Com João Doria, PSDB quer manter controle de 27 anos de governo em São Paulo


Fotos Públicas
 
Jornal GGN – “Quanto maridos e quantas esposas fazem, também, as suas juras de casamento de eternidade, numa cerimônia religiosa, com testemunhas, com juramentos, com juras de amor e às vezes se separam. E nem por isso se odeiam, nem passam a ser odiados.”
 
Assim comparou o prefeito de São Paulo, João Doria, para justificar que não cumpriu a promessa do último ano, dada por ele, de que não se candidataria às eleições de 2018 para o governo. O empresário venceu em primeiro turno as prévias do PSDB, neste domingo, sendo o escolhido da sigla para se candidatar oficialmente.
 
João Doria recebeu 80,26% dos tucanos em um total de mais de 15 mil filiados que participaram das prévias ontem, segundo informações do partido. A candidatura de Doria é a escolha do PSDB para manter o poderio no Palácio dos Bandeirantes, desde 1994.
 
Naquele ano, Mário Covas venceu o sufrágio universal, sendo reeleito no mandato seguinte, deixando a poltrona para o primeiro turno do atual governador, Geraldo Alckmin, seguido de José Serra e Alberto Goldman. O único partido diferente a governar o Estado, mas que não representou alternância de poder, foi o do então vice de Alckmin, Cláudio Lembo, que assumiu em 2006 o comando para liberar a candidatura do tucano ao Planalto.
 
Ao todo, o PSDB já atinge 23 anos de poderio. Se a antiguidade da gestão tucana no estado não for rompida nas eleições deste ano, o império do partido chegaria a 27 anos com João Doria.
 
Para se candidatar oficialmente, anúncio que deve ocorrer na convenção nacional do PSDB, prevista para acontecer em julho, como determina a Justiça Eleitoral, Doria precisará deixar o cargo na Prefeitura da capital até o dia 7 de abril, cumprindo apenas 15 meses de mandato.
 
Sobre isso, Doria disse que “São Paulo não perde um gestor, ganha dois: o Bruno [Covas, vice-prefeito] e eu, que aliás se Deus quiser seremos eleitos governador do Estado de São Paulo, e vamos continuar a ajudar a Prefeitura”. 
 
Acompanhe as declarações de Doria, dadas a programa da Band:
 
 
Os três nome que concorreram contra o empresário dentro do PSDB foram o senador José Aníbal (que obteve 6% dos votos), Luís Felipe d’Ávila (com também 6% dos votos) e o secretário Estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro (que obteve 7% dos votos).
 
As prévias simbolizaram para o partido uma espécie de reconciliação, diante dos já tradicionais rupturas e conflitos que ocorrem e ocorreram também desde o ano passado para definir os nomes ao Governo de São Paulo, mas principalmente à Presidência da República. 
 
Ainda, mostrando que guarda sentimentos de desgosto, para anunciar a celebração de sua vitória, Doria mostrou fazer parte do ala de Alckmin e intimou Aníbal: “Tenha a alma do Geraldo Alckmin ou peça para sair e encontre um partido para abrigar sua alma amarga, revanchista e odiosa”.
 
“Eu continuo estando na política, eu não sou um político e respeito, evidentemente, e sou um administrador. Quero também ajudar Geraldo Alckmin a se eleger presidente do Brasil”, disse.
 
 
 

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rei

- 2018-03-19 20:54:41

Todos deveriam se unir só para derrubar o PSDB-SP!

O "núcleo duro" de todo o golpe está no governo de São Paulo. A união de todas as forças da direita passam pelo governo de SP: a mídia, os empresários... as ligações com o STF e PF via José Serra... a última cartada do PSDB via Alckmin... o "futuro" do golpe nas mãos de Dória!

O PSDB-SP é o plano A dos golpistas... derruba-lo seria a melhor notícia para o Brasil em décadas.

Eles não vão perder esse governo de jeito algum... O PSDB e a Globo jogam esse país no chão mas não perdem o governo de São Paulo!

Nem que eles tenham que mandar fuzilar os adversários em praça pública... fraudar as urnas... fazer pacto com PCC, CV... tudo é possível!

SE ALGUM GOVERNO DE ESQUERDA INVESTIGAR DE VERDADE OS GOVERNOS DO PSDB-SP... OS CHEFES DA QUADRILHA VÃO PARA CADEIA! Ali está o núcleo de dezenas de esquemas de corrupção que sustentaram o PSDB que é o núcleo do maior esquema de corrupção brasileiro... reunindo a Polícia Federal, os Juízes, toda grande Imprensa...

SE O PSDB PERDER O GOVERNO DE SÃO PAULO A MAIOR QUADRILHA DO PAÍS VAI CAIR!!!!

Talvez seja a única esperança que resta para o Brasil!

 

 

ze sergio

- 2018-03-19 18:35:28

Com....

Só a Esquerda tem um Discurso. O resto está fazendo cassino patra se manter no Poder. Mas a Esquerda Tupiniquim é tão Burra, tão Aloprada que perde para ela mesmo. Russia, China, Cuba estão disparando na liderança do terceiro Milênio. Repúblicas que fincaram raízes e ainda flertam com o Socialismo. Só que agora Socialismo do Capital. Socialismo da Industrialização. Socialismo do Bem Estar. Socialismo do Nacionalismo. Socialismo da Liberdade. O próprio Fidel deu a dica: "Quero ganhar dinheiro como um Capitalista. E gastá-lo como um Socialista". Aqui, Aloprados nãconseguem se libertar de 64. Querem acabar com a Pobreza gerando ainda mais Pobreza. O contrário de Pobreza é Riqueza e não Socialismo. Quanto mais rica e culta uma Nação mais Socialista ela é. Aqui até o óbvio é dificil de ser entendido.  

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador