Cunha estaria preparando sua filha para eleições 2018

 
Jornal GGN – Da prisão, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) estaria preparando a sua filha, Danielle Dytz da Cunha, também alvo de investigações da Operação Lava Jato, para ocupar a vaga deixada por ele na Câmara dos Deputados nas eleições do próximo ano.
 
A informação foi divulgada pelo blog do Camarotti, que informa, ainda, que a ideia de lançar a filha na política surgiu desde que Cunha foi cassado da Câmara dos Deputados. Ainda, supostamente, Danielle já apresentaria alguma desenvoltura e mobilização pelas redes sociais.
 
Ainda em 2015, a filha de Cunha, que é publicitária, já transitava pelos corredores da Câmara e chegou a ganhar algumas contas de deputados para promover os mandatos, com o trabalho de assessoria e divulgação.
 
O nome de Danielle Dytz da Cunha apareceu nas investigações relacionadas ao pai na Lava Jato, sobre o pagamento de propina a partir de contratos da Petrobras em Benin, na África. Tanto a filha como a esposa de Cunha teriam sido favorecidas com parte do montante ilícito, por terem cartões de crédito dependentes do político, nas contas na Suíça onde estariam parte deste dinheiro. 
 
Na quebra do sigilo de dados telemáticos do ex-presidente da Câmara, Danielle aparece em uma mensagem pedindo dinheiro ao pai para uma lista de compras com o cartão de crédito estrangeiro, que foi associado a uma offshore. Ainda assim, a filha do ex-deputado não foi denunciada pela força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF). 
 
Outras polêmicas também envolvem a filha de Cunha: a suspeita, por exemplo, de que o casamento de R$ 260 mil de Danielle Dytz no tradicional hotel Copacabana Palace tenha sido pago com dinheiro de propina recebida pelo peemedebista.
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora