Alas do PSB reforçam apoio a Joaquim Barbosa para a Presidência da República

Movimento articulado pelo líder do partido na Câmara enfraquece suporte à candidatura de Geraldo Alckmin organizado por Márcio França 
 
joaquim_barbosa.jpg
(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
 
Jornal GGN – Está mais nítida a divisão dentro do PSB em duas alas: uma em apoio a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) e outra de Joaquim Barbosa. Segundo informações do Estado de S.Paulo, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal vem intensificando os encontros com lideranças da sigla desde dezembro.
 
No dia 11 daquele mês, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal se encontrou com deputados do PSB em seu escritório em São Paulo admitindo seu interesse em disputar as eleições neste ano, mas que deixaria a decisão para março. 
 
Acontece que o vice-governador de São Paulo, Márcio França, lidera uma outra articulação para apoiar a candidatura de Alckmin em troca de apoio para concorrer a eleição ao governo do Estado de São Paulo. O acordo também visa ampliar o tempo de TV e rádio na propaganda eleitoral gratuita para o psdbista. 
 
Joaquim Barbosa ainda não se filiou ao PSB, mas participou de uma reunião com representantes do partido e com o marqueteiro argentino Diego Brady na última quinta-feira (25), em Brasília. Na ocasião ele chegou a dizer que está incomodado com a movimentação do vice-governador.
 
Sua candidatura pelo PSB está sendo coordenada pelo líder do partido na Câmara, deputado Júlio Delgado (MG). Seu grupo está preparando uma série de manifestos para ampliar o apoio dentro do partido. Um deles foi lançado na última semana pelo diretório mineiro. “A Executiva Estadual do PSB de Minas Gerais reconhece que a filiação de Joaquim Barbosa reforça os quadros do campo progressista. É homem público, capacitado, competente e dará grandes contribuições para as discussões temáticas nacionais”, diz a nota.
 
Quanto a preocupação de Barbosa de não ter o apoio total do PSB, Delgado declarou ao Estado de S.Paulo ter explicado ao ex-ministro que “nem o Eduardo, que era governador de Pernambuco, presidente do partido e que teve toda uma história no partido, conseguiu unanimidade em 2014. É um trabalho de construção de candidatura e que vamos continuar fazendo”. 
 
A filiação de Barbosa estava prevista para janeiro, mas segundo o colunista Lauro Jardim, a condenação de Lula levou o ex-ministro a adiar a decisão. Ele, na verdade, tem até o dia 7 de abril, data limite para político que querem participar das eleições se filiarem a algum partido. 
 
O marqueteiro argentino Diego Brady sugeriu que Barbosa publicasse uma nota sobre o resultado da condenação de Lula no TRF-4, uma vez que o ex-ministro presidiu o STF no julgamento do mensalão, mas Barbosa afastou a ideia para não ser considerado “oportunista”.
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Denúncia contra o presidente genocida no STF, por Fábio de Oliveira Ribeiro

10 comentários

  1. Até gostaria que essa coisa

    Até gostaria que essa coisa fosse candidato, só pra ver as migalhas que recolheria nas urnas. Grosso todo. Mal educado desde sempre. Ignorante até mesmo em questões de direito (só relembrar o que dele falavam os demais ministros). Oportunista até a raiz dos cabelos (parcos). Mentiroso. Ressentido. Globosta. Venha, caríssimo, venha sentir o povo… Haja saco com essas coisas a piorarem, desde sempre, o futuro. Dizê-lo progressista é, no mínimo, ofender qualquer progresso, mais conservador, impossível. Sem contar o ego que mais parece um farol-umbiguista. Aliás, depois que se aposentou, nunca mais sofreu da coluna, haja vista a quantidade de eventos em que se apresenta (cobrando, sempre, como cobrou os 50.000,00 da câmara de vereadores hipócritas de Itajaí).

  2. Joaquinzão vem ai

    Depois de Marina Silva, o PSB podera sair na ala do Barbosa. Sem Lula, Barbosa tem suas chances. Sobretudo por causa dos outros terriveis candidatos. E se Joaquim Barbosa ganhar essas eleições vamos ter muito mais problemas entre as instituições pela frente. Insituições essas que segundo a PGR e o STF estão funcionando a contento! Deles é claro.

  3. Esse traira inciou a lawfere
    Esse traira inciou a lawfere contra o PT visando abocanhar o poder mediante o uso de cargo publico. O povo não gosta de Judas traidor.

  4. E a candidatura de Aldo

    E a candidatura de Aldo Rebelo pelo PSB ? Uma informação assim vinda de um órgão de imprensa notoriamente tucano e alckmista não sei se é muito confiável. Que Alckmin está doido para ter o apoio do PSB isso eu sei, mas a chance é pequena porque o PSDB/SP já meio que dá como certo que vai lançar candidato à governador do próprio partido.

  5. Comentário.

    Seria um bom candidato da situação. Convenhamos.

    Estaria fora dos perfis bolsonaristas.

    Estaria fora dos focos midiáticos da Lava Jato, que até o mundo mineral sabe a joça que é, com exceção da imprensa a soldo, que assume a mesma postura do Mi$hell quando fala a melhora da economia.

    Agruparia aqueles que odeiam o PT.

    Adicione a isso o timming de cair fora e não ter seu nome ligado diretamente com a quantidade de lama que veio (e está vindo).

     

  6. Não vale nada

    Um sujeito que deu uma de “fazer a diferença” e acabou comprando apartamento em Miami por US$10, mediante trambique com empresa fantasma criada por ele mesmo, com endereço em apartamento funcional (de todos os brasileiros) em Brasilia.

    Construção: Chico Buarque / Barbosa

    Bateu na sua mulher quando ainda era mínimo…

    Pegou o seu diploma e se sentiu messiânico…

    Atravessou o planalto com seu passo tímido…

    Subiu no Judiciário qual se fosse máquina….

    Ergueu no STF uma barreira sólida…

    Partiu para Alemanha a mitigar as cólicas…

    Voltou com muita raiva pra prender políticos…

    E condenou Dirceu como se fosse único…

    Genoino com Delúbio num desenho sórdido…

    E liberou geral quando o assunto é tráfico..

    Comprou casa em Miami como aristocrático…!

    E graças ao Dirceu deu entrada na política!

  7. Se ele pegar
     

    um bom marqueteiro, tá eleito!

    Se o Lula for preso, ele, Joaquim, seria o candidato mais forte ao planalto.

    Ele poderia invocar a sua atuação “contra a corrupção” e a condenação “dos primeiros corruptos”.

    Poderia invocar as consequências da corrupção para o Brasil e sua total extirpação com a derrocada final de Lula, pondo fim ao PT, à era Lula, Dilma e à história das lutas dos desfavorecidos, citando a si próprio como exemplo de “como se fez por si mesmo”

    Teria a seu favor ainda, o seu passado ilibado, a sua luta pessoal enfrentando a tudo e a todos num mundo inóspito para ele. Figuraria como a esperança de vitória do povo humilde e, de quebra, poderia pousar como o “exemplo do Brasil para o mundo, elegendo seu primeiro candidato negro”.

    É só combinar com as partes.

     

  8. Odeio dizer isso:

    Gostemos ou não, este Sr vai ter muito voto. Muito voto!  Pode faturar, sim! Pega eleitor de tudo quanto é lado. Pensar que PT e PSB foram parceiros históricos. Que graças a burrada e a fome de Dilma o casamento acabou. Preferiu ir de Chinaglia  e não apoiar Julio Delgado (PSB) … Bom a partir dai Cunha só teve a agradecer a Dilma por ter ganho a presidência da Câmara. E a partir dai só deu merda pro PT! Infelizmente não ajudamos só a Rede Grobo e sua comparsas a sobreviverem e nos fuderem. Ajudamos gente como o Cunha … é!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome