar vinte anos. E até lá o uso do aeroporto é particular?

    Ora, isto não existe. Não é só imoral.  É ILEGAL MESMO1

  11. Ayres Britto não se cansa de

    Ayres Britto não se cansa de dar vexame, não? É ótimo pq aos poucos as intenções dos ministros no julgamento da AP 470 vão ficando escancaradas. 

    Então o Aecioporto de Claudio tá todo legal… E o aeroporto subterrâneo ou secreto de Itabira? Tá normal, tb? E o de Montezuma?

    O que é esse Ayres Britto, gente? Como pode?

      • Há sempre o dia seguinte…

        E assim vamos tomando conhecimento das atitudes condenáveis daqueles que, escondendo provas, conderam brasileiros que por milhares de pessoas, são considerados heróis. Nada como um dia atrás do outro … O STF ainda carece de limpeza. Não está totalmente saneado…

        • Toni e Marly, acho ótimo que

          Toni e Marly, acho ótimo que façam tudo de forma escancarada mesmo para que fiquem bem claras as diferenças entre os ministros que não estão mais na Corte e os que permaneceram.  Ninguém é santo e ninguém está livre de cometer erros, inclusive favorecer seus amigos/interesses mas valer-se do cargo para agir de forma cruel e canalha para prejudicar alguém em posição desfavorável é abominável. Pode ser que a Corte careça de limpeza mas o fato é que, as sessões de ontem e hoje, transcorreram na mais perfeita normalidade e olhem que com direito a Bermudes na tribuna, Fux,devidamente impedido e GM votando contra… Ministra Rosa Weber parece até outra pessoa… dá pra acreditar em decisão da ministra Rosa, rodando no FB e todo mundo curtindo? Pois é; isso aconteceu ontem. Não é o mesmo plenário, nem de longe… é óbvio que divergem mas, normalmente e sem viagens intergalácticas para justificar votos. Até o japa que secretariava o plenário foi substituído por uma loura linda toda diva… Agora vai…

    • Sao aqueles maravilhosos

      Sao aqueles maravilhosos juristas que disseram ser legal separar direitos por criterios raciais.

      Na epoca dos fatos ( quando a esquerda dizia que o Barbosa era o negro que a casa grande nao aceitava ) todos eram considerados juizes exemplares.

      Hoje a gente vê o que são né?

      rs

  12. Do bolso do Aócio é que esse

    Do bolso do Aócio é que esse dinheiro não saiu. O saco de dinheiro dos privateiros não tem fundo. Por exemplo, os amigos dele aqui em Minas pagaram pra um “perito” dos EUA 200 mil reais pra atestar a falsidade da Lista de Furnas. Depois descobriu-se que esse “perito” havia sido acusado de perjúrio lá nos EUA por causa de um laudo de falsificação de documento. 

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/40023/PSDB-gasta-R$-200-mil-para-anular-lista-de-Furnas-lista-de-furnas-rogerio-correia-nilton-monteiro-psdb.htm

  13. O que dizer?
    Muitos que são

    O que dizer?

    Muitos que são mais proxmos de mim me perguntam porque voto no PT. Depois de procrurar a melhor resposta que eu podia dar, algo saiu espontaneamente: “os inimigos dele”.

    • “Isso é uma vergonha”!

      Embora eu não goste do dono do bordão, vou repetir aqui, o Boris Casoy, “Isto é uma vergonha” Ministros e ex-ministros da mais alta Côrte da nação, vendendo seus pareceres técnicos, e deixando-nos na dúvida, se durante seus juízos, tambem não agiram movidos pelo tilintar das moedas !

      • DÚVIDA?

        Grande AIRES.

        E você tem alguma dúvida que nossa justícia/mirdia está totalmente vendida no bolso de meia duzia de figurões?

        Tá parecendo o NASSIF reclamando que ninguem toma providencia na justicia(???) contra a veja sô?

  14. Já na AP 470…
     

    MENSALÃO: Ayres Britto se aposenta do Supremo, mas vai deixar pronto voto atribuindo pena a todos os condenados

    Ayres Britto ouve o relator do mensalão, Joaquim Barbosa: penas aos mensaleiros ficarão registradas em seu voto(Foto: Felipe Sampaio / STF)

    O voto de Ayres Britto, por Ilimar Franco

    Ilimar Franco, O Globo

    O presidente do STF, Ayres Britto, vai deixar pronto seu voto sobre a dosimetria das penas de todos os réus do mensalão.

    Ele participa de mais cinco sessões antes de se aposentar [por atingir a idade-limite de 70 anos, no dia 18 próximo].

    Mas deve antecipar seu voto alegando ter participado de todo o julgamento.

    Sua lógica é a mesma do ex-ministro Cezar Peluso, que antes de se aposentar deixou seu voto pronto sobre a parte do processo do qual participou.

     

  15. 56.000 dividido por 12…

    56.000 dividido por 12… Deixa ver… 4.500? Tá correto? Puts, queria ter um empregão assim. Não, acho que é melhor dividir por 13, por causa do 13º, mas aí fica ruim fazer a conta de cabeça. Qual a porcentagem dos assalariados  brasileiros tem um salário assim todo mês?

    • “56.000 dividido por 12…

      “56.000 dividido por 12… Deixa ver… 4.500?”:

      E 14 milhoes de reais divididos por um quilometro de pista eh…  deixe me ver…  45 mil dolares por 100 metros de pista de arcioaterrizagem…

      …  porque o “edificio” do lugar eh uma privada de beira de estrada.

  16. Não foram 56 mil!

    Luna, amigos,

     

    pensem bem, não foram R$56.000,00, mas US$25.000,00.

     

    Essa gente não se lambuza com reais, dinheiro de brasileiro pobre..

     

    Até

    • O Eduardo tem razão.

      Lápis, papel, tabuada. 56.000/2,204= 25,000.00. Num desses dias, o dólar estava exatamente a 2,204 por real. Considerando-se que ninguém no Brasil cobra R$ 56.000,00 por nada, e que US$ 25,000.00 parecem um número muito mais plausível, está desmontada a patranha. Alguém pagou em dólares pelo parecer. Mas assim, vai parecer que quem pagou foi o povo. Estou certo? Cadê o Aliança Liberal para desmontar essa tese que desde já acredito ser verdadeira?

    • Quase R$ 65 Mil Reais, que equivale, aos US$ 25.000 Dólares.

      Olhando-se esta operação de compra do parecer do “Carlim” e o pagamento ser em dólares, eu fico me perguntando: Quantos milhares de dólares, teria sido cobrado, pela “banca” do STF, para penalizar os mensaleiros. Teria sido mais do que os citados R$ 110.000 Reais, que teria sido pago pela liderança petista, aos aliados ?

    • PARABENS

      PAULO.

      Não tem prá ninguem. 

      Disparado o melhor comentário.

      A ponta o ICEBERG que sabemos até agora é um apartamento em MIAMI comprado por uma empresa com sede em um apartamento funcional em BARSILIA.

  17. os mercadores de sentença,

    os mercadores de sentença, nova peça pregada por essas víboras do patrimonialismo e da regressão política….

    como diria o poeta:

    vendo tudo,

    ninguém acredita!

  18. O imbróglio envolve até ex-juizes do STF ?

    O Aécioporto, foi construído contra todas as opiniões em contrário, e em terreno de familiares do então governador, e em desobediencia às normas da ANAC, e somente agora, ele tenta regularizar a operação, e “compra” o parecer técnico de um dos “seus” o ex-ministro do STF, Carlos Ayres de Brito, que tambem fica no bico do côrvo.

  19. 56 mil por um parecer. Uma só

    56 mil por um parecer. Uma só lauda, que mamata! O teor não acrescenta argumentos jurídicos de valor. Na verdade, foi só para por o nome dele lá, um ex do STF. E, no final, fez constar “salvo melhor juízo.” Eu tenho melhor juízo. Aliás, a maioria com um mínimo de compreensão também tem melhor juízo.

  20.  
    Pagar 56 mil por um parecer

     

    Pagar 56 mil por um parecer de uma alta ex autoridade é até barato.

          O problema é que ele cobra o mesmo tanto pro mesmo  assunto pra ”paracer”  pro contrário 

                  Aí é grave.

                Ou seja, não é uma questão ideológica,mas financeira.

                      E qual ‘parecer” não é antecipadamente tratado e pago – contra ou a favor,tanto faz.

                        E qual réu ou testemunha não combina antes perguntas e respostas/?

                       Então,que catzo de ”escândalo” é  esse?

                  Depois de uns 20 anos, finalmente, teremos uma cpi  contra o governo do p s d b.

    A grande tragédia é quem a conduzerá no senado.

               O manso Suplicy mais causa sono do que impacto.

                   Pena!!!

                  

         

                              

     

     

  21. A grana da privataria tucana faz a festa até hoje

    Também pudera, mais de 1 trilhão de reais foram surrupiados do povo brasileiro durante a privataria, essa grana faz a farra destes larápios, Ayres Britto na biqueira

  22. Aqui mesmo, em BH, ele

    Aqui mesmo, em BH, ele poderia conseguir um muito mais barato e consistente na “ESQUINA DOS AFLITOS”. 

  23. O exemplo


    Eu vejo como um verdadeiro deboche contra a população o fato de um candidato a presidência da república pagar cerca de 77,35 salários mínimos R$ 56.000,00), para receber um laudo emitido por escritório de um ex-ministro do STF. O laudo isolado, a meu ver, não significa absolutamente nada. Mas, entendo que a intenção parece ter a finalidade de criar um impacto para minimizar um escândalo de envolvimento ilegal e fora da lei do dinheiro público em melhoria de bens familiares. O pior de tudo é saber que, talvez, a vantagem financeira ou de fator amizade pesou mais para o emitente do laudo, que os valores éticos e morais que deveriam ser os únicos admissíveis para quem trata de lei e justiça. Que espécie de exemplo é esse, que alguns dos recentes membros do judiciário mostram ao país?

  24. Vindo do pretenso poeta e

    Vindo do pretenso poeta e pretenso juiz, não me surpreendo, new aliado da TV mais manipuladora que já existiu no  globo.  E ainda falam que a justiça brasileira é séria. Parodiando o justiciero, quando este parecia ser um Juiz com jota maiúscula,  que questionou em determinado momento outro “cultíssimo’ ministro : “saia nas ruas para escutar o povo sobre o que ele pensa da justiça.” Só não vale perguntar pros coxinhas, por que esses …… Bem, precisa dizer? Tá tudo explicado ……….

  25. Ficou mais barato que o
    Ficou mais barato que o banheiro do Torquemada.

    Me pergunto quem irá repor este montante do caixa do PSDB. Ou será que o montante virou pó?

  26. Ayres Brito cobrou apenas 56

    Ayres Brito cobrou apenas 56 mil para dar um parecer a Aécio Neves? O ex-advogado do PT deveria valorizar mais sua carreira. Para meter a caneta num pedaço de papel a fim de justificar o injustificável, Ayres Brito deveria ter cobrado pelo menos 560 mil reais do tucano mineiro. O preço que ele cobrou certamente será considerado “preço vil” pelos juristas que compõe o seleto clube dos ex-Presidentes do STF. Ha, ha, ha…

  27. Qual o problema?

    Qual o problema? O aécio pagou a um advogado para emitir um parecer favorável. O Dirceu pode pagar milhões a um advogado para se defender no mensalão, mas o Aécio não pode pagar 56 mil a um advogado??

    • Qual o problema???

      Caramba!!!! Não consegue ver problema????? Ele não pagou um advogado. Ele pagou o advogado. É o ex-ministro do STF que deu o parecer. Ele acabou de sair. Por questões éticas, ele não deveria emitir parecer nenhum. O seu alinhamento com os tucanos, só prova que ele é um dos magistrados que tinha interesse em culpabilizar os políticos do PT. Tudo bem que vc não goste do PT. Eu também não gosto de bife de fígado. Mas eu sei porque eu voto no PT. E poderia debater com alguém. E vc? Há alguma razão lógica por não gostar do PT? Ou também não gosta de bife de fígado?

    • Qual o problema???

      Caramba!!!! Não consegue ver problema????? Ele não pagou um advogado. Ele pagou o advogado. É o ex-ministro do STF que deu o parecer. Ele acabou de sair. Por questões éticas, ele não deveria emitir parecer nenhum. O seu alinhamento com os tucanos, só prova que ele é um dos magistrados que tinha interesse em culpabilizar os políticos do PT. Tudo bem que vc não goste do PT. Eu também não gosto de bife de fígado. Mas eu sei porque eu voto no PT. E poderia debater com alguém. E vc? Há alguma razão lógica por não gostar do PT? Ou também não gosta de bife de fígado?

    • Claro que o aécio, pode sim

      Claro que o aécio, pode sim pagar ao poetinha sergipano, os 56 mil caraminguás. Não se trata de poder pagar ao causídico ayres brito, ora abrigado em sinecura inventada pelos marinhos, no tal instituto inovare. Na arapuca destinada a  premiar juizes e homens públicos, dóceis prestadores de serviços à casa-grande. 

      Todos sabemos que o vadio do Aécio, jamais foi capaz de pregar um prego. O único trabalho que realizou na vida foi carregar uma pasta vazia do avó tancredo, se é que se pode chamar isso de trabalho. Dai, desde novinho, o cabrito foi aprendendo as mutretas necessárias a manter as tradições das classes dominantes. Cujo mantra, é defender a privada, porém, nutrindo-se e acomulando bens, dependurados nas tetas do Estado.

      Pois bem Dona Maria Sales. A senhora não desconhece o tradicional comportamento dos nossos bem nascidos. Todos muito éticos, honestos, seguidores fieis em Cristo, e bem comportados quando em público. Não obstante, nos bastidores….ai, não sopram bafometro, sonegam adoidado, não carregam embrulho, entretanto, seus helipópteros andam abarrotados de pasta de cocaina refinada. No mais, nada ficam a dever em safadezas, ao integro demóstenes torres e seus amigos do stf e dos grampos fajutos em conluio com o cachoeira e o caneta, redatores chefes da veja.

      Aquele sujeito que antes de ser flagrado com as patas atoladas numa cumbuca imunda era o candidato das elites de merda. Observe, que o aeroporto clandestino do titio do aécio, foi inicialmente construido com dinheiro público pelo tancredo neves. O netinho,apenas mandou asfaltar a pista, por ter substituido o teco teco obsoleto por um jatinho mais condizente com os tempos modernos.

      Isso não isenta de responsabilidade, o Zé Dirceu. Mas, inegavelmente, ele apenas aplicou usos e costumes para chegar lá. E, com as regras vigentes, queira o não é assim. Assim foi com o FHC e será com os demais. Vamos deixar de tanta hipocrisia. Pricipalmente a pouca vergonha dos ayres de brito, gilmar mendes, e de todos os outros que sabem muito bem como são feitas as salsichas. Ou a insenção vale apenas pros tucanos?

      Orlando

    • Criaturinha 2

      Um parecer de um escritório de ex-ministro do STF, que concorda que um aeroporto pode ser construído com dinheiro público em propriedade privada, e para uso exclusivo… é, não é nada demais mesmo. Cruzes!

  28. A coisa funciona assim:

    A coisa funciona assim: quando a coisa é a favor do PT está tudo certo, tudo dentro da legalidade, mas quando é feito por Aécio o bicho pega, os adversários caem de pau em cima, e fazem de uma gota, uma tempestade. 

  29. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome