Alckmin perde para Lula, Bolsonaro e Dias no Paraná, onde PSDB venceu em 2014

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 
Jornal GGN – A pesquisa Ibope no Paraná divulgada nesta sexta (24) reflete a dificuldade que Geraldo Alckmin (PSDB) terá em superar os concorrentes de centro-direita e direita. No Estado, Aécio Neves venceu em 2014 com 60,98% dos votos. Já Alckmin perde para Lula, Jair Bolsonaro e Álvaro Dias, que estão empatados.
 
Se a eleição fosse hoje, no Paraná Lula teria 24% dos votos, seguido por Dias (22%) e Bolsonaro (20%). 
 
Quando Lula não pode disputar e Fernando Haddad assume a chapa do PT, quem ganha no Estado é Álvaro Dias, com 27%, contra 22% de Bolsonaro. A margem de erro é de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos.
 
Quando Lula está no páreo, Marina Silva aparece com 6%. Alckmin empata com Ciro Gomes, João Amoêdo, Henrique Meirelles, Vera (PSTU) e Eymael, no patamar dos 4% ou menos.
 
Em 2014, o PSDB venceu em todo o Sul do País e, no Paraná, recebeu 60,98% dos votos válidos contra 39,02% de Dilma Rousseff. Em Santa Catarina, os tucanos tiveram 64% dos votos, ante 35% de Dilma. No Rio Grande do Sul, 53% contra 46%.
 
No plano nacional, mesmo que todos os votos da direita e centro-direita migrassem para Alckmin, ele não chegaria perto do desempenho de Lula. No último Datafolha, o petista lidera com 39% dos votos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. Impressionante o resultado

    Sabendo que o Paraná é o estado sede da ORCRIM Fraude a Jato e que essa quadrilha institucional trablha a há mais de 5 anos para aniquilar a Esquerda, o PT, os petistas e sobretudo o Ex-Presidente Lula, é mesmo surpreendenete que um instituto de pesquisas ligado ao grupo Globo, que elabora questões com viés claramente contra a Esquerda, contra o PT e contra o Ex-Presidente Lula, tenha obtido esses resultados.

    Se outras sondagens, feitas por outros institutos, obtiverem índices semelhantes, podemos concluir que o resultado da Fraude Jato, ao contrário do que imaginavam seus mentores e operadores, será devastador.

  2. Enigma

    O pudim de xuxu tem carta guardada na manga.

    Qdo os articuladores de sua campanha começarem a descarregar o arsenal guardado as coisas mudarão.

    Ele ( Alkimin) faz o estilo dissimulado. Ta muito quieto, até acuado. Tem coisa ai.

    • Isto que disse, é uma opinião
      Isto que disse, é uma opinião ou torcida.
      Diz aí.

      Porque , a carta na manga de Alkimin vai ter convencer o eleitores de Bolsonaro a votar nele.

      E alguns petralhas tbêm. Eu com certeza não mudarei meu voto

      Tem que ter muita carta na manga.

      Agora se conseguir e convencer brancos/nulos a votar nele, pode até ser.
      Mas com a “simpatia e carisma ” que tem pode até ser.

  3. Alckmin e FHC, nordestinos cenográficos.
      

    Wilson Gomes

    2 h · 

    Aí o marqueteiro chegou no ouvido do Dr. Geraldo e cochichou “Põe aí um chapéu de vaqueiro do agreste que eles vão achar que você é nordestino, mano”.

    Dr. Geraldo arqueou as sobrancelhas, desconfiado, e redarguiu: “Será? Não precisaria de um jegue, uma sanfona, uma banda de pífanos, uns cactos, sei lá, só para compor a cena?”.

    O marqueteiro se aproximou mais, demonstrando alguma impaciência: “Geraldão, deixa disso. Vai dar uma de FHC e dizer que é mulatinho, tem um pé na cozinha e adora buchada de bode? Vê lá! Isto não funcionou. Seja simples, homem. Faça uma cara de ‘o sertanejo é antes de tudo um forte’ que dá certo. Eles vão adorar você”.

    “Mas Lula colocou pelo menos um jaleco da hora e eu só estou com esta mesma camisa de farmacêutico de Pinda que está em tudo quanto é foto. Pareço Itamar Franco com roupa das Casas José Silva. Veja o que aconteceu com a Heloíza Helena, que fazia foto sempre com a mesma camisa e a mesma calça e andavam caçoando dela dizendo que tinha guarda-roupa igual ao da Mônica”, insistiu Dr. Geraldo, já suarento e irritado. “Veja lá. Não vá queimar o meu filme. Sem Lula na disputa, a gente precisa conquistar o Nordeste que o filho da puta do Jair já me tomou aqueles ingratos de São Paulo”.

    O marqueteiro, irritado e desejoso de voltar para o ar condicionado, dá a sua última cartada; “Dr. Geraldo, Lula é um cabeça-chata local, comedor de calango e pau de arara. Até de terno Armani o cabra parece nordestino. Não dá para competir. Mas se o Sr. quer mesmo mais um acessório, segura aqui essa marmita de alumínio, que todo nordestino que trabalha em obra em São Paulo tem uma dessas. Deve ser uma coisa de identidade cultural,um fetiche, sei lá. Isso, olha para a frente, para o infinito, assim. Gente, já está até parecendo com o Ciro Gomes!”

     

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome