Aos gritos de “capitão”, Bolsonaro escolhe General Mourão a vice


Foto: Reprodução
 
Jornal GGN – O candidato à Presidência da República da extrema-direita, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou neste domingo (05) o general Hamilton Mourão como seu vice na chapa eleitoral. O nome de Mourão já será oficializado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na tarde de hoje.
 
Durante o anúncio, Bolsonaro elogiou os cotados para entrar em seu programa de governo, como o general Augusto Heleno e a advogada Jnaina Paschoal, que não aceitou formar chapa por “questões familiares”, e fez ataques à “esquerdalha” e também não deixou em branco o MDB e o PSDB: “Eles podem ter televisão e dinheiro, mas nós temos o povo do nosso lado”, afirmou.
 
Ao seu lado, no palco, além do novo vice estava o ex-ator Alexandre Frota, que é o candidato a deputado federal pelo partido de Bolsonaro. Defendendo as armas, o filho do presidenciável Eduardo Bolsonaro, deputado federal, também discursou: “Sabe por que nossos policiais morrem? Porque se eles atirarem eles sabem que vão responder um processo”.
 
Na plateia, policiais e integrantes de movimentos como Direita São Paulo e Direita Sorocabana. Os defensores de Bolsonaro estabam vestindo camisetas com o rosto do deputado, trajes de estampas militares, além de uma bateria de escola de samba e homem vestido de Capitão América. Gritavam “Lula na prisão, Bolsonaro é capitão”.
 
 

11 comentários

  1. Depois do estrago que
    Depois do estrago que aconteceu na esquerda, feita pelos “grandes estrategistas”, restará no segundo turno Bolsonara e Alckim.

  2. É colocar sal em comida salgada

    O vice general só se justificaria se Bolsonaro tivesse crise de credibiidade junto à base eleitoral dele. Aí o general entraria como “fiador”. Será que tem essa crise?

    Fora isso, só a falta de opção mesmo, para explicar.

    Para Bolsonaro um vice que melhoraria sua imagem seria colocar seu guru econômico Paulo Guedes. Para mim do povão é mais um neoliberal ruim de doer. Mas para o capitão daria verniz de contrapeso intelectual à sua boçalidade.

  3. Ao escolher como vice um

    Ao escolher como vice um general que fez afirmações golpistas e não demonstrou o apreço devido pelo comandante em chefe das forças armadas, o Capitão Bolsonaro fez o que se achava impossível: encontrar alguém pior do que Janaína Paschoal…

  4. A parte boa é que ns próxima
    A parte boa é que ns próxima legislatura a Câmara estará livre deste maluco, que ficará pelo menos dois anos sem mandato.

  5. A escolha foi ótima.

    Do ponto de vista de estratégia de campanha, a estratégia foi ótima, brilhante, Magistral. 

    Ao se unir com um General que foi exonerado por Temer, por sugerir que Temer não poderia governar, uma vez que foi pego com malas de dinheiro, Bolsonaro se superiorizou totalmente perante Alckmin. 

    O General Mourão é o Herói dos que combatem a corrupção do Governo Temer, é um Mártir do combate à Temer. 

    E com esta decisão, Bolsonaro fez três feitos notáveis, além de emplacar o acima citado, ainda conseguiu confirmar algém que tem muito mais cérebro do que ele, para vice, pois os Generais, diferentemente de Bolsonaro, fazem uma intensa academia militar. 

    E em terceiro, bolsonaro conseguiu trazer algo que grande parte da sociedade brasileira ( notadamente a direita ) sempre ansiou, um governo 100% militar, que fosse eleito democraticamente. A direita nunca aceitou que o governo militar que fazia o Brasil crescer a 11% ao ano terminasse. Agora, se além de trazer os militares de volta, ainda for por via democrática, sem torturas, isto será o sonho dos sonhos do eleitor de direita. E digo mais, eles não vão sossegar enquanto não trouxerem este sonho para a realidade. 

    No mínimo que se pode dizer é que o Governo Bolsonaro irá dominar mídia e Ministério Público com mãos de ferro.

    E se ninguém dominar a mídia assim, vai dominar como? A mídia não vai sossegar enquanto não destruir o país por completo, infelizmente. Apenas uma autoridade maior os fará parar.

    A quebradeira de empresas vai cessar totalmente. Este Governo Militar só não conduzirá o Brasil ao crescimento economico se fizer uma asneira muito grande, o que com o General Mourão assessorando Bolsonaro, será bem difícil de ocorrer. Como já foi dito aqui neste blog, o primeiro General que chegar marchando em praça pública ao poder, porá ordem no país.

    Quase que digo que a direita só se deixará dobrar e obedecerá, sob este tipo de autoridade. 

    Com isto, corre-se o risco de Bolsonaro se eleger já em primeiro turno. 

    ——————–

    Digo tudo isto, embora a minha primeira opção seja Ciro Gomes, pois ele é o que tem mais proximidade do programa desenvolvimentista, e sem fechar estatais ou privatizar. O problema de Bolsonaro é que o economista dele prometeu fechar um terço das estatais logo de cara, privatizar o outro um terço, e pensar sobre o um terço restante. 

    Mas entre Alckmin e Bolsonaro, sou mil vezes Bolsonaro. Pois Alckmin fecharia, ou privatizaria  100% das estatais, se possivel for, sem terço nem nada. 

    Enquanto isto, a esquerda permanece lutando lutas pequenas, birras, pirraças sem sentido, candidaturas inelegíveis, e outras asneiras sem sentido. 

     

  6. o ‘ecomista’ me assusta mais que o general…

    Na entrevista na Globo News quando confrontado com a opinião de Paulo Guedes sobre a economia do governo militar, Bolsonaro citou imediatamente o Chile de Pinochet. A politica é de destruição economica neoliberal manu militare.Paulo Guedes é economista de Chicago como os que aconselhavam e apoiavam Pinochet. E ele não é só o ‘conselheiro economico’ é o articulador de Bolsonaro nos ‘mercados’ e no meio empresarial. Me assusta também que Bolsonaro compra sem titubear itens da politica internacional de Trump com por exemplo, sair do acordo de Paris. Me preocupa muito a possibilidade de um apoio do governo Trump, eles nunca deixam de se meter nas eleições brasileiras e uma politica a lá Pinocht by Paulo Guedes é tudo que eles querem agora…

  7. Há males que vem para o bem…

    Tempos atrás (mandato de Lula), eu pensava que o Brasil deveria desenvolver artefatos atômicos para dissuadir qualquer agressão externa.

    Constato, infelizmente, que a nossa elite militar é totalmente alienada, despreparada e leviana para assumir a gigantesca responsabilidade de controlar arsenais tão poderosos .

    CABEÇAS DE PAPEL

    [video:https://youtu.be/5SHserc73F0%5D

  8. A Casa Grande cercou por todos os lados.

    O vice de Bolsonaro, é o General Mourão. 

    O vice de Alckmin é a Ana, que é de extrema direita. 

    E o vice de Ciro, é a Kátia Abreu, a motosserra de ouro. 

    Lula, está preso e barrado pela ficha limpa. E se ganhar não toma posse. Se tomar posse não governa. E se governar, a elite fará ele passar vergonha, com a camisa de força da PEC dos gastos e com um Congresso altamente reaça. 

    Então a Casa Grande cercou por todos os lados. Qualquer dos 3 que estão à frente das pesquisas, tem vices da Casa Grande, ou seja, se eles não rezarem pela cartilha da elite, já tem um vice da Casa Grande esperando ” caso o presidente seja impichado “. 

    Ganhe quem gahar, a Casa Grande governa. 

  9. Filhote da ditadura
    A democracia do Brasil estar a comprometida se um sujeito destes for eleito, totalmente incapacitado tanto intelectualmente como moralmente. Será que respeitará as pessoas que não compartilham com sua ideologia?, quando houver greve de forma ela será tratada de forma pacífica ou truculenta? Não é por acaso que suas intenções de voto estão estacionadas e com tendência de queda devido a suas participações das ultimas entrevistas que mostram como esse sujeito é ridículo.

  10. Vamos respeitar a democracia…

    Nada contra direita existindo numa campanha eleitoral, serve para temperar a república e a democracia…

    E é bom, por que assim eles poderão “controlar” seu eleitorado raivoso…

    Sem a figura deles, os raivosos podem virar zumbis e endoidar…

    Vai ajudar a dar cara e estrutura e entender que precisam melhorar nos argumentos…

    Que empresários e juristas se filiem a eles e participem de forma clara e honesta.

    Ao invés de ficar financiando derrubada de presidentes honestos…

    Que dar porrada, que querer a volta da ditadura é burrice…

    Agora, se perder no voto…

    Pelo amor de Deus, aceitem a derrota republicanamente…

    Se ganharem, em minha modesta opinião, o Brasil perde o rumo de vez…

    Eles vão é atras de cacife politico, não farão o que fez aécio, que forçou a barra e se ferrou…

     

     

     

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome